Prefeitura já entregou 1.500 títulos de propriedade aos ludovicenses

titulosmaurofecuryAo fazer a entrega, na manhã deste sábado (22), de 370 títulos de propriedade de imóveis às famílias residentes na Vila Mauro Fecury II, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior totalizou 1.500 títulos entregues pelo Programa “Minha Casa é Legal” na sua gestão. Durante a distribuição dos documentos que garantem a posse das casas às famílias, ato que aconteceu na UEB Cônego Sidney Castelo Branco Furtado, localizada na Avenida José Sarney (Vila Ariri), o prefeito garantiu que até o final do seu mandato serão distribuídos 10 mil títulos de propriedades as famílias ludovicenses.

O prefeito Edivaldo enfatizou a retomada do programa, iniciado ainda na gestão do saudoso ex-prefeito Jackson Lago e que ficou paralisado por dez anos e ressaltou que tem trabalhado firme, incansavelmente, para resolver os problemas das cidade.

“Este é mais um dia festivo para todos nós. Estamos aqui na Área Itaqui Bacanga entregando mais 370 títulos de propriedades aos moradores da Vila Mauro Fecury II, garantindo cidadania e dignidade às famílias. Moradores das regiões do Pólo Coroadinho e do Itaqui-Bacanga já foram contemplados e agora vamos iniciar uma nova frente de trabalho na área do Sacavém e da Cidade Operária. Digo a todos vocês que temos trabalhado dia e noite por esta cidade, já avançamos bastante e até o final do nosso governo deixaremos uma São Luís bem melhor”, afirmou Edivaldo.

O senhor José Raimundo Pinheiro, 61 anos, morador da Vila Mauro Fecury II, desde 1984, sendo um dos seus fundadores, disse que ficou imensamente gratificado após receber o título de sua residência das mãos do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. “É um momento de grande importância na minha vida, pois este documento vai garantir a mim e aos moradores da região a legalidade das nossas casinhas. Não vamos mais ter aquela insegurança de antes. Agora podemos dormir tranquilos”, declarou ele, com um largo sorriso e semblante de tranquilidade estampado no rosto.

Dona Iraci Almeida Pacheco, 54 anos, uma das contempladas pelo programa, disse que receber o título foi uma de suas maiores alegrias. Dona de casa e residente há 20 na Fecury II, ela disse que o programa de regularização fundiária implementado pela Prefeitura de São Luís promove inclusão social na comunidade. “Estou muito feliz porque agora tenho um lugar legalizado para morar com a minha família. Sou proprietária de fato e de direito da minha casa. É algo maravilhoso. Parabenizo a todos da gestão do prefeito Edivaldo por terem retomado esse esplendoroso programa”, agradeceu.

A ação faz parte da quarta etapa do programa “Minha Casa é Legal”, iniciado em 2013. As duas primeiras etapas ocorreram no bairro Coroadinho, onde foram entregues 757 títulos. A terceira etapa foi realizada em fevereiro deste ano, beneficiando mais 334 famílias residentes nos bairros Mauro Fecury I e Vila Nova.

O secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Diogo Diniz Lima, informou que mais 2 mil títulos de propriedades estão prontos para serem entregues “A nossa finalidade é regularizar esse imenso passivo urbano que assumimos referente à ocupação espontânea em São Luís. Temos feito uma ação intensificada nesse sentido e outras novas frentes de trabalho serão deflagradas na região da Cidade Operária e Sacavém”, informou o titular da Semurh, ao ressaltar que além da garantia de propriedade de um lote, por meio da regularização fundiária, a população passa a ter a garantia de acesso aos equipamentos básicos de urbanismo, saúde e educação, tendo uma série de novos direitos, especialmente na melhoria de sua própria habitação.

Representando a Câmara Federal, o deputado Weverton Rocha (PDT) disse que o prefeito Edivaldo torna-se uma referência para os demais prefeitos do país no âmbito da regularização fundiária. “Ele é um exemplo para os mais de 5 mil prefeitos do Brasil, pois aqui em São Luís, o prefeito Edivaldo realiza um amplo programa de regularização da situação dos moradores de terrenos de dominialidade do município de São Luís, que agora vão ter um documento e poderão dizer com segurança que a casa em que mora é sua”.

O prefeito Edivaldo esteve acompanhado da primeira dama, Camila Vasconcelos, e da filha Talita. Também participaram da solenidade os vereadores Prof. Lisboa (PCdoB), Edmilson Jansen (PTC), Alencar Gomes (PDT), Ricardo Diniz (PHS) e Josué Pinheiro (PSDC); os secretários Geraldo Castro (Educação), Helena Duailibe (Saúde), Tati Lima (Informação e Tecnologia), Rodrigo Maia (Meio Ambiente), os secretários adjuntos de Desporto e Lazer, Aldo Rogério e Romeo Amin, Robson Paz (Comunicação), Milton Calado (Governo), o presidente do Instituto da Paisagem Urbana, Marconi Loiola Maia, o presidente da Associação de Moradores da Mauro Fecury II, João Carlos, o líder comunitário Paêta e a população em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *