Pré-candidata a deputada estadual, Creuzamar de Pinho mostra força junto a movimentos sociais

Creuzamar ao lado do presidente do PT, Augusto Lobato, e do secretário de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves

No último sábado (16), a Chácara Natureza, na Estrada de Ribamar recebeu o lançamento da pré-candidatura de Creuzamar de Pinho à deputada estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

O evento contou com a participação de lideranças políticas de comunidades tradicionais da ilha de São Luís, movimentos sociais (negros, mulheres, moradia popular, MST), do deputado federal Zé Carlos (PT), presidente estadual do PT Augusto Lobato, secretário de estado dos direitos humanos e participação popular Francisco Gonçalves, do ex-secretário de estado dos esportes Márcio Jardim, além da militância da sigla.

Com uma temática de fortalecimento do combate a violência contra a mulher e o preconceito racial, o lançamento da pré-candidatura de Creuzamar foi um verdadeiro ato em favor das comunidades tradicionais, das religiões de matrizes africanas, em defesa de Lula, da diversidade e dos direitos humanos.

Creuzamar representa bem essas lutas sociais. Ainda na adolescência, “Creuza” saiu de Codó, onde passou a infância, e veio morar na periferia de São Luís. Como milhares de jovens fazem todos os dias.

No bairro do Coroadinho, Creuza descobriu o que é ser mulher, negra e pobre na periferia de uma capital nordestina e teve que conviver com o preconceito cruel.

Creuza iniciou sua trajetória política e de luta social atuando na Pastoral da Juventude do Meio Popular da Igreja Católica. É formada em Serviço Social e teve papel fundamental como fundadora do Grupo de Mulheres Negras Maria Firmina, da Cooperativa Habitacional Zumbi dos Palmares, da União Estadual por Moradia Popular e do Centro Educacional e Profissional do Coroadinho.

Ela também já foi coordenadora do Projeto Capacitação Solidária e da União de Apoio à Moradia Popular do Maranhão, sendo inclusive membro da Coordenação da União Nacional de Moradia Popular. Foi conselheira dos conselhos Municipal, Estadual e Nacional das Cidades, do Conselho Estadual da Mulher e do Conselho Estadual de Igualdade Racial, participou de fóruns mundiais sobre Moradia (na Nicarágua, Barcelona e Paraguai), sendo ainda capacitadora do Plano Diretor e pesquisadora do Projeto Mulher e Democracia.

Atuando também na Associação de Apoio a Crianças Cardiopatas e no Grupo de Apoio à adoção e desde 2015 como secretária Adjunta de Direitos Humanos e Participação Popular.

Na Sedihpop, Creuza coordenou as equipes de orçamento participativo e plataforma digital de participação, instrumentos fundamentais de democracia e participação popular no Governo Flávio Dino.

PT

Creuza se filiou ao PT em 1990, por entender que a luta por direitos humanos passa pela política partidária e acreditar no partido como instrumento ideal para a disputa de espaços públicos e construção de um projeto democrático-popular de governo e de sociedade. No PT, Creuza ocupa a Secretaria Estadual de Movimentos Populares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *