Juíza declara Flávio Dino inelegível; TRE-MA deverá reverter decisão

Juíza que declarou a inelegibilidade de Flávio Dino já postou que se sentia “em casa”, sem chinelo, na Mirante.

Em uma decisão estranhíssima, a juíza eleitoral de Coroatá, Anelise Nogueira Reginato, decretou a inelegibilidade do governador Flávio Dino e do ex-secretário Márcio Jerry por oito anos. A decisão também cassa o prefeito da cidade, Luís do Amovelar Filho, e do vice, Domingos Alberto.

A juíza, que já disse estar sentindo em casa na TV Mirante, acatou o pedido de Ricardo Murad, alegando que o programa Mais Asfalto foi eleitoreiro, mesmo tendo levado asfalto para praticamente todo o Maranhão, em cidades governadas por aliados e adversários do governador.

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia, Rogério Cafeteira (DEM), lembrou atravpes das redes sociais que a inelegibilidade não pode ser decretada de forma monocrática, justamente com base na Lei Ficha Limpa. “A juíza pode ‘declarar’ o que quiser, só não tem poder para tornar candidato inelegível, até porque essa condenação teria que passar por um órgão colegiado ou transitado em julgado, vide a Lei Complementar 135/2010… Portanto, isso não é um FATO e sim mais uma FAKE!”

O governador também se manifestou através das redes sociais e anunciou que fará seu pedido de registro de candidatura normalmente nesta quinta-feira (9). O governador afirmou não levar a sério as armações do Clã Sarney/Murad. “Absolutamente improcedente qualquer versão sobre minha suposta inelegibilidade, especulada há semanas pelo grupo Sarney/Murad. Estes, para voltarem aos seus privilégios, terão que vencer nas urnas. O resto é factoide e desespero”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *