Projeto Circo-Escola será retomado em São Luís

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria da Criança e Assistência Social (Semcas), retomará o projeto Circo Escola até outubro deste ano. Interrompido há aproximadamente cinco anos, a experiência foi referência em todo o Brasil e tem como missão garantir direitos e ampliar oportunidades de educação e reinserção social a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

O Circo, que está sendo erguido em um novo espaço no bairro da Cidade Operária, com 30m de diâmetro, e passando por devidas adequações, desenvolverá atividades artísticas, culturais e educativas para o público-alvo através dos educadores sociais e técnicos da Semcas e demais secretarias municipais. A iniciativa conta com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Luís (CMDCA-SL), através do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Luís (FMDCA-SL) para a potencialização dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos ofertados pela Semcas.

“Não estamos medindo esforços no resgate dessa experiência tão exitosa. O Circo Escola desenvolve um excelente trabalho de retaguarda. Meninos que vivem em situação de risco desenvolverão habilidades artísticas e lhes serão oferecidos novos rumos. Além disso, será disponibilizado um novo espaço de convivência para a comunidade. Essa ação reflete o compromisso do prefeito Edivaldo de cuidar bem das pessoas e melhorar a vida de cada cidadão”, explica a secretária da Criança e Assistência Social, Andréia Lauande.

O Circo atenderá 300 crianças e adolescentes, e suas famílias, de um dos bairros de maior índice populacional de São Luís, a Cidade Operária. O público participará de oficinas de artes circense, visual, cênica, música, dança, esporte e lazer, educação ambiental e ações socioeducativas.

Além da Semcas, outras cinco secretarias municipais estão envolvidas nos trabalhos que serão realizados pelo Projeto: Educação (Semed), Segurança com Cidadania (Semusc), Meio Ambiente (Semmam), Desporto e Lazer (Semdel) e a Fundação de Cultura (Func). Representantes de todas as pastas comprometidas com o projeto estiveram reunidos nesta semana, na Semcas, para começar a definir como se dará, efetivamente, a participação de cada uma.

“É muito importante nos integrarmos a esse grande projeto que atenderá uma comunidade tão carente de recreação, um público vulnerável e, ainda, criar um novo equipamento público”, destacou o secretário de Desporto e Lazer, Raimundo Penha, durante a reunião.

 

Boa referência

A Semcas implantou o Projeto Circo Escola em 1999, cuja lona funcionou durante dez anos no Anel Viário. Nesse período, foram realizados, por ano, atendimentos de cerca de 200 crianças e adolescentes e de 180 famílias, todas inclusas no Programa Bolsa Família e outros serviços e benefícios.

A experiência ainda ganhou proporções internacionais com a parceria do Unicef, que referendou ao governo coreano a visita ao Projeto em 2004. Nacionalmente, participou do Projeto Criança Esperança e, também, foi inspiração e modelo para a criação do Circo da Baixada do Rio de Janeiro (RJ), através da indicação da organização não governamental Terre deshommes Lausanne no Brasil (Tdh Brasil).

Com informações da Secom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *