Roseana deverá se defender sobre dívidas alegando recurso que ainda não existe

Roseana deverá se justificar com argumento furado de ter deixado dinheiro que ainda não existe.

Roseana deverá se justificar com argumento furado de ter deixado dinheiro que ainda não existe.

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) deverá se manifestar até o final desta semana sobre as acusações do atual governo do rombo deixado nos cofres públicos.

A alegação de Roseana é a mesma que vinha sendo trabalhada pelos seus veículos de comunicação: de que ela deixou R$ 2 bilhões, fruto do empréstimo do BNDES.

Na realidade, o que ficou nos cofres foi R$24 milhões. Os recursos do BNDES são liberados conforme a execução. Caso seja contabilizado créditos do empréstimo,a dívida então não é de R$1,1 bilhão como exposto na coletiva do secretário Marcelo Tavares, mas de R$ 7 bilhões já que o empréstimo começa a ser pago agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *