“Coletiva seletiva” (?)! Ricardo Murad barra jornalistas durante lançamento de sua pré-candidatura

Ricardo Murad: qual o medo de jornalistas não alinhados ao seu grupo político?

Os Murad adoram falar em perseguição e patrulhamento ao tratar de seus adversários políticos. Mas nesta terça-feira (12), Ricardo Murad deu apenas mais uma demonstração de quem realmente é truculento e pouco afeito às liberdades democráticas.

O ex-secretário de Saúde do Estado convidou a imprensa para uma “coletiva” na qual iria lançar sua pré-candidatura ao governo do Maranhão. Mas o evento em seu hotel na área mais nobre de São Luís não foi uma coletiva, pois queria selecionar somente os jornalistas que considerava que não lhe causariam incômodo com perguntas mais ácidas.

Murad barrou os jornalistas Kiel Martins, Glaucione Pedrozo e Cristiana França na entrada da coletiva. A assessoria alegou que os profissionais não teriam sido credenciados. Mentira! Não houve credenciamento. A assessoria do pré-candidato enviou convite à imprensa sem credenciar. Até a “Loura do pré-sal” entrou com facilidade.

Somente os jornalistas que Murad achou que seriam ligados ao governo – o que nem cabe aos três barrados – foram impedidos de entrar.

No lançamento, Murad só deu mostras que será um candidato laranja do grupo Sarney e fez piada ao dizer que se for governador o mérito será determinante. Vale lembrar que Murad montou o esquema de indicações políticas nas OSCIPs que prestavam serviço à saúde do Maranhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *