Marketing Político e Propaganda Eleitoral: ponte aérea São Luís – São Paulo

Sugestão de legenda: San Marinho ao lado de um dos maiores marketeiros do país, Chico Santa Rita, durante aula na USP.

San Marinho ao lado de um dos maiores marketeiros do país, Chico Santa Rita, durante aula na USP.

Maranhão aparece na grande mídia nacional com um destaque de superação.  O empresário maranhense e estudante da Universidade de São Paulo (USP), do curso de marketing político e propaganda eleitoral, San Marinho, figurou como destaque nesta semana no caderno “Educação”, do “Estadão”. Atualmente, o Maranhão e o Nordeste não contam com cursos de especialização nessa vertente, sendo o da USP o único do Brasil.

Com o advento das mudanças nas normas eleitorais e no próprio jeito de fazer política, o maranhense se desprende de muito esforço para, semanalmente, encarar a nada fácil ponte aérea “São Luís- São Paulo”, em busca trazer para o estado novidades quanto ao marketing político. “Primeiro é muito doloroso. Tenho família e a situação financeira que o país atravessa, o custo das passagens aéreas está mais que o dobro de que quando comecei, então é muito complicado manter essa motivação constante, de ter que deixar a família e o custo, que é o que também pesa bastante. Mas tudo isso é muito pequeno perto do resultado que espero conseguir”.

San, que é publicitário de formação e MBA em marketing, com quase 20 anos de atuação profissional, ressalta que não visa somente o lucro financeiro. Ele destaca que traz consigo a proposta de campanhas limpas, com uma abordagem que faça com que o eleitor compreenda a proposta do político. “Resultado que eu falo não é somente visar um alto lucro financeiro. É também contribuir socialmente. Trazer uma nova abordagem, trazendo o eleitor para perto do político, fazer com que o eleitor entenda o político, sem ter que usar de truques ou artifícios que sejam duvidosos. Não é a invenção da roda, mas é trazer alternativas para campanhas limpas, utilizando-se da essência do marketing”, informou.

MUDANÇA DE CENÁRIO

Ao iniciar o curso, San Marinho afirma que o cenário no Maranhão e do país mudaram bastante. “Quando entrei no curso, foi em meio a uma mudança no governo federal e estadual. No estado o início de um novo governo. Na esfera federam vieram as denúncias, reforma eleitoral, etc. De um ano e pouco para cá, a legislação e o cenário mudaram bastante. Até mesmo um profissional do marketing político foi envolvido em escândalo de corrupção”, disse.

Sobre as eleições 2016, San declara que o marketing político está passando pelo desafio de se adequar às novas normas. “A partir dessas variantes, a gente constata que há sim mudança no modo de se fazer as campanhas. Recentemente, tivemos, por exemplo,  a redução do tempo de campanha e a figura também permitida da pré-campanha, além dos aprimoramentos nas campanhas virtuais. E o marketing político tem que acompanhar essas mudanças, os profissionais têm que estar aptos”, disse.

Confira a matéria do Estadão com o depoimento do maranhense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *