Prédio onde deveria funcionar a Rádio Timbira completamente abandonado

Do Jornal Pequeno

_MG_5662A Rádio Timbira que na gestão Flávio Dino passa por processo de reestruturação para que seja de fato uma rádio pública funciona desde agosto de 2011 em um prédio alugado. Mas, poderia estar sediada em prédio próprio do governo do Estado, caso a Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) no governo Roseana Sarney não estivesse abandonado as instalações, na Rua do Ribeirão, Centro de São Luís.

Localizado numa área de tombamento histórico municipal, o casarão amplo de dois andares onde deveria funcionar a Rádio Timbira e Agência de Notícias desde fevereiro de 2009 está completamente abandonado. Devido à falta de manutenção o edifício de arquitetura colonial possui problemas hidráulicos e na instalação elétrica. Além disso, há infiltrações e goteiras em quase todos os cômodos.

O forro de madeira, portas e janelas internas estão em processo de destruição por cupins e o mato começa a tomar conta do andar térreo do imóvel.

_MG_5700No dia 04 de fevereiro de 2009 a Secretaria de Estado de Administração e Previdência Social e a Secretaria de Estado da Comunicação assinaram Termo de Transferência Definitiva de um imóvel localizado na rua do Ribeirão, no centro de São Luís.

A Rádio que funcionava durante o governo Jackson Lago no Bairro de Fátima e seria transferida para este prédio no centro da cidade. Porém, com a cassação em abril de 2009, toda a estrutura montada foi abandonada pelo governo Roseana Sarney.

No entanto, o governo de Roseana Sarney optou por abandonar o prédio público e instalar a Rádio Timbira em prédio alugado. A despesa com aluguel acumulada neste período custa aos cofres públicos mais de R$ 1 milhão.

A Secretaria de Comunicação na gestão de Roseana Sarney autorizou aluguel de um prédio na Beira-Mar no valor de R$ 376.800,00 por 24 meses que foi aditivado em primeiro de agosto de 2013 por mais 24 meses para funcionamento da Rádio Timbira.

Além disso, a Secom autorizou também o aluguel de outro imóvel vizinho a este da Timbira para funcionamento da sede administrativa da Secretaria.

Este aluguel de 24 meses assinado em 05 de agosto de 2011, cerca de um ano e meio depois da transferência do imóvel da rua do Ribeirão, também foi aditivado pelo governo Roseana Sarney por mais 24 meses no valor de R$ 587.158,32.

Caso o Governo Flávio Dino opte pela reutilização do casarão terá que investir milhares de reais em reformas e ainda assim continuar pagando os aluguéis do prédio da Rádio e da sede administrativa da Secom, que só vencem em agosto de 2015.

“É lamentável que o patrimônio público tenha sido alvo de tanto descaso por parte de quem deveria zelar por ele. Vamos levantar todas as informações necessárias e encaminharmos para as instâncias competentes adotarem as medidas pertinentes”, afirmou o secretário de Estado da Comunicação, Robson Paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *