Mariana Costa foi estuprada e Lucas Porto é indiciado por homicídio triplamente qualificado

20161123_102637A cúpula da segurança públicadeu por esclarecido o assassinato da publicitária Mariana Costa. Em coletiva de imprensa sobre o caso,  o Secretário estadual de segurança, Jefferson Portela, o Delegado geral Lawrence Melo e demais membros da cúpula detalharam o inquérito.

Lucas Porto foi indiciado por homicídio triplamente qualificado e por estupro. os laudos periciais confirmaram o estupro.

“Os laudos revelam pelas lesões sobre o cadáver que ela travou rigorosa luta. Manchas no pescoço,  marcas na perna. São lesões de defesa, tentando impedir o ato criminoso”, afirmou Portela.

O relatório de conclusão do inquérito policial foi encaminhado ao Ministério Público e ao poder Judiciário .

As qualificantes do homicídio foram motivo torpe,  a vítima não ter possibilidade de defesa, ter praricado homicídio para ocultar outro crime e o feminicídio.

Segundo a SSP,  Mariana foi surpreendida enquanto dormia. Lucas modificou o cenário pós crime. O assassino confesso gastou tempo arrumando a cama e os lençóis para dar uma aparência de normalidade,  provavelmente para sugerir um suicídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *