PSDB não chega a consenso e pode definir assunto Castelo só na convenção

Carlos Brandão diz que Castelo terá direito a pleitear candidatura nas instâncias partidárias, apesar da dificuldade para que seja aprovada

Carlos Brandão diz que Castelo terá direito a pleitear candidatura nas instâncias partidárias, apesar da dificuldade para que seja aprovada

O PSDB não definiu nesta terça-feira (10) a questão da pré-candidatura do ex-prefeito João Castelo (PSDB) ao Senado. O partido marcou para a próxima segunda-feira (16) nova reunião para definir o caso. Após longa reunião, a definição foi somente sobre a convenção do partido, que será realizada em Imperatriz, no dia 22 deste mês.

O presidente do partido, Carlos Brandão, afirmou que ainda não se chegou a uma definição porque um partido com tantas lideranças importantes tem que ouvir a todos, o que não foi possível. Ele afirmou que a votação da Executiva sobre a candidatura ainda não começou, mas o Estatuto permite que, mesmo que Castelo perca, leve a disputa para a convenção.

“O estatuto do partido permite que se ele perder na Executiva, leve para as convenções. Não podemos nem antecipar nada porque ninguém manifestou voto. É um direito que cabe e o partido vai dar todos os direitos ao filiados. Vamos seguir rigorosamente o Estatuto”, pontuou.

Tudo indica que Castelo perde tanto na Executiva quanto nas convenções. Na Executiva, são quatro a dois, ou três a dois, caso

Na convenção tucana, apenas três diretórios estão aptos a votar: Imperatriz, Bom Jesus das Selvas e São Francisco do Brejão. Todos domínios de Sebastião Madeira, que já deixou claro que não quer atrapalhar a aliança com Flávio Dino.

Chance de candidatura de Castelo ainda é mínima

Todas as falas dos tucanos com exceção do próprio Castelo dão como sendo muito difícil a candidatura do ex-prefeito ao Senado. Brandão garantiu que o acordo com Flávio pela candidatura a vice não será desmanchado. “Aécio Neves deixou claro que acertou no Maranhão a aliança com Flávio Dino, com a indicação do vice, e disso não abre mão. Ele não abre mão do projeto que avalizou. Mas se o Castelo se viabilizar desde que não atrapalhe o que foi acordado, ele poderá ser”, afirmou.

Os partidos do grupo de Flávio Dino estariam resistentes à candidatura de Castelo, alegando que os tucanos não poderiam ficar com duas vagas na chapa. Por isso, estaria muito difícil a candidatura. “Existe uma resistência dos partidos por entenderem que o PSDB não pode ficar com a vaga de vice e de Senador. Isto pode prejudicar a aliança. No momento que isso prejudica, fica difícil a candidatura ao Senado. Se a proposta de candidatura ao Senado atrapalhar a aliança com Flávio, está descartada”, finalizou Brandão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *