Para Flávio Dino, governo “interino e frágil” de Temer não deve se dedicar a persegui-lo

flavioEm entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o governador Flávio Dino (PCdoB) falou sobre a tentativa de reverter o impeachment com a decisão de Waldir Maranhão. Flávio voltou a questionar a fragilidade de argumentos para o impedimento da presidente Dilma e comentou sobre o futuro governo Temer.

Para Flávio, Michel Temer (PMDB) não deverá persegui-lo em um governo frágil e interino. Ainda alfinetou, afirmando que seu governo no Maranhão tem apoio popular e legitimidade. “Não imagino que um governo interino e frágil vá se dedicar a fazer perseguições. Seria estapafúrdio. Não é muito da feição, inclusive, do próprio Michel Temer. Tenho muita tranquilidade. Nosso governo é legítimo, tem apoio popular, cumpre a lei e suas obrigações. Nem que quisessem, não teriam como atrapalhar.”

Flávio disse ainda que se Waldir Maranhão ficar sem partido, o PCdoB estará de portas abertas para filiação. Ele negou que a candidatura de senador em sua chapa estivesse envolvida na negociação com o presidente interino da Câmara Federal.

 

1 pensou em “Para Flávio Dino, governo “interino e frágil” de Temer não deve se dedicar a persegui-lo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *