Mesmo PM maranhense cumprindo decisão judicial, Wellington insufla protesto contra o governo

Um pequeno grupo amanheceu na porta do Palácio dos Leões fazendo um protesto na manhã desta segunda-feira (12). Seriam moradores da comunidade Cajueiro que perderam suas casas após uma reintegração de posse.

Acontece que a empresa que se instalará no local, um Porto privado, ofereceu indenização e vários benefícios aos moradores da comunidade, já tendo sido a  maioria indenizada. O acordo entre as partes nada tem a ver com o governo do Estado.

E o que ocorre ainda é que a Polícia do Maranhão cumpriu uma decisão judicial, da qual nada podia o governo do estado fazer a não ser cumprir.

E com estes fatos que demonstram que o governo não tem nenhuma relação com a demanda, chamou atenção quem estava na manifestação. O deputado Wellington do Curso estava insuflando os “manifestantes”. Mas dentro do pequeno grupo foi possível identificar pessoas que não moram no Cajueiro e até venezuelanos fazendo protesto.

Fica claro que o deputado, que tanto diz defender a polícia do Maranhão, inflama contra uma ação policial, que sequer partiu de uma ordem do governo, mas de uma ordem judicial. Afinal, porque ele não fez o protesto em frente ao Tribunal de Justiça ou à Vara de Interesses Difusos e Coletivos? Logicamente porque não interessava politicamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *