Temporada junina chegando: trabalho já é intenso nos barracões

Os chapéus de fitas, de penas, saias, bordados e outros apetrechos do bumba meu boi de Maracanã já tomaram forma. A poucas semanas do início da temporada junina, o grupo cuida dos detalhes finais das indumentárias das apresentações. Tudo tem que sair conforme a tradição, e melhor do que no ano passado.

“Já tem muita coisa pronta, graças a Deus! O Maracanã vem lindíssimo, como todos os anos, e o pessoal dos arraiais pode esperar, a gente sempre traz algumas novidades, e esse ano tem novidades, e é surpresa”, promete a presidente do grupo, Maria José de Lima Soares.

O boi principal do ano só será conhecido no dia do batizado, que acontece em junho. Enquanto isso, o “couro” – cobertura de veludo que recebe o brilho de miçangas e canutilhos – está sendo bordado em Cururupu.

Enquanto isso, no barracão localizado na zona rural de São Luís, artesãos e brincantes finalizam os cuidados com as peças de quem vai participar das apresentações deste ano.

Rotina

Roupas recebem o bordado e o brilho das miçangas e canutilhos (Foto: Gilson Teixeira)

Lurdilene Sousa é uma das brincantes que se dividem entre os ensaios, a confecção e o trabalho de diarista. Nos dias que não consegue ir ao barracão pelos outros compromissos, leva a montagem do chapéu de fita para casa.

“Quando chega uma semana antes do São João, fica mais puxado. No ano passado, teve dias que eu virei a noite arrumando chapéu”, conta.

As atividades no barracão começaram há quatro anos. O gosto veio de família. “Minha mãe brincava, minhas irmãs também, e eu sempre acompanhava. Elas me convidavam, até que um dia eu comecei”, disse Lurdilene.

O trabalho envolve cobrir os chapéus de palha com os tecidos de paetês, cinco a seis camadas de fitas, e o veludo bordado. “Dá trabalho sim, mas é bom, fica bonito”, disse a brincante.

Em São Luís, estão confirmados os arraiais do IPEM (Centro Social dos Servidores do Estado – Calhau), Praça Maria Aragão (Beira-Mar) e Praça Nauro Machado (Centro Histórico de São Luís), além de apoios aos festejos tradicionais de diversos bairros da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *