Com medo da investigação avançar, Roseana e Lobão tentam arquivar Ação

Roseana e Lobão não querem avanço das investigações

Roseana e Lobão não querem avanço das investigações sobre eles

As declarações do doleiro Alberto Youssef, que teve como advogado no STJ Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, mesmo advogado de outros dois acusados de envolvimento no esquema de corrupção, Roseana Sarney e Edison Lobão, demonstram a prioridade da retirada dos nomes dos políticos maranhenses do esquema. E Kakay já fez a petição do arquivamentos das acusações dos dois.

Youssef diz em seus depoimentos que “não lembra” de entrega de dinheiro a Lobão e Roseana, mas lembra bem da entrega de dinheiro ao ex-secretário da Casa Civil, João Abreu, contando detalhes. Já o outro delator, Paulo Roberto Costa diz ter recebido dois pedidos de Lobão, de R$ 1 milhão em 2008 e R$ 2 milhões em 2010. Este valor seria usado na campanha de Roseana ao governo do Maranhão, e Youssef cuidou do pagamento, ainda segundo o executivo.

É justamente nesta contradição que Kakay se baseia para tentar arquivar as Ações contra Lobão e Roseana. Ele afirma que as incogruências podem ter sido resultado de pressão sobre Costa para delatar políticos famosos. “Uma parte dessas delações deve ser anulada por causa de ilegalidades, como a ausência de espontaneidade. A sorte é que ainda há Justiça em Brasília”.

Roseana e Lobão são os dois únicos entre os 47 políticos investigados da lista de Janot que pediram arquivamento das acusações. O medo é grande que as investigações avancem. E parece que vai sobrar para João Abreu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *