Defensores da Monarquia, reacionários do MBL e outros grupos conservadores no ataque a Flávio Dino

MBL no ataque contra projeto do governo Flávio

As posições do governador Flávio Dino em confronto ao presidente eleito Jair Bolsonaro e toda a representação da nova direita brasileira têm gerado reação dos braços dos interesses do conservadorismo.

Nesta quarta-feira (5), na Assembleia Legislativa, pressionam contra a aprovação do pacote anticrise que garantirá a continuidade ao bom funcionamento do Maranhão o MBL (Movimento Brasil Livre), o grupo em defesa da volta da Monarquia, o partido Novo. São todos representantes do conservadorismo traduzido na eleição do presidente Jair Bolsonaro.

Não é de hoje que o MBL ataca o governador Flávio Dino. Mas a articulação por uma agenda anti-Flávio se intensificou após a eleição do presidente e de vitórias dos membros do grupo reacionário em casas legislativas.

Bandeira do Brasil imperial é exibida na Assembleia Legislativa do Maranhão

Nos próximos anos, a tendência é que o governo Flávio vire alvo de forma ainda mais intensa por contrapor os interesses do grupo que tomou o poder o poder através da irracionalidade coletiva com a disseminação de fakenews.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *