IDAC: Justiça nega pedido e mantém Aragão preso

Foi mantida a prisão preventiva do presidente do PSDC, Dr. Aragão, acusado de liderar os desvios feitos de recursos da secretaria estadual de saúde. Aragão é dono do instituto IDAC, que prestava serviços à SES.

A juíza federal Claudia Schlichta Giusti, da 1ª Vara Criminal de São Luís, negou o pedido que alegava problemas de saúde de Aragão. Como este Blog revelou em primeira mão, o acusado sofre com problemas cardíacos e tem seis pontes de safena.

Aragão está detido na Unidade Prisional de Ressocialização 4 (UPR 4), numa cela destinada a advogados.

Também foi negado o pedido de revogação da prisão temporário de outro preso na Operação Rêmora, Mauro Serra, que alegou estar em uma cela superlotada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *