Auditoria encontrou superfaturamento de até 30% nas terceirizadas da Saúde

Secretaria de Saúde: quanto mais se mexe, mais se descobre!

Secretaria de Saúde: quanto mais se mexe, mais se descobre!

Em nota esclarecendo a situação atual das terceirizações da secretaria estadual de Saúde e a proibição da redução dos salários dos funcionários, o governo do estado revelou que o resultado preliminar da auditoria na secretaria revela indícios de superfaturamento de 25% a 30% nos valores dos contratos com ICN, Bem Viver e Idac.

A secretaria de Transparência e Controle continua a auditoria que deverá culminar com as medidas criminais e civis contra quem superfaturou os contratos.

Justamente por causa deste reajuste do contrato ao preço de mercado, existiram denúncias de reduções de salários dos funcionários, o que expressamente proibido. Segundo o governo, o instituto que utilizar do artifício para continuar ganhando mais do que deveria, sofrerá as sanções previstas nos contratos de cada uma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *