Expulsa do PMDB, senadora detona cúpula do partido de Temer e Sarney: “organização criminosa”

A senadora Kátia Abreu (TO) foi expulsa do PMDB por suas posições contrárias ao governo do presidente Michel Temer e saiu detonando a alta cúpula do partido.

Ela afirmou que o PMDB se transformou em uma organização criminosa, chefiada por Michel Temer. A declaração atinge em cheio nomes como José Sarney, grande mentor e conselheiro do atual presidente.

Kátia Abreu lembrou também que ela foi expulsa, mas o PMDB não fez o mesmo com o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que “está preso sem responder a processo ético”, após ser descoberto com mais de R$ 50 milhões em dinheiro em um apartamento em Salvador.

A crise no partido de Michel Temer e José Sarney expõe que nem mesmo os membros do PMDB concordam com as práticas escusas que vem sendo adotadas pela cúpula da sigla, e que tão prejudicial estão sendo para o povo brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *