Mentiras de internet: não existe caso de prisão de mãe que bateu em filho em Campestre do MA

Infelizmente é mais um boato que começa circulando pelo Whatsapp e acaba sendo publicado por algum veículo de comunicação que não teve o cuidado necessário na apuração e a estória acaba se tornando “verdade”.

Sites publicaram boato de internet como se fosse notícia

O texto fala sobre uma mãe ter sido presa após agredir o filho que estaria furtando em Campestre do Maranhão. A mãe se chamaria Maria de Lourdes, de 66 anos, e teria sido presa por bater no filho de 13 anos. O texto circulava com duas fotos (da suposta mãe e do suposto adolescente). A mulher da foto não é dona Lourdes e sim uma idosa de 73 anos presa em Goiânia por tráfico de drogas em 2015. O menino mostrado não é filho da mulher na fotografia, e sim um menor retido em Porto Seguro em 2014 por porte ilegal de arma.

Infelizmente, os sites de O Imparcial e Imirante divulgaram o texto até com adaptação de data como se fosse real. Pela falta de apuração criteriosa dos sites de notícia maranhense foi iniciado um grande debate sobre o tema nas redes sociais. Claro, que todo o debate é válido, mas ocorreu em cima de uma mentira.

A equipe da TV Difusora apurou verdadeiramente a notícia e entrou em contato com o delegado de Campestre do Maranhão, Erich Feitosa Gomes. O delegado confirmou que a notícia é falsa. Não existe nenhum registro na delegacia deste caso.

O site nacional Boatos.org, especializado em desmentir boatos de internet, já havia tratado da mentira dia 28 de março (confira aqui).

Ou seja, o caso não existe e os sites que publicaram devem se retratar.

Uma ideia sobre “Mentiras de internet: não existe caso de prisão de mãe que bateu em filho em Campestre do MA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *