Luciano afirma que é “totalmente compatível” ser prefeito e presidente de partido

lucianoleitoaO prefeito de Timon e presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa, respondeu às declarações do senador Roberto Rocha, de que ele não poderia ser presidente do partido por ser prefeito e “por estar focado em sua reeleição e nas complexidades da gestão de seu município”.

“Ser prefeito é uma coisa e ser dirigente partidário é outra. Sabemos que estar à frente de partido tem muitas atribuições, mas é uma situação totalmente compatível. O maior exemplo, mesmo eu não querendo me comparar com ele, é o Eduardo Campos, que se tornou presidente nacional quando se lançou candidato a governador de Pernambuco. O próprio Miguel Arrais, foi governador e presidente. Quem colocou, não quero crer que tenha sido o senador, não conhece a história do PSB”, afirmou.

A confusão continua grande dentro do PSB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *