Governo Flávio reduz em 70% mortes no Complexo Penitenciário de Pedrinhas

A bárbarie ocorrida no presídio de Manaus, com 56 mortos durante rebelião nos faz recordar os graves momentos de crise penitenciária no Maranhão, também com mortes e decapitações de presos. Barbaridades que não foram vistas nos últimos dois anos.

Dados da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) mostram que nos últimos dois anos, houve queda de 76,47% no número de homicídios no Complexo Penitenciário São Luís.

O levantamento é resultado da comparação entre os anos de 2014, no governo Roseana Sarney, onde foram contabilizadas 17 mortes, e 2016, na atual gestão de Flávio Dino, que registrou 4 homicídios.

Em São Luís, a redução é de 73,68%. Na capital, em 2014, o número de mortes em unidades prisionais chegou a 19, já no ano de 2016 o número caiu para 5.

Ainda conforme dados da Seap, no Maranhão, em 2014, houve 24 mortes violentas em presídios do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *