Polícia prende quadrilha que fraudava taxa de condomínio e desviou R$ 500 mil no Grand Park

Na tarde desta sexta-feira (15), a Polícia Civil do Maranhão apresentou os suspeitos de integrarem uma associação criminosa, que atuava na fraude de boletos de cobranças de taxas de condomínios.

Segundo as investigações, a quadrilha adulterava o código de barras dos boletos dos condomínios e quando os moradores pagavam a taxa o dinheiro era desviado e caía na conta de uma empresa laranja criada pelo grupo criminoso.

O condomínio Parque das Árvores “Grand Park”, em São Luís, foi vítima da quadrilha. Com o desvio da taxa, o condomínio ficou quebrado sem condições básicas de manutenção. De acordo com a polícia, o condomínio perdeu cerca de R$ 500 mil.

O servidor público federal Wennys Carlos de Sousa Oliveira, 31 anos, que tem altíssimo conhecimento em tecnologia da informação (TI), é apontado como apontado como o líder do grupo criminoso.

Além dele, foram presos Isaac Pereira do Nascimento, 31 anos; Leide Dayana Dias Silva, 31 anos; e Reinaldo Castro Araújo, de 38 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *