“Temos obras por toda a cidade”, afirma Edivaldo em entrevista

Entrevista de Edivaldo na Rádio Mirante (41)O prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), destacou na manhã desta segunda-feira (29), durante entrevista à Radio Mirante (AM), os avanços que sua gestão vem realizando na cidade. No Programa Ponto Final foram abordados temas nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, mobilidade urbana, transportes, meio ambiente, entre outros, questionados pelo jornalista Roberto Fernandes.

Edivaldo – acompanhado de seu vice na chapa, Júlio Pinheiro (PCdoB) – respondeu a todas as perguntas de forma serena, num tempo total de 45 minutos ininterruptos. Ele lembrou aos ouvintes do caos que encontrou a Prefeitura de São Luís, em 2013. Mas que, mesmo com os problemas administrativos, conseguiu avançar desde os primeiros dias e no decorrer dos três anos e meio de gestão.

“Uma prefeitura que deixou de pagar a folha de pagamento do mês de dezembro, INSS, IPAM, que devia R$ 1 bilhão. Nossa missão, ao assumir, foi organizar a casa, fazer o bom planejamento, plantar a boa semente. Para, enfim, colher os frutos que temos colhidos ao longo da gestão, com obras espalhadas em vários pontos e Regiões de São Luís”, salientou Edivaldo.

Ao longo da entrevista, o candidato à reeleição pelo PDT teve oportunidade de falar sobre questões levantadas por ouvintes. VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), creches, geração de emprego e renda e a atual crise política e econômica também não deixaram de ser respondidas por Edivaldo.

Em relação ao VLT, o candidato à reeleição ressaltou que, depois de ter sido utilizado de maneira eleitoreira, foi encaminhado um projeto ao Ministério das Cidades. Salientou, ainda, que a Justiça condenou a empresa vencedora a devolver R$ 7 milhões aos cofres públicos.

Na educação, o candidato da coligação “Pra Seguir em Frente” destacou o cronograma de avanços que está possibilitando a reforma de 70 escolas, a valorização dos professores e a construção de seis creches com o financeiro de FNDE, sendo que quatro delas em construção e duas em fase de terraplanagem

Entrevista de Edivaldo na Rádio Mirante (123)O prefeito Edivaldo voltou a enfatizar que em sua gestão foram feitos avanços históricos de infraestrutura nos bairros e Regiões da Cidade Operária, Cidade Olímpica, Jardim América, Santa Efigênia, Santa Clara, Vila Riod, Jardim São Raimundo que aguardavam há décadas, que foram beneficiados com 60 quilômetros de pavimentação. Citou obras já realizadas ou com etapas de finalizações no Pontal da Ilha, do Polo Coroadinho, Itaqui-Bacanga, entre outras.

“Contamos hoje com a parceria do governo estadual. Aplicamos 450 quilômetros de pavimentação e asfaltamos cerca de 1.200 ruas. A minha vontade era a de asfaltar todas as ruas de uma vez só, mas temos que cumprir um planejamento e um financeiro com responsabilidade”, afirmou Edivaldo.

Destacou ainda as intervenções na Forquilha, no Jaracati, na Avenida Litorânea, na Itaqui-Bacanga e na entrada da cidade. Além do Programa Interbairros, da construção da ponte Pai Inácio, em parceria com o governador Flávio Dino. No setor esportivo informou sobre as reformas e entregas de praças esportivas como as do Nhozinho Santos, Cardosão, Jairzão, da Ilhinha que serão inauguradas em breve.

Ressaltou as frentes de serviços que a Prefeitura oferece por meio das diversas obras que estão sendo feitas em toda a cidade como a construção de 11 mil unidades habitacionais e mais 7 mil casas que serão entregues; as empresas que se instalaram no Centro Histórico; e cursos de qualificação e capacitação que foram oferecidos.

No tema meio-ambiente, Edivaldo ressaltou o problema crônico do Aterro da Ribeira, solucionado na sua gestão com a criação do mais moderno aterro sanitário que fica num município próximo a São Luís. Citou a implantação dos Ecopontos no Turu, Avenida dos Franceses e Bequimão – coletores seletivos. Ao todo serão feitos 10 nos bairros da cidade.

Quanto à saúde, disse que apesar do descaso da administração anterior, o Hospital da Mulher foi restaurado, transformando a unidade hospitalar, na sua gestão, em referência de neurocirurgia atestada pelo Ministério da Saúde. Citou o programa Maca Zero Que que acabou com as “internações” dos pacientes nos corredores do Socorrão I; da inauguração da nova sede da Samu; da reforma de 30 unidades de saúde; da duplicação dos leitos de UTI; da construção do novo Hospital da Criança, e da construção de uma maternidade na Cidade Operária com 100 leitos.

Ao final da entrevista falou sobre a responsabilidade de estar à frente da capital dos maranhenses, que mesmo com queda de recursos e diante de uma das maiores crises econômicas, está conseguindo honrar e pagar a folha de pagamento. E pediu mais um voto de confiança aos eleitores ludovicenses.

“Temos obras por toda a cidade. E é por isso que estamos colocando o nosso nome à disposição. O prefeito que desenvolveu o maior programa habitacional desta cidade. O prefeito que resolveu o maior problema de regularização fundiária. Avançamos na iluminação pública. Vamos continuar avançando. Termino pedindo o seu voto no 12, Edivaldo prefeito 12”, concluiu Edivaldo.

6 pensou em ““Temos obras por toda a cidade”, afirma Edivaldo em entrevista

  1. Ele foi bom mesmo diante de uma imensa crise econômica, imagina se tivesse feito uma gestão em tempos prósperos? Com certeza teria feito uma gestão perfeita! Acho ele um político compromissado e honesto, pois não responde a nenhum Inquérito ou processo, e fez uma boa gestão.

  2. Mas por que essas obras só “apareceram” agora pouco antes das eleições ??? Senhor Prefeito, isso não é governar , isso é campanha visando reeleição. Por essas e outras que sou contra reeleição de políticos do executivo.

  3. O prefeito tar fazendo um ótimo governo começou com bilhão há menos agora ele sendo reeleito fará muito mais pra são Luís merece ir pra frente meu voto é dele alem de ser uma pessoa competente e limpa sem nenhum escândalos de corrupção na sua gestão

  4. Por mais de três anos, o senhor Edivaldo Júnior não fez nada demais que o diferenciasse dos seus antecessores – exceto o saudoso Jackson. Todo serviço que os seus aliados vem propagando como sendo dele, na verdade é o governo do estado colocando a mão, na tentativa de melhorar a imagem de um prefeito desgastado pela inércia. Qualquer um serve, menos Edivaldo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *