Duarte Jr. e o engajamento com ações sociais antes e depois do Viva/Procon

Responsável por uma grande transformação nos serviços de cidadania e relações de consumo no Estado do Maranhão, aumentando, por exemplo, o número de unidades do Viva/Procon de 5 para 50, durante o período em que foi presidente do órgão (2015 a 2018), o advogado Duarte Jr,. o Garoto Mídia, já militava em prol dessas causas antes de assumir o cargo público, confiado pelo governador Flávio Dino.

Idealizador do projeto Consumidor Mirim, em 2014, – que reúne crianças e adolescentes de comunidades carentes para conscientizá-los, de forma pedagógica, sobre o que rege o Código de Defesa do Consumidor, com orientações para estimular a capacidade de avaliar o que é supérfluo ou essencial e evitar o consumismo exagerado –, este mais tarde viria a ser implantado em sua gestão no Viva/Procon, sob as designações de projetos como PROCON Mirim, Cidadão Mirim e Jovem Cidadão, este em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral. Ambos passaram a agregar emissão de documentos básicos, lições sobre direitos básicos do consumidor e cidadania, além de momentos de lazer, com sessões de cinema, acompanhadas de pipoca e refrigerante, tudo gratuitamente, com apoio de shoppings da capital.

Desde então, para essa ação socioeducativa, como atividade acadêmica (que visa colocar em prática a teoria ensinada nas aulas do curso de Direito), o também professor universitário promove a participação de seus alunos, quando estes se mobilizam a fim de beneficiar crianças e adolescentes da periferia.

Descompatibilizado do cargo de presidente do Viva/Procon, com intuito de concorrer às eleições 2018 para deputado estadual, pelo PCdoB, Duarte, que fará este ano sua estreia na política, propriamente dita, torna-se alvo fácil para quem teme sua ascensão. Gestor competente, professor respeitado, jovem carismático e já com um currículo favorável, o advogado começa a lidar com as artimanhas comuns em períodos eleitorais, que visam comprometer a imagem de quem desponta como alternativa para renovar o desacreditado cenário político.

Polêmico, por enfrentar grandes empresários em defesa do consumidor, o agora pré-candidato depara-se com um número crescente de denúncias contra suas atuações quando era responsável pelo mencionado órgão. A mais recente em razão de ele supostamente ter usado seus alunos para se promover por meio de um dos projetos sociais desenvolvidos em sua gestão. Diante de um trabalho expressivo, é natural que, em meio a objetivos escusos, haja esforços para tentar inibir quem se propõe a defender a coletividade.

É preciso reconhecer. Duarte deu conta do recado. À frente do Viva/Procon, apenas para citar alguns destaques, conseguiu reduzir o valor do combustível no Maranhão, hoje o mais barato do Brasil; descentralizou as unidades do órgão em São Luís, expandindo-as para todas a regiões do estado, inclusive com atendimento 24 horas no aeroporto da capital.

Credenciais para amedrontar quem visa o poder apenas pelo poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *