Números desmentem farsa sarnobolsonarista: o alto investimento do governo Dino na UEMA

Atônitos diante de uma enxurrada de críticas pelos cortes na educação anunciados pelo presidente Jair Bolsonaro, os sarno-bolsominions resolveram partir para o ataque contra Flávio Dino. A marmota da vez é que o governador do Maranhão cortou recursos na UEMA.

A tática dos sarno-bolsominions é equiparar o tresloucado presidente com Dino. Mas os números não mentem. E, desde 2015, primeiro ano do atual governador, os investimentos na UEMA só cresceram.

Em 2014, último ano do governo Roseana, foram investidos na UEMA R$ 207 milhões. Já em 2015, primeiro ano da gestão Dino, esse montante saltou para R$ 233 milhões. No ano seguinte continuou subindo e alcançou a marca de R$ 268 milhões.

O governo Flávio Dino ainda criou uma nova UEMA. O orçamento de 2017 já constava a UemaSul, Universidade da Região Tocantina. Nela, foram investidos R$ 29 milhões, fora mais R$ 263 milhões somente para a UEMA. Ou seja, não houve diminuição de investimento em R$ 5 milhões, mas incremento de R$ 24 milhões.

O último ano do primeiro mandato de Flávio Dino marcou também o maior investimento da história nas universidades estaduais do Maranhão. Foram R$ 293 milhões na UEMA e R$ 40 milhões na UemaSul.

Em comparação com 2014, os investimentos em universidades estaduais no Maranhão cresceram cerca de 60%. Salto significativo e que demonstra o quanto o governo do Estado investe em Educação.

O resto é distorção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *