Ex-prefeito da paupérrima Cachoeira Grande condenado por improbidade administrativa

chicobarbosaA Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Cachoeira Grande, Francisco Barbosa dos Santos, o Chico Barbosa (DEM) por atos de improbidade administrativa. O ex-gestor deixou de prestar contas de recursos provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), de R$ 47 mil, repassados ao município no ano de 2008.

Sob a gestão de Chico Barbosa, o município de Cachoeira Grande recebeu, em 2008, o dinheiro provenientes do programa Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE). Mas, o então prefeito, não prestou contas da aplicação dos recursos.A omissão do ex-gestor em prestar contas foi confirmada pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), em tomada de contas especial, realizada pelo tribunal.

Para a 3ª Vara da Justiça Federal, que proferiu a sentença, ficou constatada a má-fé de Francisco Barbosa ao não prestar conta dos recursos recebidos.

O ex-prefeito foi condenado por improbidade administrativa, com as seguintes sanções: suspensão dos direitos políticos por cinco anos; proibição em contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos pelo prazo de três anos e aplicação de multa civil em cinco vezes o valor da maior remuneração recebida durante o mandato.

A pobreza castiga o pequeno município. Situado à beira do rio Munim, a 110 km de São Luís, o município de Cachoeira Grande se equivale em pobreza ao vizinho Presidente Juscelino. A exclusão social atinge 63% (5.500 pessoas) em Cachoeira Grande. Grande parte da responsabilidade por essa situação se deve a gestores –não por coincidência ligados ao sarneisismo – descompromissados com a melhoria das condições de vida da população e relapsos com as contas públicas.

Cachoeira Grande virou município em 10 de novembro de 1994. O antigo povoado, de mesmo nome, foi desmembrado de Morros. No último levantamento do Índice de Desenvolvimento Humano, Cachoeira Grande ficou com média baixa, IDHM entre 0,5 e 0,599.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *