Política maranhense em notas

Democracia, Constituição e mulheres

atodemocraciaFoi um grande ato em defesa da democracia e uma homenagem aos deputados federais que votaram contra o impeachment da presidente Dilma na Assembleia Legislativa na noite desta quarta-feira (20). Mas uma das grandes marcas foi a homenagem às mulheres. O governador Flávio Dino identificou componentes de machismo no golpe contra a presidente Dilma. Um grupo de mulheres levou flores à presidente ontem (19). “Se tem um segmento brasileiro que pode mudar o curso dessa história é o das mulheres”. Vale lembrar a matéria infeliz da Revista Veja “Bela, recatada e do lar“, sobre a mulher de Michel Temer, Marcela Temer. A matéria foi duramente criticada nas redes sociais e gerou muitos memes.

Weverton rechaça acordo com Temer

wevertonO deputado Weverton Rocha (PDT) reforçou a continuidade da luta do PDT, que foi um dos principais defensores do governo Dilma na Câmara. Ele rechaçou acordo com um possível governo Temer, nascido de um golpe de estado. “É loucura imaginar que é possível um acordo com um futuro governo que surja desse golpe”. Weverton se emocionou e pediu desculpas ao povo maranhense e brasileiro por não ter conseguido barrar o golpe na Câmara.

E pede desculpas a Clay Lago

weverton2A viúva do ex-governador Jackson Lago, Clay Lago, havia criticado Weverton nas redes sociais por ter dito que Jackson estaria deste lado se estivesse vivo durante seu voto contra o impeachment. Weverton pediu desculpas “a qualquer um que se sentiu ofendido”, mas reforçou as características de Jackson e as razões da homenagem no voto. “Seu espírito rebelde, suas posturas políticas são um legado que cada um de nós do PDT tomou para si. E temos a missão de compartilhar com todos. Assim sempre o manteremos vivo”, afirmou.

Waldir mais engajado do que nunca

waldirO deputado Waldir Maranhão (PP), que foi a maior surpresa em favor de Dilma da bancada maranhense, mostrou que mesmo com a represália da direção nacional do PP não arredou o pé. O progressista até engrossou mais o tom e afirmou que agora é que o povo não pode mais desocupar as ruas. Waldir lembrou a cobertura da imprensa internacional ao impeachment. “O mundo está nos acompanhando, olhando a defesa que fazemos de nossa Constituição”, afirmou.

Rubens reforça o lado

rubensjratoO deputado Rubens Júnior (PCdoB) reforçou o fato de que os que defendem a Constituição e a democracia não são a minoria, como querem vender. O deputado afirmou que ficou com a consciência tranquila com o voto. “Dormi tranquilo por saber que não votei igual a Cunha, Maluf e Bolsonaro”, afirmou o comunista. Rubens Júnior deixou famosa sua frase na votação: “Conseguiu, hein, presidente”. O deputado falava ao presidente da Câmara Eduardo Cunha, que conseguiu atropelar o regimento e ainda os votos necessários para aprovar o impeachment.

Feriadão de Tiradentes

A prefeitura de São Luís decretou ponto facultativo na sexta-feira (22). Ou seja, como amanhã (21) é feriado pelo Dia de Tiradentes, os órgãos públicos municipais voltam a funcionar na segunda-feira (25). Já o governo do estado anunciou que os serviços funcionam normalmente na sexta (22), obedecendo o calendário estabelecido por meio do Decreto 31.473, de 18 de janeiro de 2016. Incrivelmente, o poder Judiciário comunicou que o expediente também será normal na sexta-feira. Ou seja, os servidores da Justiça trabalham normalmente tanto na capital quanto nas comarcas do interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *