João Alberto inocenta Aécio e aceita denúncia contra senadoras que protestaram

As duas faces de Carcará: para senadoras que protestaram, condenação; para senador flagrado em corrupção ativa, benevolência

A cara de pau do Senador João Alberto vai além do que podemos compreender. Carcará admitiu aceitar denúncia em desfavor das seis senadoras que na terça-feira (11) ocuparam a Mesa do Plenário durante a sessão em que foi votada a reforma trabalhista.

O documento, protocolado na terça-feira pelo senador José Medeiros (PSD-MT) e mais 14 senadores, pede a abertura de processo disciplinar contra as senadoras Angela Portela (PDT-RR), Fátima Bezerra (PT-RN), Lídice da Mata (PSB-BA), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Regina Sousa (PT-PI).

As senadoras ocuparam a Mesa Diretora para impedir a votação da reforma trabalhista.

“Os fatos foram à vista de todos e foi uma situação inusitada. Estavam, se não me falha a memória, 79 senadores assistindo àquele quadro horrível de quebra de ética e decoro parlamentar em pleno Plenário do Senado Federal. Assim sendo, eu tive que acolher a denúncia e estou fazendo as tratativas para encontrar um dia propício para a reunião do conselho”, disse João Alberto.

Há três semanas, Carcará decidiu arquivar a representação contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) que foi grampeado pedindo R$ 2 milhões para o dono da JBS, Joesley Batista, e ainda afirmando que deveria escolher alguém que pudessem matar antes de fazer delação para receber o dinheiro.

O dinheiro seria para pagar advogados, mas a PGR comprovou que advogado nenhum foi pago com esse dinheiro.

Uma ideia sobre “João Alberto inocenta Aécio e aceita denúncia contra senadoras que protestaram

  1. Esse senafor João não sei de quê, não passa de um centurião de fidelidade canina.
    Escravo de si mesmo, amante da desfaçatez, João não merece sequer um reles comentarios, é perder tempo com coisa inutil, desprezível, mereceu sim, o tapa que levou na cara, da tmb desprezivel megera Roseana me engana. Eles se merecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *