Bem posicionada em pesquisas, Eliziane vira alvo de “fogo amigo”

Não iria demorar para que a deputada Eliziane Gama (PPS) passasse a ser alvo de ataques uma vez que liderou no campo oposicionista todas as pesquisas feitas no ano passado, e, por “coincidência” não divulgaram os dados da pesquisa para o senado Datailha realizada este ano, já que agora é obrigatório o registro da pesquisa.

Bastou o ex-governador Zé Reinaldo Tavares (sem partido) anunciar o rompimento com o governador Flávio Dino para acionar parte da imprensa com ataques à Eliziane. Se fossem fatos políticos e verdadeiros, até seria legítimo. Mas Zé Reinaldo criou uma série de inverdades em uma verdadeira manifestação de desespero. Parece não ter assimilado o fato de seu “peso político” e “cobrança de gratidão” serem insuficientes para alavancar sua pré-candidatura. Também ressente o fato de que em junho do ano passado, a deputada estava prestes a declarar apoio ao ex-governador para o senado, quando começou a reviravolta que a colocou no topo da disputa.

Primeiro espalhou a igreja Assembleia de Deus teria rompido com a deputada. Mentira. A igreja estará unida em torno de uma candidatura majoritária como há muito tempo não se organizava. Em 2016, a Assembleia se dividiu em São Luís entre Eliziane e Edivaldo Holanda Júnior. Desta vez, o próprio prefeito de São Luís dará apoio a Eliziane e unifica a posição dos evangélicos. O líder da igreja, Pastor José Guimarães Coutinho, já declarou o desejo da eleição de uma pessoa da congregação para o senado.

Depois, Zé Reinaldo plantou que Eliziane seria caloteira de taxa de condomínio e contas de luz de um imóvel alugado. Ora, Eliziane mora há muito tempo em casa própria no Araçagy. Toda a classe política sabe disso. Não faz muito sentido que esteja em um imóvel alugado. Se algum parente dela alugou, a dívida não é dela.

O maior malabarismo foi tentar constranger Eliziane por conta da agressão do deputado Cabo Campos, acreditando que ela teria problema em ir contra o seu companheiro de chapa das eleições de 2012. Há muito tempo que Cabo Campos e Eliziane não possuem ligação política. O deputado estadual inclusive apoiou Edivaldo nas eleições para prefeito contra a irmã.

Mesmo não tendo elementos que dispõe a Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa para afirmar com convicção que houve a agressão, Eliziane emitiu nota dura sobre o caso. A deputada afirmou que “acredita na Justiça e que a ação em curso deverá transcorrer obedecendo todos os rigores da lei”.

Eliziane segue firme liderando a corrida para o senado e tendo apenas um jogo de malabarismo para tentar manchar sua imagem.

5 ideias sobre “Bem posicionada em pesquisas, Eliziane vira alvo de “fogo amigo”

  1. É lamentável uma eleição dessa mulher ao senado. Vazia, preconceituosa, reacionária.
    Lamento principalmente aos amigos gays se essa senhora se eleger ao senado.
    Mas tá mais fácil um camelo passar por um buraco de uma agulha.
    E para nossa não desgraça que não se elejam nem Elisiane e nem weverton. Qualquer outro dia postulantes são mais qualificados que essas duas malas.
    Livrai nos Deus de um Brasil evangélico.

  2. Ela é sim….caloteira…
    até hoje não pagou os serviços de pesquisas e trabalhos…da eleição passada…
    como pode uma pessoa assim ter credibilidade com a população?
    Dona Eliziane Gama

    vamos pagar seus credores….
    Mostre que a Sra Tem responsabilidade assuma suas dividas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *