Sérgio Frota também mostra insatisfação com filiação de Rocha e diz que seguirá como aliado do governador

O vice-governador Carlos Brandão, o deputado estadual e secretário estadual de desenvolvimento Neto Evangelista e o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando, já haviam se manifestado publicamente sobre a insatisfação com a chegada de Roberto Rocha ao partido. Desta vez, o deputado Sérgio Frota também se manifestou com muita indignação pelas instâncias estaduais do partido não terem sido ouvidas.

“Não fui consultado. Não sei se deputado estadual é importante no PSDB. Mas a minha postura no Maranhão é de apoio ao governo Flávio Dino. Faço parte, como membro do PSDB, da base de apoio ao governo porque acredito nele”, afirmou.

Questionado se sairia do partido com a chegada de Rocha, Frota preferiu não condicionar, mas diz que aguardará os desdobramentos do partido e até mesmo a reforma eleitoral.

“É preciso haver esta discussão dentro dos partido e é salutar que todos no Maranhão sejam ouvidos. Temos uma postura no Maranhão diferente de outros estados. Temos o vice-governador e fomos fundamentais na aliança com o governador. Vamos esperar o que acontece e de acordo com os desdobramentos da reforma política e tomamos uma posição. O PSDB é um partido democrático e para termos força, é preciso ouvir quem faz o PSDB do Maranhão”, pontuou.

 

Assembleia aprova criação do Programa Cartão Transporte Universitário

O Plenário da Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta terça-feira (19), a Medida Provisória  número 250/17,  que cria o Programa Cartão Transporte Universitário. E mais uma vez, os deputados de oposição criticaram, criticaram, mas aprovaram a medida.

Em plenário, os trabalhos foram conduzidos pelo deputado Humberto Coutinho (PDT), que fez a verificação de quórum a pedido da oposição e leu o teor do Projeto de Lei de Conversão, de autoria da Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania e Cidadania, oriunda da Medida Provisória nº 250/2017, que institui o Programa de Cartão de Transporte Universitário.

O Cartão Transporte Universitário vai auxiliar jovens que precisam percorrer distâncias de mais de 100 km entre suas residências e as instituições de ensino onde estão matriculados. Para o semestre 2017.2, o programa vai beneficiar mil universitários com o auxílio de R$ 800, em parcela única, que amenizará o impacto econômico na sua vida acadêmica e incentivará a a permanência e a continuidade dos estudos.

Sarneysistas tentam colar desgaste de Temer com aposentados a Flávio Dino

Grupo Sarney quer apontar seus erros em Dino

A sorrateira tentativa da oligarquia Sarney de desgastar o governador Flávio Dino por meio do factoide envolvendo o remanejamento de recursos do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Fepa) tem um objetivo muito claro: colar o desgaste nacional do presidente Michel Temer devido a Reforma da Previdência.

A estratégia é tão ardilosa, que são eles, José Sarney, Roseana, Zequinha, toda a família e seus penduricalhos, quem estão dando guarida para que o presidente Michel Temer aprove as suas impopulares reformas. Sabendo desse desgaste, a oligarquia usa seus meios de comunicação para transformar o Fepa em uma Reforma da Previdência estadual.

Desgastado com grande parte da população pela reforma que vai sacrificar milhares de trabalhadores, Michel Temer até hoje não conseguiu aprovar as mudanças na Previdência.

Diferente de Temer, o remanejamento de recursos do Fepa feito pelo governo do Estado em nada vai afetar o dinheiro dos aposentados, muito diferente do que prega a família Sarney via seu império midiático e seus asseclas.

A Lei Orçamentária Anual (LOA) define seis fontes de recursos, sendo três delas de uso exclusivo e outras três passíveis de alocação para outros órgãos, desde que não afete a garantia do pagamento das aposentadorias dos servidores estaduais.

Portanto, o ato do Governo do Maranhão é totalmente legal e não compromete os recursos destinados ao pagamento de servidores ativos e inativos.

A estratégia da oligarquia Sarney é mais do mesmo do já conhecido desespero do clã, que desanda em mentiras e factoides na falta de denúncias verdadeiramente seguras.

 

Após se envolver em acidente, Fábio Macedo volta à Assembleia

Fábio voltou em grande estilo presidindo a sessão

O deputado estadual Fábio Macedo (PDT) voltou a frequentar as sessões da Assembleia nesta quinta-feira (31).

Ele estava afastado desde o último dia 21, quando perdeu o controle da sua Mercedes Bens na Avenida dos Holandeses e atingiu outros quatros veículos. A batida foi tão forte que um dos carros teve perda total. O parlamentar que estaria em um restaurante com amigos, não fez teste de bafômetro e saiu do local em uma viatura da Polícia Militar.

Na semana passada, Macedo passou por maus bocados batendo suas Mercedes em quatro carros

Macedo presidiu a sessão de hoje, foi aprovado o projeto que reestrutura os quadros dos militares do Estado, alterando promoções de praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Maranhão.

Da tribuna, o líder do PDT destacou o início das obras da Escola Digna no povoado de Mendonça em Peritoró. Porém, sobre o acidente, não teceu nenhum tipo de comentário. Segundo site da Assembleia, o deputado não discursava desde 22 de março.

Eduardo Braide esquece das crianças e faz politicagem com os poucos grevistas

A tribuna da Assembleia Legislativa é um local destinado aos deputados para defenderem as ideias que devem buscar sempre o melhor para a coletividade. Na contramão dessa regra está o deputado Eduardo Braide (PMN), que não foi feliz ao defender a greve de membros do Sindicato dos Professores do Município (Sindeducação), no lugar de defender o direito ao estudo.

Em discurso no “acampamento” grevista, Braide disse que na paralisação os alunos não são mais os prejudicados e sim os professores. “Os mais prejudicados em uma greve dessas são os professores, porque se paralisarem as suas atividades, a Lei de Diretrizes e Bases estabelece que você tem que ter no mínimo 200 dias de aula por ano. Quem acaba pagando isso por ter que voltar para sala de aula quando poderia estar de férias ou outro período, são exatamente os professores”, disse o parlamentar.

O que Braide esquece é que quando os manifestantes deixam de estar nas salas de aula, as crianças do ensino fundamental que deixam de ter seu direito à educação garantido.

Além disso, o deputado também não percebe que a paralisação é ilegal por decisão do Tribunal de Justiça. O desembargador Ricardo Duailibe determinou o retorno dos grevistas às salas de aula para não prejudicar o calendário escolar dos estudantes.

Braide somente considerou válida a decisão do TJ na época em que quase a totalidade dos professores da rede municipal de ensino paralisou suas atividades por quase seis meses na gestão do então prefeito João Castelo, de quem o deputado do PMN foi secretário. Após se tornar deputado estadual, em 2010, Braide nunca fez qualquer referência a favor dos professores municipais para não desagradar o aliado.

Ou seja, Eduardo Braide acaba demonstrando que, na verdade, todo o seu discurso é para benefício político próprio e não pela causa dos professores.

A posição de antes e a posição tomada agora acabou levando o deputado Eduardo Braide a receber críticas nas redes sociais pela sua presença em atos do Sindeducação, que ocupam a sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed), atrapalhando o andamento do trabalho na pasta.

Professores comentaram na publicação da imagem de Braide com Elizabeth Castelo Branco que a presença do deputado deixa o movimento grevista como um movimento político. “Assim realmente fica parecendo greve política”, criticou uma internauta. Outra professora chamou o deputado estadual de oportunista. “Não concordo com a presença de possíveis oportunistas”.

Parece que o tiro saiu pela culatra. No lugar de agregar ao movimento, que desde o início tem pouquíssima adesão, a presença de Braide rachou ainda mais a categoria.

Bira destaca Congresso Municipal do PSB em São Luís

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) subiu à tribuna, na manhã desta terça-feira (22), para registrar o Congresso Municipal do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em São Luís, ocorrido no último sábado (19) e que o elegeu presidente do diretório da capital para os próximos três anos. Uma decisão consensual de todas as forças que integram o partido, movimentos sociais e segmentos em torno das bandeiras de luta da sigla.

Um congresso muito significativo, classificou o socialista, pelo debate amplo e representação. “Agradeço a presença do nosso presidente estadual, Luciano Leitoa, que vai para a reeleição como presidente estadual do PSB e, dessa forma, nós caminhamos para a consolidação da renovação da aliança com o governador Flávio Dino”, afirmou.

Ele disse que faz questão de registrar, da tribuna, porque todos sabem da luta que travada no PSB, sobretudo em 2016, quando, de maneira injusta, foi impedido de ser candidato a prefeito da capital. Luta franca, aberta e pública. Sobre a questão nacional, Bira ressaltou que o partido fez uma autocritica, reconheceu os erros cometidos e tem retomado o caminho no curso natural da história que sempre foi reservado, alinhado com a sua história, marcada pela luta do povo.

 Para o deputado, uma posição muito coerente, contra as reformas trabalhista e previdenciária, propostas pelo governo Temer, e a orientação pelo prosseguimento da denúncia contra o presidente. “Esse é o PSB ao qual me filiei. Esse é o PSB de Miguel Arraes, de Eduardo Campos, de Ariano Suassuna e de tantos outros lutadores que embalaram os sonhos de transformar a realidade brasileira. De todos os partidos do Brasil, o mais nordestino de todos é o PSB, porque nasceu no Nordeste e continua sendo liderado pelo Nordeste e assim seguirá o seu caminho”, declarou.

O parlamentar anunciou que nos próximos dias 09 e 10 de setembro os delegados de todo o estado se reunirão no Congresso Estadual para escolher a nova direção do PSB no Maranhão; e que em outubro o Congresso Nacional do PSB que escolherá a direção nacional do partido para os próximos três anos.

“Assim, a gente completa o nosso ciclo, garantindo o processo congressual de forma ampla e de forma democrática, com a participação de filiados de todo o Brasil, escolhendo e definindo os rumos do partido para os próximos três anos. E, graças a Deus, o PSB segue o seu caminho aliado, alinhado e coerente com a sua história, que sempre foi ao lado do povo”, concluiu.

 

Eduardo Braide está preocupado com possíveis delações de assessores da Máfia de Anajatuba

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) anda preocupado com os desdobramentos das investigações da Máfia de Anajatuba. A maior aflição do parlamentar é que setores da Polícia estão certos que os assessores, ao serem intimados, vão se dispor a negociar delações premiadas e contar tudo sobre o esquema que funcionava no gabinete de Braide.

A Polícia deve intensificar nos próximos dias as investigações para apurar a destinação final de emendas encaminhadas pelo parlamentar. A ação seria parte dos desdobramentos da Operação Attalea, que desbaratou a organização criminosa conhecida como Máfia de Anajatuba – acusada de fraudar licitações em diversos municípios do interior, causando prejuízos milionários a dezena de prefeituras.

Eduardo Braide está preocupado com a situação dos seus assessores que mexiam com emendas parlamentares nos anos de 2013 e 2014, época das emendas para a Máfia de Anajatuba e para outros municípios em que o deputado nunca teve nenhum voto e ainda assim destinou emendas parlamentares.

Delações premiadas podem implodir as pretensões políticas futuras de Eduardo Braide, que sonha em ser o próximo prefeito de São Luís e, para isso, concorrerá a uma vaga na Câmara Federal. O parlamentar também faz parte dos planos do consórcio da família Sarney para tentar derrotar o governador Flávio Dino nas eleições de 2018.

Entenda como funcionava a Máfia de Anajatuba

Além do empresário Fabiano de Carvalho Bezerra – principal acusado de operar o esquema e que recebeu R$ 70 mil do gabinete de Braide – a organização criminosa seria comandada – segundo o Ministério Público Federal – por Antônio Carlos Braide, pai do deputado.

A falcatrua usava as empresas A4 Serviços, RR Serviços, Construtora Construir, A.S dos Santos Ferreira, FCB, FF Produções, Distribuidora Castro e MR Serviços, superfaturando as prestações de serviços e vendendo notas frias para gestões municipais. As empresas investigadas eram controladas por Fabiano.

O caso ficou conhecido nacionalmente por conta do quadro “Cadê o Dinheiro que Estava Aqui”, do Fantástico. O prefeito de Anajatuba, Helder Aragão, foi cassado e preso por conta dos desvios. A suspeita é que a quadrilha relacionada a familiares, assessores e aliados de Braide tenha faturado cerca de R$ 60 milhões ilicitamente.

Humberto Coutinho media reunião sobre o fechamento do Banco do Brasil em Parnarama

A reabertura da agência do Banco do Brasil no município de Parnarama foi o tema da reunião mediada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), nesta sexta-feira (18), entre as lideranças políticas da cidade e a Superintendência do Banco do Brasil no Maranhão. Os deputados estaduais Rafael Leitoa (PDT) e Carlinhos Florêncio (PHS), o deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e o presidente do Procon-MA, Duarte Júnior, também participaram do encontro, que teve como objetivo buscar uma solução para a situação.

Na última quarta-feira (16), vereadores, empresários, líderes comunitários, comerciantes, servidores públicos, aposentados, trabalhadores e produtores rurais entregaram ao presidente Humberto Coutinho um abaixo-assinado com mais de 1.500 assinaturas, pedindo a reabertura da agência do Banco do Brasil em Parnarama.

Segundo o parlamentar, Parnarama é uma cidade muito promissora, com um comércio razoável, além de ser uma nova fronteira agrícola, com investimentos na produção de soja e na pecuária. Coutinho também destacou que o município possui em torno de 34 mil habitantes, sendo 18 mil deles na sede da cidade e, por isso, não pode ficar sem uma agência bancária.

“Com o fechamento da agência do Banco do Brasil será um caos na cidade, pois ela gira em torno dele. Sabemos que não foi uma decisão tomada agora e pela Superintendência, mas em Brasília. Mas, conversando tudo se consegue alguma coisa. O deputado Rubens Júnior vai reunir em Brasília com os órgãos competentes e vamos trabalhar. O que não pode ficar é essa situação de Parnarama não ter uma agência bancária”, afirmou.

O principal argumento utilizado pelo banco para justificar o fechamento da agência foi a segurança pública. De acordo com a Superintendência, nos últimos 12 meses foram registrados três sinistros em Parnarama, sendo dois assaltos e uma explosão. A informação foi rebatida pelos vereadores presentes e pelo prefeito do município, Raimundo Silva, que informou que o último assalto registrado na cidade foi em 2015, mas frustrado.

“Eu tenho certeza que, se todo mundo se reunir, inclusive o banco, conseguiremos chegar a uma solução. Mas, o que eles querem é que a Prefeitura faça tudo, que é quem não tem dinheiro e está penalizada. Eles estão apresentando dados de 2015, mas já temos dados recentes de que nunca mais teve um assalto em Parnarama após medidas tomadas pelo município”, ressaltou o prefeito.

O deputado federal Rubens Pereira Júnior disse que essa situação de fechamento de agências não é uma exclusividade do município de Parnarama, mas que tem acontecido também em outras cidades, incluindo São Luís. O parlamentar garantiu que a bancada deverá se empenhar para mostrar para a administração superior do Banco do Brasil que as deficiências na segurança foram superadas e, por isso, não se justifica o fechamento da agência.

“O Governo do Estado criou uma superintendência especializada em combate a crimes de bancos, há um fortalecimento permanente das ações municipais, como a criação de guarda municipal, sistema de videomonitoramento e nada justifica o fechamento dessas agências. Sem Banco do Brasil nas cidades maranhenses nós temos menos dinheiro, menos circulação, menos programa de acesso ao crédito e, infelizmente, mais desigualdade econômica”, assinalou.

O superintendente do Banco do Brasil no Maranhão, Ingo Kobarg Júnior, informou que umas das propostas é transformar comerciantes em correspondentes bancários. “Nós já temos uma pré-disposição e o apoio deles de também serem correspondentes bancários do Banco do Brasil, porque isso melhora o atendimento para a população e também se criam alternativas para os locais onde se pode ser feito o saque de dinheiro”, assegurou.

Ao fim da reunião ficou acordado que a Superintendência do Banco do Brasil irá emitir um documento com uma série de itens de documentações a serem cumpridas pelo município de Parnarama. O documento será encaminhado para a administração superior do banco, em Brasília, na tentativa de reverter a situação.

“Como houve melhoria na segurança pública no estado, na região e temos também essa situação em que o prefeito se coloca à disposição, junto com a comunidade, de oferecer melhorias dentro da segurança pública, talvez a gente possa reverter. Não é uma decisão da superintendência, mas uma decisão que depende de Brasília, do colegiado do banco”, completou Ingo Kobarg Júnior.

Marco Aurélio briga para Bonificação ser logo aprovada e beneficiar maranhenses já no Enem deste ano

Marco Aurélio discute com Nair Portela. Caso projeto de Bonificação seja aprovado nos próximos meses, maranhenses já se beneficiam neste Enem.

Em audiência realizada na tarde desta quarta-feira (9), o deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB), entregou uma cópia da ata da audiência pública, realizada em Imperatriz no dia 20 de Junho, para a reitora da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Nair Portel e membros da pró-reitoria de ensino. A audiência ocorreu em Imperatriz e serviu para discutir a adoção da bonificação na nota final do Enem para alunos de escolas do Maranhão, reuniu centenas de estudantes, professores, membros do Conselho Universitário da UFMA e autoridades políticas da região.

A bonificação na nota dos alunos de escolas do Maranhão no Enem tem sido uma bandeira levantada pelo deputado desde o início de seu mandato. Após diversas reuniões e com o apoio da frente parlamentar em defesa da Bonificação, proposta e presidida pelo deputado Marco Aurélio, a causa tem avançado, dependendo agora da aprovação do Conselho Universitário da UFMA.

Durante a audiência, o deputado Marco Aurélio fez questão de demonstrar sua satisfação com o avanço da causa. “Esta é uma causa muito importante para o nosso estado, uma vez que estamos perdendo mão de obra qualificada formada em nossa universidade e temos a oportunidade de corrigir. Em Imperatriz, somente no último mês, 15 alunos do curso de medicina conseguiram transferência para outras universidades. Essas vagas acabam ficando ociosas e causando um prejuízo enorme para nossa sociedade”, afirmou o deputado. A política afirmativa da bonificação já é praticada em várias universidades do país, fortalecendo as chances de ingresso de sua população.

Nair Portela reconheceu a importância do tema e garantiu seu apoio à causa. “Essa é uma medida muito importante, que está sendo muito debatida por nós e pelos membros do nosso conselho, que deve beneficiar bastante nosso estado, principalmente nas regiões onde a universidade oferece os cursos de medicina. Trata-se de uma medida a ser adotada por alguns anos, mas que pode ajudar a corrigir um grave problema de mão de obra em nossos municípios,” declarou a reitora.

Nair Portela já autorizou que seja aberto o processo e que a ata da audiência pública de Imperatriz o integre. Esse processo será discutido e deliberado pelo conselho universitário.

A expectativa é que essas tratativas acerca da Bonificação sejam feitas nos próximos meses e uma vez aprovada, os alunos de escolas do Maranhão já possam ser beneficiados neste Enem.

Josimar de Maranhãozinho será investigado por possível fraude eleitoral

Este é mais um capítulo da briga entre o deputado federal Aluísio Mendes (Podemos) e o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR). Os dois têm travado batalha pela concorrência em algumas cidades que dividem bases. Aluísio entrou com pedido de investigação no Ministério Público Eleitoral e a denúncia foi feita à Justiça Eleitoral.

Segundo a denúncia, Josimar teria utilizado documentos falsos na eleição. O juiz eleitoral Eduardo Moreira, do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, deferiu pedido da Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão e determinou que a Polícia Federal abra um inquérito para apurar os fatos.

Aluísio Mendes também não merece investigação?

Logicamente que Josimar de Maranhãozinho deve ser investigado, até porque não é de hoje que se comenta nos bastidores abuso de poder econômico do deputado. Mas já que chumbo trocado não dói, o Moral da BR também poderia pedir investigação de seu desafeto.

O deputado federal Aluísio Mendes foi secretário de segurança pública do estado por quase todo o último mandato de Roseana e ainda deixou pessoa de sua confiança quando saiu. A secretaria era a mais criticada do governo e sendo a pior secretaria para os maranhenses, o que levou a população a eleger Aluísio?

Mendes já foi alvo de um pedido de prisão por arapongagem na operação Faktor (ex-Boi Barrica), mas o pedido foi negado pela Justiça Federal (relembre). Os policiais e o Ministério Público Federal suspeitaram que Aluísio aproveitara seus contatos na PF para repassar informações sigilosas a Fernando Sarney, filho do senador, que estava sendo investigado por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

O deputado do Podemos também votou a favor da urgência da anistia do caixa 2. O homem que mais entende de grampo no Maranhão só foi incomodado na eleição por uma propaganda irregular em um outdoor e pagou multa. Bem que poderia se investigar um pouco mais.