Pedrinhas: de vergonha a exemplo de administração penitenciária

Pedrinhas hoje: estudos e trabalho

Pedrinhas hoje: estudos e trabalho

Das muitas marcas do primeiro ano do governo Flávio Dino, a que mais chama atenção até a nível internacional é a mudança radical do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A penitenciária que antes era uma vergonha para o Maranhão em todo o mundo com decapitações, fugas em massa, rebeliões e até denúncia de canibalismo, hoje é notícia apenas por ressocialização e trabalho.

A desarticulação das facções criminosas pelo sistema de segurança fez com que Pedrinhas deixasse de ser um Centro de Comando do crime para dar oportunidade aos presos que querem mudar de vida. Esta semana, foi inaugurada a panificadora  na UPR Feminina de Pedrinhas. A estimativa é que, por dia, sejam produzidos mais de 500 pães e pelo menos 2 mil salgados e bolos de vários tipos pelas internas que aderiram ao programa.

A fábrica de bloquetes já produziu mais de 13 mil unidades. Os detentos também estão produzindo chinelos e tiveram até incentivo para fazerem a prova do Enem, aumentando em 30% a participação no Exame.

Uma realidade completamente diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *