Eduardo Braide sabe que é cedo para “Bolsominar”

O deputado federal mais votado de São Luís, Eduardo Braide (PMN), único certo na disputa pela prefeitura de São Luís e com a vantagem do recall eleitoral, sabe que não pode tomar decisões precipitadas para tentar levar a prefeitura em 2020. Em 2016, terminou o primeiro turno com ampla vantagem, mas acabou derrotado.

Braide teve o convite do presidente do PSL, Chico Carvalho, para se filiar ao partido de Jair Bolsonaro e disputar a prefeitura de São Luís como o candidato do presidente. Braide preferiu esperar.

Na eleição deste ano, esperou até a última hora para anunciar que seria candidato a deputado federal. A estratégia deu certo. Braide teve o nome colocado em evidência como pré-candidato a governador, segurou a lembrança em São Luís e com muito material na cidade, teve a expressiva votação.

Como o PMN não atingiu a meta da cláusula de barreira, Braide pode mudar de partido a qualquer momento sem incidir na infidelidade partidária. Assim, pode aguardar mais o desenrolar do governo Bolsonaro para verificar se a onda conservadora se mantém e o presidente ainda estará com alta popularidade em 2020.

Vale lembrar que em São Luís a vitória foi de Fernando Haddad com 57,78% contra 42,22 do deputado federal. Apesar da onda bolsonarista forte na capital, não foi o suficiente para o pré-candidato arriscar.

Como jogador, Braide vai aguardar os ventos de 2019 mirando 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *