Justiça condena EMA por mentiras contra Weverton Rocha

Weverton Rocha foi inocentado de todos os processos que o Clã Sarney impetrou contra ele depois do governo Jackson

A Justiça obrigou o jornal O Estado do Maranhão a conceder direito de resposta por publicar notícias sabidamente falsas contra o deputado federal e candidato a senador Weverton Rocha (PDT). A juíza Camilla Ewerton concedeu o pedido liminar e o EMA terá que publicar o direito de resposta sob pena de multa diária de R$ 5.320,50.

O jornal disse que Weverton era réu em ação de desvio de dinheiro público na obra do Ginásio Costa Rodrigues. Acontece que Weverton já foi inocentado deste processo estando totalmente encerrado.

Além deste, o jornal dos Sarneys citou todas as ações penais em que o nome de Weverton aparece, não se dando ao trabalho de verificar que em todas as citadas o candidato já havia sido inocentado.

A sanha era tanta que nem separaram processos onde ele era o autor e onde era o réu. O jornal colocou um mandato de segurança que Weverton impetrou contra o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, no período do impeachment da presidente Dilma como sendo um onde o pedetista seria acusado de alguma coisa, quando na realidade este estava acusando o deputado do PMDB cassado e preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *