ICMS arrecadado em 2018 não paga nem folha de servidores

O jornal O Estado do Maranhão colocou hoje como se fosse um valor estratosférico arrecadado em ICMS no ano de 2018.  Segundo o jornal, em 2018 foram arrecadados R$ 6,2 bilhões em ICMS. Segundo o jornal, desse total, o governo ficou com mais de R$ 4,4 bilhões e repassou pouco mais de R$ 1,4 bilhão aos municípios. Claro que este valor líquido é bem menor porque ainda há outras perdas pelo caminho, principalmente para o pagamento de dívidas contraídas pelo governo Roseana Sarney.

Mas suponhamos que o governo do Maranhão ficasse com todo o arrecadado. Claro que R$ 6,2 bilhões parece a primeira vista muito. Logicamente é para uma pessoa física e até para uma grande empresa. Mas para a administração de um Estado com R$ milhões de habitantes com pobreza extrema e que depende de muitos serviços públicos dos mais básicos para a população mais pobre não morrer aos mais complexos para que o Estado se desenvolva, é muito pouco.

Para se ter uma ideia, a folha de pagamento do Maranhão gira em torno de R$ 500 milhões por mês. É o maior gasto fixo e o que não pode ser negociável de forma alguma. Ou seja, por ano, em torno de R$ 6,5 bilhões (são 13 salários). Nem que o Maranhão ficasse com todo o ICMS não pagaria nem a folha. E fica com muito menos do que o que é arrecadado.

É preciso levar a sério a situação fiscal do país ao invés do discurso fácil de “mais imposto”. O governo federal fez sucessivos aumentos ao preço do combustível, da conta de luz, do gás de cozinha. Enfim, de itens que impactam direto no bolso do consumidor. E o governo do Estado aumentou o que? O diesel com impacto de R$ 0,01 no preço final e a gasolina com impacto de R$ 0,08 no preço final, além de produtos que fazem mal à saúde e geram gastos ao SUS: bebida alcoólica e refrigerante.

Tentar desvirtuar o pacote anticrise com base em um aumento de imposto que significaria jogar contra o Maranhão, colocar em risco o salário do servidor, e, em consequência, toda a cadeia econômica que ele gera; os investimentos sociais e os investimentos em desenvolvimento como construção de pontes e melhorias da malha viária que dinamizam a produção.

2 ideias sobre “ICMS arrecadado em 2018 não paga nem folha de servidores

  1. Alan Garces confidenciou a um médico chefe no Maranhão que está tremendo na base com medo da mídia comunista jogarem matérias sobre fraudar plantões nos comentários nas redes sociais de Bolsonaro, dos seus filhos e de Mourão. Dr Allan até agora está como voluntário e tem receio de respingar e interferir no seu projeto de desgastar Flávio Dino para ter visibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *