Empresário do transporte quer manter monopólio e prejudicar usuários

Linha Expressa: mais conforto = preço justo

Linha Expressa: mais conforto = preço justo

Tanto para São Luís quanto para as linhas da região metropolitana, quanto mais empresas e mais ônibus, melhor para a população. Chegou a hora de acabar com o privilégio de um pequeno de grupo de empresários do transporte e abrir a concessão para mais empresas e introduzir mais ônibus e com mais serviços (ar condicionado, GPS, respeito à lotação). Quanto maior a concorrência, maior a qualidade.

O dono da empresa TCM, Romeu Carvalho, ameaça entrar na Justiça contra a Linha Expressa Metropolitana, que concedeu 10 ônibus com ar condicionado e GPS beneficiando moradores de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e São Luís. A alegação do empresário que não quer concorrência é que tem a concessão até 2016. Mas a concessão não foi retirada. Basta que ele melhore a qualidade dos seus serviços para manter a clientela.

A pergunta é: como a empresa da Linha Expressa consegue praticar o preço de R$ 2,80, ter lucro e oferecer um melhor serviço? A resposta é que interessa não só ao empresário que opera em Ribamar, mas aos de São Luís que o usuário tenha um péssimo serviço, transporte muito mais do que a capacidade e obtenha lucros exorbitantes às custas do sacrifício dos mais pobres.

A lógica da abertura do mercado, com mais competitividade e melhores serviços tem que ser estendida aos ônibus de São Luís também. Basta de um péssimo serviço de transporte com a chiadeira de empresários que querem manter o sistema altos lucros-péssimos serviços-monopólio e oligopólio.

2 pensou em “Empresário do transporte quer manter monopólio e prejudicar usuários

  1. Esse empresário reacionário, merece criar vergonha na cara, oferecer serviço que presta é a ultima coisa que esses covarde quer. Ganancioso, merecem é ser fiscalizado para saber se não sonega imposto, salafrário nogento, explorador dos empregados, concorrência nessa safado para ele aprender a respeitar o cidadão, e procurar trabalhar direito, porque senão vai se estrepar direitinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *