Rose Sales e Ivaldo Rodrigues discutem por conta de Licitação de R$ 3 bi

Ivaldo Rodrigues (PDT) e Rose Sales (PCdoB) trocaram ofensas na Câmara.

O tempo fechou hoje (30) na Câmara Municipal de São Luís. A troca de ofensas entre a vereadora Rose Sales (PCdoB) e o vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) foi ríspida, com direito a ofensas como “surda” e “leviana” porparte de Ivaldo, e “comprado” por parte de Rose.

O presidente da Casa, Isaías Pereirinha (PSL) teve trabalho para contornar a briga e pediu para que os microfones fossem desligados três vezes.

O motivo de toda a confusão foi o fato da comunista ter requerido a convocação do Secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos, Marco Aurélio Freitas, para prestar esclarecimentos acerca do processo licitatório no valor de R$ 3 bilhões da Prefeitura de São Luís para contratar serviços de limpeza pública na capital. A realização da licitação está prevista para 12 de dezembro.

Rose contesta o valor da contratação, que seria exorbitante. Pelo edital, a prefeitura terá que pagar R$ 155 milhões por ano em um prazo de 20 anos. Como a vereadora gostaria de urgência na tramitação do requerimento e este não estava na Ordem do Dia de ontem, Rose pediu o posicionamento do plenário para apreciar logo já que era o último dia de sessão na semana, e a audiência estaria prevista para o dia 7 de dezembro (próxima quarta-feira).

A comunista disse ter visto Ivaldo Rodrigues se virando para os colegas pedindo para que não aprovassem o requerimento e a briga começou. “Eu vi o vereador Ivaldo dizendo que não era para aprovar o Requerimento. Castelo tenta podar o parlamento toda vez que alguém se levanta contra ele. Eu não foi aceitar também que entre na pauta agora. Deixa para entrar na segunda-feira”, afirmou Rose Sales.

“A senhora está surda! A senhora foi leviana ao me mencionar. Primeiro não respeita o Regimento, pois seu requerimento não estava na Ordem do Dia. Depois, o que eu fiz foi perguntar para os colegas o que seria votado, pois eu não havia entendido. Pois agora, além de votar contra, eu vou mesmo articular para que os pares votem contra seu requerimento”, afirmou.

Os dois começaram a discutir e por duas vezes, o presidente tentou acalmá-los e desligou os microfones. Rose disse ainda que Ivaldo era um comprado pela prefeitura.

Após a sessão, Ivaldo disse que vai recorrer à Comissão de Ética, acusando Rose de falta de decoro parlamentar.

O requerimento solicitando audiência públiba para tratar da Licitação do lixo entra em pauta na próxima segunda-feira (5).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *