Edivaldo fala sobre obras ao longo dos 4 anos: “não se faz em apenas seis meses”

entrevista-de-edivaldo-no-programa-resenha-na-difusora-33O prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), destacou no último sábado (17), durante entrevista na TV Difusora, que na sua gestão obras e ações, que estão espalhadas por toda a cidade, são frutos de três anos e meio de muito trabalho e planejamento. Edivaldo respondeu perguntas dos apresentadores Clodoaldo Corrêa e Itevaldo Júnior no decorrer do programa Resenha.

“É impossível fazer 1.800 ruas, elaborar uma licitação de transportes, reformar mais de 30 unidades de saúde. Tudo isso não se faz em apenas seis meses. Entregamos 11 mil casas, o estádio Cardosão, estamos construindo o Hospital da Criança, urbanizamos 90 bairros, 26 praças entregues, colocamos 10 mil novos pontos de iluminação, entre outras ações. Tudo fruto de um planejamento sério e responsável que teve inicio desde o primeiro dia de trabalho na Prefeitura de São Luís”, resumiu Edivaldo ao ser questionado no programa.

Durante 24 minutos, Edivaldo respondeu questionamentos dos jornalistas sobre mobilidade urbana, saúde, transporte, meio ambiente, infraestrutura e educação. Sempre que podia, ele lembrava aos telespectadores o caos administrativo que encontrou a Prefeitura de São Luís: uma dívida de R$ 1 bilhão; atraso de pagamentos do INSS e do IPAM.

No que se refere ao setor de transporte, ressaltou diversos avanços, muitos deles compromissos de campanha de 2012. Entre eles, o Bilhete Único, a implantação da Licitação de Transporte, que esperou 50 anos para que um gestor público concretizasse um antigo apelo da sociedade ludovicense. “Serão mais de 210 ônibus novos com ar-condicionado rodando na cidade até o fim do ano. Graças a Licitação de Transporte que dará mais conforto ao usuário”, completou Edivado.

O candidato à reeleição pelo PDT enfatizou as intervenções viárias feitas pelo Prefeitura na Curva do 90, Jaracati, Aterro do Bacanga, na entrada da cidade, e o Programa Interbairros, dando como exemplo a Ponte Pai Inácio. Na infraestrutura, Edivaldo disse dos problemas históricos de alagamentos, que foram resolvidos com um trabalho forte em diversos bairros (Ápaco, Santa Clara) com saneamento básico.

Na saúde, falou do programa Maca Zero do Socorrão I em parceria com a Santa Casa de Saúde; da restauração administrativo do Hospital da Mulher, das 30 unidades de saúde reformadas, do Hospital da Criança. “E vãos entregar uma Unidade Hospitalar 24 horas Na Zona Rural e estamos criando a maternidade da Cidade Operária. Entregamos a nova sede do Samu e ambulâncias. São muitas ações, mas sempre com planejamento de forma séria e responsável”, afirmou.

Edivaldo evita polêmica

Quando questionado por este jornalista sobre sua opinião a respeito de empresários que sonegam imposto como IPTU e ISS, o prefeito preferiu afirmar que era uma questão da procuradoria e da Fazenda e não quis entrar em mais detalhes. O seu adversário já deve R$ 40 mil de ISS e R$ 120 mil de IPTU.

1 pensou em “Edivaldo fala sobre obras ao longo dos 4 anos: “não se faz em apenas seis meses”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *