Justiça decreta prisão do irmão de Luciano Genésio

Lúcio teve a prisão preventiva decretada

Liberado pelo delegado após pagar fiança,  Lúcio André Genésio, irmão do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, teve a prisão preventiva decretada. Ao decretar a prisão, o juiz Clésio Coelho, que estava no plantão criminal, pediu inclusive apuração da corregedoria da Polícia Civil do Maranhão quanto à atitude do delegado Valber do Socorro A. Braga, que liberou Lúcio mesmo sendo reincidente e devido ao brutal espancamento da vítima.

A justiça acatou o pedido do Ministério Público, segundo o qual a vítima só parou de ser espancada por intervenção de terceiros. O agressor atingiu áreas vitais como cabeça e costas. Assegura ainda a necessidade da prisão por colocar a vítima em risco. O caso não poderia ser afiançável, já que a fiança é apenas para casos de pena até 4 anos. As agressões com consequência de internação hospitalar tem pena de 1 a 5 anos.

Chamou atenção também que na decisão, o juiz alertou para o fato da repercussão do caso nos blogs e a comoção social. Assim, se o caso não tivesse tido tanta repercussão, provavelmente o agressor sairia impune mais uma vez. E o papel  da imprensa na blogosfera foi novamente fundamental para auxiliar a justiça. O que não apaga a péssima decisão do delegado de arbitrar fiança e colocar a ex-esposa de Lúcio seriamente em risco.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *