Aedes Aegypti: índice aponta 33 municípios maranhenses em alerta ou risco

aedes

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes Aegypti (LIRAa) de 2016, realizado pelo Ministério da Saúde em conjunto com os municípios brasileiros, aponta que no Maranhão 33 municípios estão em situação de alerta ou risco de surto de dengue, chikungunya e zyca, sendo eles Pedreira, Pastos Bons, Tasso Fragoso, Cururupu, Grajaú, Pinheiro, Balsas, São José de Ribamar, Imperatriz, Pindaré-Mirim, Paço do Lumiar, Alto Alegre do Maranhão, Mirador, Caxias, Barão de Grajaú e Colinas em situação de alerta e Amarante do Maranhão, Barra do Corda, São Domingos do Maranhão e São Mateus do Maranhão em risco.

Outros 21 municípios do estado foram considerados em situação satisfatória em relação à incidência das doenças, sendo eles Araioses, Buriticupu, São Luís, Arari, Estreito, Timon, Coehlo Neto, Lago da Pedra, Alto Alegre do Pindaré, Barrerinhas, Bacabal, Itapecuru-Mirim, Santa Inês, Vitória do Mearim, Codó, Coroatá, Itinga do Maranhão, Presidente Dutra, Santa Luzia, Viana e Zé Doca.

A classificação é feita a partir dos níveis do Índice de Infestação Predial (IIP), avaliados através dos registros feitos pelo Ministério da Saúde nos municípios. Locais com IIP de valor menor ou igual a 0,9, são classificados como satisfatórios, com IIP entre 1 e 3,9 estão em alerta e com o índice em um valor maior ou igual a 4, em risco.

Campanha 

Além da divulgação dos dados do LIRAa 2016, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, também divulgou a nova campanha deste ano para combater o mosquito transmissor das três doenças. O tema é “Um simples mosquito pode marcar uma vida, um simples gesto pode salvar” e traz a primeira abordagem sobre transmissão sexual das doenças. Será realizada pelo órgão uma mobilização nacional na próxima sexta-feira (2).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *