Fufuquinha e Alberto Filho votam a favor de Cunha e perdem; cassação avança

Alberto Filho e André Fufuca: voto a favor da corrupção

Alberto Filho e André Fufuca: voto a favor da corrupção

Os dois únicos maranhenses no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados envergonharam o Estado durante a votação do parecer sobre o pedido de cassação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). André Fufuca (PP) e Alberto Filho (PMDB) votaram contra o parecer, ou seja, pela impunidade do corrupto Eduardo Cunha. Mas perderam.

Por 11 votos a 9 (incluindo os maranhenses), o Conselho de Ética aprovou o parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) pela cassação do mandato do presidente afastado da Câmara. A decisão ocorre uma semana após ser divulgada notícia de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão de Cunha.

O peemedebista é acusado, no processo por quebra de decoro parlamentar, de manter contas secretas no exterior e de ter mentido sobre a existência delas em depoimento à CPI da Petrobras no ano passado. Ele nega e afirma ser o beneficiário de fundos geridos por trustes (entidades jurídicas formadas para administrar bens e recursos).

Cunha terá cinco dias úteis a partir da publicação no Diário Oficial para recorrer à Comissão de Constituição e Justiça. Em seguida, o processo irá a plenário.

O deputado maranhense André Fufuca é um dos principais aliados de Cunha na Câmara. Segundo os deputados, ele chama o presidente afastado de “Papi”. Caso Cunha seja cassado, Fufuquinha deverá ter vida muito difícil no parlamento, inclusive se o peemedebista cumprir a promessa de “levar 150 deputados com ele” se cair.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *