Ministro de Temer diz que irá construir boas parcerias com governo Flávio

Ao lado de Flávio e Neto Evangelista, Osmar Terra afirma que

Ao lado de Flávio e Neto Evangelista, Osmar Terra afirma que não há discriminação com Estado nenhum

O governador Flávio Dino (PCdoB) recebeu nesta quinta-feira (28) o ministro  do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. Flávio apresentou os projetos sociais do governo: mais IDH, Mais Renda, Restaurante Populares, Bolsa Escola. O ministro também apresentou os novos projetos sociais do governo federal para o Maranhão.

Questionado pelo Blog sobre a boa vontade ou não do governo Temer ao governo do Maranhão, Osmar, que também é do PMDB, foi enfático ao firmar que serão feitas parcerias e ainda lembrou do fato do PSDB fazer parte do governo Flávio. “Não há discriminação com Estado nenhum. Qualquer presidente tem que ter uma boa relação com todos os estados da Federação. Somos uma República Federativa. Acredito que com o espírito público do governador, podemos construir boas parcerias. Não esqueçamos que o governador tem o PSDB aqui na base dele (risos). Não é a questão política-partidária que está pautando o governo.É construir de forma republicana as políticas do país”.

Terra citou como exemplo a manutenção e ampliação dos recursos que entram na economia maranhense com o Bolsa Família, já que o estado é o que mais possui beneficiados, proporcionalmente. “O Maranhão é o estado que tem maior número proporcional de famílias beneficiadas com o Bolsa Família e estamos mantendo isso. O Maranhão recebe mais de R$ 2 bilhões por ano só para o Bolsa Família. Um recurso que vai direto para a economia do Estado. Com aumento que estamos dando agora, vai para mais 250 milhões por ano. São valores significativos”.

Reajuste do Bolsa Família e Bolsa Escola

O ministro confirmou o reajuste do Bolsa Família em 12,5%. Também apresentou medidas de critérios para o programa e a mais significativa é que o beneficiário possa trabalhar formalmente e continuar recebendo por mais até três anos, para fomentar o trabalho. “As pessoas tinham medo de trabalhar e perder o Bolsa Família. Então, daremos a oportunidade de ter trabalho formal e não ter risco de perder o programa se perder o emprego. Já que o cartão não perderá a validade”.

Aproveitando o reajuste do programa do governo federal. o governador anunciou reajuste do Programa Mais Bolsa Família-Bolsa Escola no mesmo patamar de 12,5% já no repasse que será feito em fevereiro de 2017 para as famílias comprarem material escolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *