Instigado por Edilázio, ministro de Bolsonaro critica “lixão” em Paço e Dutra responde

Ignorado pelas gestões Aroso, lixão do Iguaíba foi fechado por Dutra com apoio da Agência Metropolitana

O ministro do Meio Ambiente do governo Bolsonaro, Ricardo Salles, esteve no Maranhão pedindo a privatização do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses ao lado do deputado Edilázio Júnior.

Aliado dos ex-gestores que foram presos em Paço do Lumiar, Edilázio fez o ministro gravar um vídeo reclamando de um lixão da cidade. “Inacreditável! Um dia depois de ter presenciado o vergonhoso lixão em Santo Amaro, desembarco em Paço do Lumiar e me deparo com outro!”, escreveu o ministro em suas redes sociais.

Em nota, o prefeito de Paço, Domingos Dutra, respondeu ao ministro lembrando que os aliados de Edilázio se recusaram a acabar com o lixão do Iguaíba, que foi fechado na gestão do comunista e até com Sarney Filho (ministro do meio ambiente de Temer) ele solicitou verba para a gestão de resíduos sólidos mas não foram liberados.

O “lixão” que Salles mostrou nas redes sociais é em terreno particulçar tendo sido o proprietário notificado diversas vezes para limpar e cercar a propriedade, sob pena de desapropriação.

“Quem lhe levou ao local agiu de má-fé com o único objetivo de prejudicar a gestão municipal, pois todos os esforços estão sendo realizados para reverter os danos deixados pelas antigas gestões e melhorar a qualidade do Meio Ambiente em Paço do Lumiar”, disse Dutra ao ministro se referindo ao deputado Edilázio Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *