“Chico, eu e Buarque: Fragmentos Poéticos” estreia hoje no Teatro Arthur Azevedo

"Chico, eu e Buarque: Fragmentos Poéticos" é o novo espetáculo do Teatro Arthur Azevedo. (Foto: Divulgação)

“Chico, eu e Buarque: Fragmentos Poéticos” é o novo espetáculo do Teatro Arthur Azevedo. (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), por meio do Teatro Arthur Azevedo, apresentam o espetáculo Chico, Eu e Buarque: Fragmentos Poéticos. O espetáculo de dança será apresentado pelos bailarinos da turma de aperfeiçoamento em dança do Núcleo de Arte e Educação do Teatro Arthur Azevedo. O espetáculo estará em cartaz nos dias 13, às 21h, e dia 14, às 19h, na casa de espetáculos bicentenária.

"Chico, eu e Buarque: Fragmentos Poéticos" é o novo espetáculo do Teatro Arthur Azevedo. (Foto: Divulgação)

“Chico, eu e Buarque: Fragmentos Poéticos” é o novo espetáculo do Teatro Arthur Azevedo. (Foto: Divulgação)

O espetáculo dirigido e coreografado pelo paulista Anderson Couto perpassa a obra de Chico Buarque de Hollanda. Da poesia cantada ao lado político do artista, o espetáculo mistura a dança clássica (ballet) e o contemporâneo num entrelaçado de ritmos que demonstram o dinamismo da obra do compositor brasileiro. Marcado pela imersão na obra de Chico Buarque, o espetáculo de dança trabalha com os desordenamentos e desconstruções possível dentro da poesia dele.

Dividido em três atos, Chico, eu e Buarque passeia desde as relações de poder partindo do cenário da década de 60 chamando atenção para decisões e conflitos na sociedade. No segundo ato os bailarinos envolvem-se num enredo que faz menção as relações humanas e à alteridade, sempre vinculando-se uns com os outros.

O espetáculo finda com uma mistura do clássico de Chico Buarque com a cultura popular maranhense. Neste último ato o diretor, Anderson Couto, e os bailarinos contaram com a colaboração das bailarinas Lucena Marques e Elisete Campos para trazer traços do bumba-meu-boi, tambor de crioula, caixeiras do Divino e tambor de mina.

O elenco é composto pelos bailarinos André Lima, Calina Rubim, Daniel Lima, Geisa dos Anjos, Heide Cabral, Isabella Sousa, Kleverson Froz, Miriam Martins, Nuilane Lago e Weber Bezerra. Com participação especial dos bailarinos Debora Buhatem e Egnaldo Gomes.

O espetáculo estará em cartaz nos dia 13 (sábado), às 21h, e 14 (domingo), às 19h. Os ingressos já estão à venda na bilheteria do Teatro Arthur Azevedo, das 14h às 18h45. Os valores dos ingressos são: Plateia e Frisa R$ 50, Camarote R$ 40, Balcão R$ 30 e Galeria R$ 20.

Mais informações no site do Teatro Arthur Azevedo (cultura.ma.gov.br) e nas redes sociais do teatro ou pelo telefone 32189901.

É hoje: Bloco da Imprensa abre temporada oficial pré-carnavalesca em São Luís

Em ritmo da tradicional temporada pré-carnavalesca no Maranhão, o Bloco da Imprensa reúne diversas atrações neste sábado (13), durante a abertura oficial do circuito da Folia Momesca, promovida pelo Governo do Maranhão. A concentração do bloco é na Praça dos Catraieiros, na Praia Grande, no Centro, a partir das 17h.

Para o primeiro dia de festa da Imprensa, estão confirmadas as presenças do Grupo de Tambor de Crioula de Leonardo, Pagode Sindicato do Samba, Bloco Tradicional Os Reis da Liberdade (campeão do grupo A, do carnaval de 2017), Banda CarnaBoi (com Juarez Sousa e Nonato Silva), Bateria Explosão da Turma do Quinto (com Gabriel Melônio, Franklin Hudson e Alessandra Loba) show de Mano Borges (Manobloco) e Banda da Confraria do Copo.

“O Bloco da Imprensa é uma brincadeira carnavalesca sem fins lucrativos que já se tornou tradição em nosso carnaval e, diante disso, o apoio do poder público se fez necessário. Graças à sensibilidade dos gestores, nos atenderam garantindo segurança, estrutura e apoio para agremiações poderem evoluir para centenas de foliões que sempre nos prestigiam”, conta um dos organizadores do bloco, Célio Sérgio.

Com o tema “Questão de Gênero, Número e Grau”, o cordão carnavalesco da comunicação chega à 20ª edição. O tema neste ano vem fazendo os seguintes questionamentos: Masculino ou feminino? Singular ou plural? Um único ser ou uma ideia coletiva? Maior ou menor? A grandeza do corpo ou de espírito? O que importa? A quem importa? O que importa é ser Gente! Gente: em gênero, número e grau.

Dentro da programação do Bloco da Imprensa, quem também vem com todo vapor é o Bloco Confraria do Copo, fazendo o tradicional baile de rua.

O presidente do Confraria do Copo, João Azevedo, conta que o grupo, que tem nos vocais Carlão e Dinho, vai rememorar músicas de antigos carnavais do Maranhão, além de integrar novas composições.

“Para animar os brincantes, será um repertório diversificado com os melhores enredos das escolas de samba de São Luís, além de uma sequência de músicas voltadas para marchinhas e músicas carnavalescas com composições próprias e de outros blocos, como o Bicho Terra, Vagabundos do Jegue e Jegue Folia”, relata.

Idealizado e criado em 1996 por influência de um grupo de amigos da tradicional Rua Caminho da Boiada, o Bloco Confraria do Copo foi inspirado na vontade que todos tinham de fazer algo diferente durante o carnaval para fugir da rotina do simples bate-papo, num período em que a maioria tomava outro rumo, atraída pelo cheiro de folia que acontecia na área Madre Deus/São Pantaleão. Em todos estes anos, a Confraria tem cinco discos lançados.

Homenagem

Durante o Bloco da Imprensa, será realizada uma homenagem póstuma ao repórter fotográfico Francisco Campos, que faleceu no final de 2017, um dos entusiastas do cordão da Imprensa.

Baile da imprensa

E como aconteceu em 2017, mais uma vez haverá o tradicional Baile da Imprensa, que vai rolar no dia 02 de fevereiro, sexta-feira magra de carnaval, na Casa do Maranhão, com entrada para os profissionais da imprensa e convidados, que só terão acesso com pulseiras.

Galeria Trapiche sediará seminários sobre História da Arte

O professor PhD George Barbosa é pós-doutorando no programa de Políticas Públicas da UFMA

Uma viagem pela história da arte dividida em 22 momentos. Com essa proposta, o professor PhD George Barbosa vai ministrar seminários sobre História da Arte em 22 módulos mensais. O primeiro tem como temática Arte Pré-Histórica e acontece dia 25 de janeiro, às 19h30, na Galeria Trapiche Santo Ângelo. A Galeria é um equipamento de cultura da Prefeitura de São Luís e fica localizada na Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração.

Além de Arte Pré-Histórica, os participantes também vão aprender sobre as manifestações artísticas na Antiguidade, Idade Média, Américas, Renascimento, Europa nos Séculos XVI a XVIII, Europa no Século XIX, Europa no fim do século XIX e XX e Arte Brasileira.

O professor George Barbosa é pós-doutorando no programa de Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com foco em Desenvolvimento Sustentável. O conhecimento do professor em arte foi desenvolvido pelo interesse pessoal e aprofundado pela investigação durante o doutorado sobre o valor da arte como elemento transformador das pessoas no desenvolvimento da autoconfiança e determinação para alcançar metas almejadas. “Acredito que o contato com a arte promove o desenvolvimento das capacitações humanas para atingir sonhos inimagináveis”, destaca.

As inscrições para a participação no seminário podem ser feitas no dia 25, a partir das 18h, na Galeria Trapiche, e custa R$ 100,00 por módulo. Os módulos focalizam em pintura, escultura, construções e produção de artefatos e abordam os fatores sociais, políticos e econômicos que levaram a tais produções. Cada seminário dura 01h30 e é seguido de um período de perguntas, comentários e discussões.

O vídeo mapping e o Palácio do povo do Maranhão

Amanhã, o governo do Estado encerrará a temporada de exibição de vídeos em superfícies de concreto (vídeo mapping), que faz parte da programação do ‘Natal de Todos’. Durante vários dias, o Palácio dos Leões recebeu milhares de maranhenses e turistas que, entre aplausos, euforia e assobios, elogiaram a beleza e grandeza da transformação daquele espaço público em uma obra de arte digital.

O sucesso do vídeo mapping do Palácio dos Leões tem um simbolismo que vai muito além do fomento do turismo e do comércio na região central de São Luís. A ação, em seu segundo ano, consolida espaços que outrora pertenciam apenas como símbolo de poder, como locais que agora são de todos.

Restrito a poucas famílias no passado e palco de festas e ostentações nababescas às custas do dinheiro público, o Palácio dos Leões era cercado por grades, que impediam a presença da população. Durante muito tempo de domínio oligárquico, o local era vigiado 24h por centenas de policiais devido às inúmeras greves e protestos que nas cercanias se instalavam.

Essa antiga realidade – como milhares de outras – mudou no Maranhão. Hoje, o Palácio dos Leões é o ponto turístico mais visitado do estado. Onde antes só entrava quem fazia parte de algumas castas, a classe dominante agora é o povo maranhense.

Como prometido pelo governador Flávio Dino, os leões do Palácio pararam de rugir para o povo e não mais se alimentam de dinheiro público. Hoje, eles se sustentam de esperança, amor e união demonstrados durante todo o período de exibição do vídeo mapping.

Queridos Leões, bem vindos à democracia!

Em clima de paz e festa: Réveillon de Todos registra zero ocorrência pelo terceiro ano consecutivo

Esquema de segurança foi montado com integração da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. (Foto: Ribamar Nascimento)

Esquema de segurança foi montado com integração da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. (Foto: Ribamar Nascimento)

Zero ocorrência no circuito oficial do Réveillon de Todos, durante os três dias de programação. As milhares de pessoas que aproveitaram a virada de ano na Praça Nauro Machado e Avenida Litorânea, de 29 a 31 de dezembro, desfrutaram a vasta opção de atrações com tranquilidade e segurança.

Público marca presença na Avenida Litorânea para o Réveillon De Todos 2018. (Foto: Gilson Teixeira)

Público marca presença na Avenida Litorânea para o Réveillon De Todos 2018. (Foto: Gilson Teixeira)

Assim como nos dois últimos anos, nos locais da festa organizada pelo Governo do Estado, não houve registro de crimes, segundo levantamentos da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA). No evento foram mobilizados mais de 500 policiais.

Desde o início da atual gestão, as polícias trabalham de forma mais integrada e executam planejamento específico para estes períodos festivos, quando há maior aglomeração de pessoas e eventos diversos.

Segundo o titular do Comando de Policiamento Metropolitano de Área (CPAM I), coronel Pedro Ribeiro, esse plano de ação tem fortalecido a parceria das polícias e garantido o êxito das ações.

“Concentramos nos pontos mais estratégicos com fins de prevenção a casos de furtos e roubos, que são os mais comuns, e embriaguez, que acabam por culminar em brigas. Foi mais um fim de ano festivo e de paz, em que nossa polícia trabalhou pela segurança dos que foram se divertir”, reforçou o coronel.

No conjunto de ações, revista a pessoas e veículos no circuito; nas demais áreas de grande movimentação do entorno; e a coletivos nas imediações.

A concentração policial se manteve nos locais de festa. Na sexta-feira (29), a Praça Nauro Machado teve a segurança reforçada até pouco após a programação de fim de ano; no sábado (30) e domingo (31), a orla marítima recebeu forte policiamento em toda a extensão da Avenida Litorânea.

Sambista Leci Brandão faz abertura do Réveillon de Todos 2018 e lota Praça Nauro Machado. (Foto: Gilson Teixeira)

Sambista Leci Brandão fez abertura do Réveillon de Todos na Praça Nauro Machado. (Foto: Gilson Teixeira)

“Neste período, as praias são os pontos com maior concentração de pessoas, por isso, o trabalho é intensificado e a polícia fica de prontidão no local e área do entorno”, explica Pedro Ribeiro.

A Polícia Civil manteve os plantões nas delegacias para atender o público, além das equipes do Centro de Operações Integradas de Segurança (Ciops) e do 190, que estiveram de prontidão aos chamados.

“O planejamento é para prevenir e as ações são sempre integradas, com as polícias atuando em apoio às instituições organizadoras dos eventos. Nestas datas, todos os núcleos da Segurança são mobilizados para que o cidadão se divirta sem sobressaltos e temos conseguido bons resultados”, pontuou o superintendente de Polícia Civil da Capital (SPCC), delegado Armando Pacheco.

A segurança no Réveillon de Todos teve apoio também do Corpo de Bombeiros e Prefeitura de São Luís por meio da Blitz Urbana e Guarda Municipal. O policiamento destacado para o período se somou ao efetivo de rotina que já atua na contenção da criminalidade em toda a Região Metropolitana de São Luís.

Esquema de segurança foi montado com integração da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. (Foto: Ribamar Nascimento)

Esquema de segurança foi montado com integração da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. (Foto: Ribamar Nascimento)

Colônia de Artes continua em janeiro na Galeria Trapiche

Da Redação – Agência São Luís

Durante as férias, a Colônia de Artes na Galeria Trapiche já se tornou um destino indispensável para a criançada. Em dezembro, as atividades aconteceram em duas semanas e para 2018 os pais já podem inscrever os pequenos em uma programação diferenciada, que envolve oficinas de desenho, pintura, escultura e modelagem em gesso, argila e biscuit, culinária, confecção de pipa e fotografia, brincadeiras, lanches e atrações culturais para crianças e adolescentes.

A Colônia, promovida pelo Centro de Criações Artísticas – Criart, acontecerá de 8 a 12 de janeiro e de 15 a 19 de janeiro, das 14h às 17h. Os interessados podem se inscrever pelo número (98) 99911-8602. O investimento é no valor de R$ 150,00, que inclui lanche todos os dias e kit com materiais que serão trabalhados durante a semana.

A artista plástica e arte-educadora, Patrícia Menezes, explica como funciona o projeto. “São atividades ministradas por profissionais, arte-educadores, que relembra brincadeiras que as novas gerações estão deixando de lado, como brincadeiras de roda, corrida do saco e entre outras. Promovemos para as crianças momentos de recreação próprios para esta fase, oportunizando um espaço prazeroso, motivador e educativo para o público infantil, que estimule a criatividade, trabalhe a coordenação motora e social”.

“Percebemos a desenvoltura das crianças ao se estimular a arte desde a infância, como a diminuição da timidez, o auxilio para o lado lúdico, criativo, social e de lazer. Trazer isso para dentro da Galeria, além de dinamizar o público do equipamento, incentiva a formação de artistas na cidade. No último dia, é feita uma exposição com todos os trabalhos produzidos para os pais, o que estimula ainda mais as crianças”, frisou Camila Grimaldi, diretora da Galeria Trapiche.

Gabriel Macêdo, de 10 anos, participou pela primeira vez em dezembro e quer voltar todas as vezes que for ofertado. “Aprendi a fazer muita coisa, como bolo, gelatina, doces, pintura em tela, um porta treco de caixa de leite e outras coisas que vou poder fazer e reciclar em casa, que antes iriam para o lixo e agora sei transformar em algo útil. Quero voltar todas as férias e todas as vezes que tiver, gostei muito”.

PERFIL

Patrícia Menezes é artista plástica e arte-educadora. É pioneira nos cursos de artes e artesanato em São Luis, com 12 anos de experiência no mercado. Atualmente dirige o Centro de Criações Artísticas – Criart, localizado na Av. Marechal Castelo Branco, 600 – Ed. Constantino Castro Lj 3 – São Francisco. O Criart oferece cursos e oficinas de artes durante o ano inteiro para crianças, jovens, adultos e idosos e nas férias sempre promove colônias de artes e lazer. As colônias já foram realizadas no Rio Poty, Tropical Shopping, Pizzaria Laguna e na sede do Criart.

Negra Li na Feira do Livro de São Luís

A programação artístico-cultural também está presente em todos os dias da 11ª Feira do Livro de São Luís (FeliS). Ao todo, 10 performances poéticas, sete intervenções artísticas, 60 contações de história, sete espetáculos circense de rua, uma orquestra, um pocket show, DJ, 10 saraus musicais, apresentações de blocos afros e de blocos tradicionais incrementam ainda mais o evento. Neste sábado (18), a cantora e rapper Negra Li faz um pocket show, às 20h, no Anfiteatro Beto Bittencourt. No mesmo local, às 18h, tem Orquestra Filarmônica de Sopros Sesc Musicar, e às 21h, tem apresentação de reggae com o DJ Ademar Danilo.

Além disso, contações de histórias, música, dramatizações, apresentações artísticas e de projetos das escolas públicas municipais de São Luís, dança, pintura de rosto, oficinas, dobraduras e jogos educativos animam o Espaço Criança Sesc/Semed de Leituras com performances e intervenções artísticas. Neste sábado (18) a Tapete Criações Cênicas faz contação de histórias às 16h, seguida da Cia do Imaginário. Às 18h30 a criançada se diverte com o grupo Porandura. Na rua, o Coteatro faz a intervenção “Um passsarinho me ensinou”, com histórias para o público. Já no Café Literário (Odylo Costa, filho), às 17h, tem sarau musical “Brilhando no Café: Maria Firmina em verso e prosa”, da Escola de Música Lilah Lisboa.

São 53 atividades artísticas selecionadas pelo Sesc, correalizador do evento. “O Sesc selecionou alguns livros para garantir o sorteio aos participantes para que eles pudessem adquirir gratuitamente livros das apresentações que estavam assistindo. Todas as performances, espetáculos urbanos, cênicos e musicais foram selecionados por uma curadoria e foram levados em consideração o conceito de trabalho que o Sesc desenvolve e a literatura feminina, tema desta edição, além de valorizar as escritoras negras e a poesia local”, ressaltou Betânia Pinheiro, Técnica de Cultura do Sesc, responsável por literatura.

CASA DO MARANHÃO

Na Casa do Maranhão, às 17h, o Auditório 3 (Cantos a Beira Mar) recebe o escritor carioca Gustavo Lacombe, que retorna a São Luís após sucesso de público no ano passado. “É sempre muito bom voltar para os lugares em que fomos bem recebidos e bem acolhidos. Comecei a fazer feiras do livro ano passado e todos os lugares que voltei este ano vejo renovação de público e que as palestras tem rendido de forma diferente. Voltar para São Luís é ratificar isso e ter a certeza que o trabalho tá sendo bem feito. Até as fotos que eu tirei aqui são as que uso até hoje para divulgação e que pedi para colocar nas orelhas dos meus livros, porque foi muito bacana da outra vez, superou minhas expectativas e a gente acaba voltando com entusiasmo”.

No Café Literário, às 17h30, tem a roda de conversa “A função social da Literatura”, com Joãozinho Ribeiro, Celso Borges, Márcia Manir Miguel Feitosa (UFMA), e mediação de Diana Oliveira (Seduc). No Centro de Cultura Negra do Maranhão tem o lançamento da revista Zumbi, das 11h às 16h30.

Já na Casa do Escritor Maranhense (Cine Praia Grande), tem lançamento a partir das 16h. Serão lançados: “Diário Mágico: um segredo para contar”, de Sharlene Serra, “A Bruxinha Lelenzinha e as cores”, de Anízia Nascimento, “Contramaré”, de Samara Volpony, “Maranhão 666”, de Ramusyo Brasil. A Academia Maranhense de Letras (AML) faz o lançamento das novas edições 2017 com as obras: “Meus dias na cadeia”, de Adelman Correia, “Sangue Azul”, de Alex Brasil, “10 estudos”, de Bandeira Tribuzi, “O Newton do BrasilIvan”, de Cícero Monteiro de Sousa, “Congresso das garças”, de Ivan Sarney, “O entrevistador de lendas”, de José Ewerton, “Poesia reunida”, de Laura Rosa, “Casa, crônicas e outras memórias”, de Lino Moreira, “Casa blanca”, de Lourival Serejo, “A literatura na cidade”, de Ronaldo Costa Fernandes, “Maria Celeste da terra e do mar”, de Waldemiro Viana.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

Entre os contadores de história a programação conta com a Tapete Criações Cênicas, Xama Teatro, Cia do Imaginário, Coteatro, grupo Poranbuba, Laborarte e Tamara Marques. Tem espetáculos de circo, teatro, dança e mímica, como “Um dia de Clow”, com Gilson Cesar, “Juju Carrapeta”, com Julia Emilia, “O Caso da Galinha Bujica”, com alunos do Odylo Costa, filho, “O Circo de dois palhaços Só”, da Cia Cambalhotas, além das intervenções “Um passarinho me ensinou”, da Coteatro, “O Realejo”, com Gilson Cesar, “Os Telepatas” e “Voadores”, do O circo tá na rua, “Palavras Viajantes”, da Tapete Criações Cênicas, “Poesias Efêmeras” (performance poética), com Tairo Lisboa. O Coletivo Linhas faz intervenção com os Bolsões de Livro, no Pé de Livro, para troca de livros, durante todos os dias de evento.

Confira a programação completa em www.feiradolivrodesaoluis.com.br

Governo realiza cinco dias de festa para celebrar 405 anos de São Luís

Tom Cleber é uma das atrações do aniversário de São Luís

Para celebrar os 405 anos de São Luís, o Governo do Maranhão realiza cinco dias de festa. De 6 a 10 de setembro, serão várias as atrações, sendo o dia 8, aniversário da cidade, o ponto alto da programação com show de Rita Benneditto, Criolina, Tom Cleber, Carlos Gomes e Cláudio Fontana, no Espigão da Ponta d’Areia, a partir das 18h.

De acordo com secretário de Cultura e Turismo (Sectur), Diego Galdino, a programação contempla os mais variados públicos, com atrações de expressão local e nacional: “Pensamos numa festa bonita, alegre e segura, que valorize a cidade, a diversidade cultural e os nossos artistas”.

Além do show no dia 8, outras apresentações estão previstas para acontecer em vários pontos da cidade. Tambor de crioula, samba, exposições e inauguração de uma casa de cultura estão programados.

Na quarta-feira (6), o Dia Municipal do Tambor de Crioula será marcado com apresentações de grupos de tambor Santa Luzia e Santa Fé na Praça da Faustina, Centro Histórico, a partir das 18h.

Reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, o tambor de crioula é uma genuína expressão popular maranhense e reúne admiradores dentro e fora do estado.

Ainda no dia 6, será aberta a exposição de fotografias ‘São Luís 405 anos’. A mostra inaugura a galeria de arte que fica no prédio da Sectur, na Praça Pedro II, 32, Centro.

A mostra reúne trabalhos de 16 fotógrafos que integram o fotoclube Poesia do Olhar. São 30 fotografias que retratam as belezas naturais e arquitetônicas da capital maranhense, além de expressões da cultura popular.

Música, esporte e cultura
No dia 8, está prevista a inauguração da nova casa de cultura do estado, o Forte de Santo Antônio, que integrará o complexo de turismo do Espigão da Praia da Ponta d’Areia. A solenidade será realizada às 17h.

O Forte Santo Antônio contemplará o museu de embarcações tradicionais maranhenses e o museu da imagem e som. O prédio terá ainda livraria, cafeteria e auditório. A obra inclui a recuperação e urbanização do entorno do Forte.

Após a solenidade, será a vez de grande show com os artistas Rita Benneditto, Criolina, Tom Cleber, Carlos Gomes e Cláudio Fontana, a partir das 18h.

No mesmo dia, o Grupo Vamu Di Samba anima a Lagoa da Jansen, no encerramento da Corrida da Lagoa, promovida pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema).

Programação
Dia 6 de setembro
Praça da Faustina
18h – Tambor de Crioula de Santa Luzia e Tambor de Crioula de Santa Fé

Dia 8 de setembro
Espigão Costeiro
17h – Inauguração do Forte Santo Antônio da Barra
18h – Show 405 anos (Carlos Gomes, Cláudio Fontana, Rita Benneditto, Criolina e Tom Cleber)

Praça da Lagoa (Encerramento da Corrida da Lagoa)
18h –  Grupo Vamu Di Samba

Prefeitura abre hoje programação de aniversário dos 405 anos de São Luís

Inaugurações de importantes obras na educação e infraestrutura, ações de assistência social e programação cultural e de lazer com exposições, sarau, roda de conversas e shows compõem a lista de eventos organizados pela Prefeitura em comemoração aos 405 anos de São Luís. As comemorações começam nesta sexta-feira (1º), com uma edição especial do Sarau Histórico, na praça Benedito Leite às 19h, e se estende até o fim do mês fazendo valer o slogan das festividades “São Luís 405 anos, presente todos os dias”.

Os shows “Glórias”, “Terra de Adoração” e “Louvação à São Luís”, que acontece, respectivamente, nos dias 8 e 9 na Praça Maria Aragão são os pontos altos da programação cultural que conta ainda com rodas de conversas sobre temas da cultura e história da cidade; exposições de artes visuais; sarau, passeios e outras atrações para todos os públicos.

O prefeito Edivaldo enfatizou a data como um momento muito significativo para todos os ludovicenses e para a cidade. “Vamos entregar à população obras importantes. Será também a oportunidade de mostrarmos as melhorias que a gestão vem promovendo por uma educação mais digna, mais mobilidade urbana, saúde, na implantação de políticas públicas que atendam as demandas das comunidades, por acesso à cultura e ao lazer. Parabenizamos nossa cidade e nossa população por estas vitórias e avanços”, destacou o prefeito.

O Sarau Histórico brinda a população com uma edição comemorativa na Praça Benedito Leite, nesta sexta-feira (1º) de setembro. São atores e atrizes representando nomes marcantes da política, música e poesia, abrindo a programação cultural da semana de aniversário. O sarau é gratuito e começa às 19h. “Essa cidade deve ser apreciada em todos os seus detalhes. Nesta noite, vamos contemplar a história de São Luís e, por meio da música e da poesia, aprender mais sobre a fundação de um Patrimônio Cultural da Humanidade”, ressaltou a titular da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), Socorro Araújo.

Dentro da proposta de valorização da cultura e arte local a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, realizará rodas de conversas onde serão trabalhados temas referentes à cultura e arte local, a exemplo dos tambores de São Luís e mestres da cultura popular. A exposição “Acervo”, na Galeria Trapiche, destaca autores maranhenses que retratam aspectos da cidade. Já a mostra de artes visuais “São Luís Ao Vivo” traz curtas-metragens abordando o ponto de vista histórico e cultural da cidade.

“Estamos trabalhando entorno da temática da cidade como Patrimônio da Humanidade e mostrando um pouco de tudo que São Luís tem de riqueza cultural e que merece ser celebrado nestes 405 anos. Vamos abranger todos os seguimentos, para que todos se sintam parte desta grande festa”, pontuou o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

No dia 6, o projeto Rufô Tambô marca o Dia Municipal do Tambor de Crioula e seus brincantes. Grupos espalhados por todo o Centro Histórico vão celebrar a data instituída pela Lei 4.349 de 21 de junho de 2014.

SHOWS

 

Atrações com nomes da música religiosa católica vão abrilhantar a festa de aniversário de São Luís, dia 8, a partir das 17h, com o show “Glórias”, tendo como atrações o padre Cleidimar Moreira e Clay Viana. Às 19h, o show “Terra de Adoração”, com nomes da música evangélica, entre estes, os cantores nacionais Bruna Karla e Maurício Paes; e locais, Thiago Lucas e Carlos Alfredo. A expectativa de público para os dois shows é de 20 mil pessoas.

O tradicional show “Louvação a São Luís”, acontece a partir das 19h, com vários cantores maranhenses que apresentam a cidade em verso e canção. Ente os artistas, Grupo 1,2,3 formado por Camila Boueri, Mila Camões e Tássia Campos; os cantores César Teixeira, dupla Criolina, Flávia Bittencourt e Rosa Reis, entre outros.

VIVA BEM

Atividades esportivas para trabalhar o corpo e a mente no programa “Viva Bem”, que acontece dia 3, na Avenida Litorânea, das 7h às 11h também está inserida na programação de aniversário da cidade. Podem participar pessoas de todas as idades. O evento será iniciado com a prática de hapikidô e taekwondô, onde simpatizantes e praticantes poderão participar de um momento de integração e prática esportiva. Logo depois, diversos professores de zumba, acompanhados de um mini-trio, coordenarão um aulão.

“Nossa expectativa é que o dia do ‘Viva Bem’ ultrapasse todos os nossos números até hoje, pois se trata de um evento maior. Quem comparecer ao local poderá usufruir de tudo que for oferecido no local. Nosso intuito é promover atividades esportivas e de lazer à população ludovicense”, destacou o secretário municipal de Desporto e Lazer, Rommeo Amin.

EDUCAÇÃO

 

Dando prosseguimento ao plano de reestruturação das unidades escolares, o prefeito Edivaldo vai entregar escolas totalmente revitalizadas à comunidade estudantil. As unidades receberam melhorias na estrutura e algumas também foram equipadas com novo mobiliário. As unidades serão inauguradas ao longo do período comemorativo.

Já foram entregues pela Prefeitura de São Luís, apenas este ano, dezenas de escolas totalmente reformadas. Entre as escolas que serão inauguradas estão as unidades Alberto Pinheiro, Henrique de La Roque, Bandeira Tribuzi e Rio Grande.

Na infraestrutura, o prefeito entrega a praça dos Ipês, no Angelim e assina ordem de serviço para construção de uma praça no Parque Shalom. Serão inaugurados dois Ecopontos: um no Renascença e outro no Cantinho do Céu. Com estes, somam sete os já construídos pela Prefeitura, que tem como objetivo estimular a coleta seletiva e o descarte adequado de resíduos.

Na programação consta ainda, no domingo, 10, edição especial da Feirinha São Luís, a partir das 7h, na Praça Benedito Leite e às 17h, programação para a criançada com o projeto ‘Kids’, na Lagoa da Jansen. Dia 18, passeio náutico pela Baía de São Marcos, com jornalistas e profissionais da web mídia; e dia 20, a partir das 19h, edição especial do Passeio Serenata pelas ruas do Centro Histórico.

Começa nesta sexta-feira (23) o ‘São João de Todos’ nos bairros

Além dos arraiais da Praça Maria Aragão, Vila Palmeira, Ipem e Praça Nauro Machado, que compõem o circuito oficial do ‘São João de Todos’, uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Maranhão, a festança nos terreiros montados em 12 bairros da capital – Bairro de Fátima, João Paulo, João de Deus, Cohajap, Liberdade, Largo de Santo Antônio (Centro), Cohatrac, Anil, Anjo da Guarda, Cidade Operária, Vila Embratel e Vinhais – passam a receber, a partir desta sexta-feira (23) até o dia 29, programação oficial.

Nos bairros, as atrações começam às 18h com grupos de bumba meu boi de todos os sotaques, quadrilhas, danças tradicionais e shows de artistas locais. “Hoje o poder público, tanto municipal, quanto estadual, busca fortalecer a política de fomento à cultura. Desta maneira, a parceria para o ‘São João de Todos’ também tem como base a extensão das programações para as comunidades, descentralizando os arraiais e levando nossa cultura onde a população está”, disse o secretário municipal de cultura, Marlon Botão. Nos arraias que compõem o circuito oficial do ‘São João de Todos’, a programação prossegue até o dia 2 de julho. Nestes locais as apresentações começam às 18h, com seis atrações por noite em cada arraial.

Nesta sexta-feira (23) no arraial do Bairro de Fátima, por exemplo, a programação começa com a batida dos tambores de crioula, seguido pelo Baile de Caixas, dança portuguesa Majestade de Coimbra, do Coroadinho, e ainda grupos de bois e shows. No João Paulo o público poderá apreciar o espetáculo do grupo Gdam, boi Brilho da Amizade, banda Kayambá, entre outras manifestações.