Rádio Timbira: Forte na Ditadura e quase aniquilada na democracia de Roseana Sarney

Djalma Rodrigues fala do sucateamento da Rádio Timbira na Era Roseana

Djalma Rodrigues fala do sucateamento da Rádio Timbira na Era Roseana

O jornalista Djalma Rodrigues fez importantes observações acerca da história da Rádio Timbira, durante audiência pública no Plenário Fernando Falcão, da Assembleia Legislativa, que discorreu sobre o papel do radialista.

Djalma representou a diretoria de comunicação da Câmara Municipal de São Luís e também mostrou os avanços no setor da Comunicação daquela Casa, incluindo o programa Câmara em Destaque, que é levado ar da segunda a sexta-feira, das 10 às 13 horas, transmitindo ao vivo as sessões do Legislativo Municipal.

Sobre a Rádio pública do Maranhão, o jornalista pontuou que, inaugurada em 15 de agosto de 1941, pelo interventor Paulo Ramos, durante o regime ditatorial denominado de Estado Novo, implantado por Getúlio Vargas, a Rádio Timbira sofreu grande contradição. Sendo uma das mais potentes emissoras AM do Maranhão, a Rádio foi forte na ditadura e enfraqueceu na democracia.

“Em 27 de outubro de 1995, a então governadora Roseana Sarney editou decreto extinguindo a autarquia que administrava a Rádio Timbira, que só não silenciou porque é uma concessão do governo federal. Atualmente, o governador Flávio Dino e o secretário de Comunicação, Robson Paz, traçam estratégias para que a Timbira reedite seus velhos tempos”, salientou Rodrigues.

A secretária adjunta de comunicação do Estado, Viviane Leite, representou o secretário Robson Paz no evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *