Presidente da Caema se manifesta sobre o problema do Rio Calhau

manchaPor meio de carta, o presidente da Caema, Davi Teles, se manifestou sobre a mancha de esgoto que apareceu na desembocadura do Rio Calhau, em São Luís nesta terça-feira (11).  Teles firmou que está aguardando análise de planilha pela CEF para licitar as obras de retirada dos esgotos com urgência.

Confira:

RIO CALHAU E ESGOTO DE SÃO LUÍS

O problema de saneamento básico de São Luís é resultado de décadas de descaso e falta de investimento. Segundo o SNIS, quando eu assumi a presidência da CAEMA, em janeiro deste ano, São Luís tratava somente 4% do esgoto que produzia em relação à água consumida.

Encontramos diversos problemas nas execuções das obras de esgotamento sanitário da capital e, por determinação do Governador Flávio Dino, procuramos resolver todos, um a um. Hoje podemos dizer que as obras de esgoto de São Luís estão a pleno vapor.

Essas intervenções farão a cidade saltar de dramáticos 4% de esgoto tratado para 70%. São muitos quilômetros de rede coletora e interceptores, além de dezenas de elevatórias novas e duas grandes novas Estações de Tratamento de Esgoto(Vinhais e Anil). A recuperação e ampliação das duas ETE’S existentes(Jaracati e Bacanga) também estão sendo providenciadas.

Com relação ao rios que afetam diretamente a balneabilidade das nossas praias, é importante informar que assinaremos Ordem de Serviço para a retirada dos esgotos do Rio Pimenta e Rio Claro nos próximos 15 dias.

Quanto ao Rio Calhau, cujo problema observado ontem é resultado do acúmulo de lançamentos de esgoto in natura há décadas, estamos aguardando análise de planilha pela CEF para que possamos licitar as obras de retirada dos esgotos com urgência, uma vez que precisei rescindir contrato com a empresa contratada na gestão anterior por sua falta de capacidade de investimento para executar a obra.

Morei, por quase 10 anos, num bairro cortado pelo Rio Calhau(Park La Ravardière). Lá eu mergulhei, pesquei e vivi alguns dos melhores momentos da minha infância e adolescência. Faremos a obra de interceptação dos esgotos do rio e veremos sua vida voltar a florescer. Hoje, em visita ao local, olhando nos olhos dos meus antigos vizinhos, me comprometi com isso.

Para finalizar, gostaria de dar uma outra boa notícia: em no máximo 10 dias assinaremos ordem de serviço para começarmos obras de retirada de nada menos do que 12, dos 27, pontos de lançamento de esgoto na LAGOA DA JANSEN. Os outros 15 serão interceptados em 2016. A nossa gestão também tem esse claro compromisso.

As outras etapas de despoluição da Lagoa (dragagem, biorremediação, solução para o canal de comunicação com o mar e retirada dos resíduos sólidos) com certeza terão a participação da CAEMA numa grande convergência de forças.

Nada acontece da noite para o dia, mas garanto que os resultados não demorarão a aparecer.

Davi Teles

Presidente da Caema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *