Regueiros apresentam a Flávio Dino propostas de incentivo à cultura

IMG_7428Representantes dos regueiros de todo o Maranhão entregaram ao pré-candidato ao governo do estado, Flávio Dino (PCdoB), na noite desta quinta-feira (19), propostas de incentivo à cultura do reggae no Maranhão. Entre as principais propostas apresentadas pela categoria para a valorização do reggae no estado, estão a promoção de festivais regionais, a criação de um Museu Som e Imagem do Reggae, e a instalação de um Centro Referencial do Reggae, com a exposição da História do Reggae.

O pré-candidato Flávio Dino lembrou que a tendência musical Reggae, que se tornou um “movimento”, no mundo inteiro leva mensagens de liberdade, respeito e principalmente de luta anti-racismo. “O reggae de raiz tem origens e grandes identificações com as lutas políticas”, disse ele.

Apesar da forte influência da cultura reggae no estado, que permitiu que a capital maranhense seja conhecida em todo o país como a “Jamaica Brasileira”, os representantes da categoria avaliam que ainda é grande a discriminação contra o ritmo e a falta de incentivo à cultura reggae. “Ainda somos discriminados, esquecidos e desvalorizados. São poucas, ou quase inexistentes, as políticas públicas para incentivar a cultura reggae no Maranhão”, disse o regueiro Tarcísio Ferreira (Selektah).

Outro representante do reggae maranhense, o Dj Natty Nayfson, explicou que existe uma grande contradição na “Jamaica Brasileira”, já que falta incentivo para a promoção da música no estado. “Estados como o Pará, Ceará, Pernambuco e Bahia valorizam muito mais o reggae, mas é no Maranhão que está a Jamaica Brasileira”, disse o regueiro ao lembrar que nestes locais o governo do estado patrocina eventos de reggae.

O deputado federal Pinto Itamaraty (PSDB), que tem forte atuação nesse segmento cultural, explicou que o governo do estado precisa ter sensibilidade com a cultura. “Existe forte promoção para o São João, para o Carnaval, mas não existe a mesma atenção com a cultura Reggae”, disse ele.

Reggae como atrativo turístico

O pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) defendeu que o reggae seja um atrativo turístico para o estado. “O movimento também é uma atividade econômica que gera emprego e renda. Vamos trabalhar para explorarmos o reggae como atrativo turístico”, argumentou.

Cláudio Adão, membro do Grupo GDAM – Grupo de Dança Afro Malungos – explicou que a cultura pode ser associada a todos as manifestações culturais que predominam no estado. “Ninguém entendeu quando criamos um bloco de carnaval de Reggae. Mas é uma maneira que temos de difundir a cultura afro-maranhense também neste período”, explicou ele.

Na reunião com os regueiros, o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) esteve acompanhado do pré-candidato vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), do deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) e do deputado federal Pinto Itamaraty (PSDB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *