Bem posicionada em pesquisas, Eliziane vira alvo de “fogo amigo”

Não iria demorar para que a deputada Eliziane Gama (PPS) passasse a ser alvo de ataques uma vez que liderou no campo oposicionista todas as pesquisas feitas no ano passado, e, por “coincidência” não divulgaram os dados da pesquisa para o senado Datailha realizada este ano, já que agora é obrigatório o registro da pesquisa.

Bastou o ex-governador Zé Reinaldo Tavares (sem partido) anunciar o rompimento com o governador Flávio Dino para acionar parte da imprensa com ataques à Eliziane. Se fossem fatos políticos e verdadeiros, até seria legítimo. Mas Zé Reinaldo criou uma série de inverdades em uma verdadeira manifestação de desespero. Parece não ter assimilado o fato de seu “peso político” e “cobrança de gratidão” serem insuficientes para alavancar sua pré-candidatura. Também ressente o fato de que em junho do ano passado, a deputada estava prestes a declarar apoio ao ex-governador para o senado, quando começou a reviravolta que a colocou no topo da disputa.

Primeiro espalhou a igreja Assembleia de Deus teria rompido com a deputada. Mentira. A igreja estará unida em torno de uma candidatura majoritária como há muito tempo não se organizava. Em 2016, a Assembleia se dividiu em São Luís entre Eliziane e Edivaldo Holanda Júnior. Desta vez, o próprio prefeito de São Luís dará apoio a Eliziane e unifica a posição dos evangélicos. O líder da igreja, Pastor José Guimarães Coutinho, já declarou o desejo da eleição de uma pessoa da congregação para o senado.

Depois, Zé Reinaldo plantou que Eliziane seria caloteira de taxa de condomínio e contas de luz de um imóvel alugado. Ora, Eliziane mora há muito tempo em casa própria no Araçagy. Toda a classe política sabe disso. Não faz muito sentido que esteja em um imóvel alugado. Se algum parente dela alugou, a dívida não é dela.

O maior malabarismo foi tentar constranger Eliziane por conta da agressão do deputado Cabo Campos, acreditando que ela teria problema em ir contra o seu companheiro de chapa das eleições de 2012. Há muito tempo que Cabo Campos e Eliziane não possuem ligação política. O deputado estadual inclusive apoiou Edivaldo nas eleições para prefeito contra a irmã.

Mesmo não tendo elementos que dispõe a Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa para afirmar com convicção que houve a agressão, Eliziane emitiu nota dura sobre o caso. A deputada afirmou que “acredita na Justiça e que a ação em curso deverá transcorrer obedecendo todos os rigores da lei”.

Eliziane segue firme liderando a corrida para o senado e tendo apenas um jogo de malabarismo para tentar manchar sua imagem.

Força política faz com que Edivaldo seja nome forte para a vaga de vice de Flávio

Ficando ou não no PDT, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior é um nome forte para a vaga de vice na chapa do governador Flávio Dino. Edivaldo ajuda muito Flávio Dino politicamente em São Luís.

Não de hoje, muitos articuladores que cercam o governador pensam no nome de Edivaldo como vice. O prefeito é uma figura leve, de simpatia conhecida e reconhecida até pelos adversários e da geração de políticos que começa a ocupar cada vez mais espaços no estado.

Mas a principal virtude que faz com que o nome do prefeito ganhe corpo para ocupar a vaga é a articulação política. Muito da força política que Flávio teve na capital em 2014 se deu pela articulação de Edivaldo, que conseguiu dividir a Câmara Municipal. Vale lembrar que em 2010, Roseana venceu fácil a eleição em São Luís muito em função de ter o apoio de quase 100% dos vereadores.

Além do trânsito na Ilha, a garantia de partidos para engrossar a chapa do governador. O PEN, por exemplo, é comandado no Maranhão pelo secretário municipal de Articulação Política, Jota Pinto. O PSL, pelo vereador Chico Carvalho, onde Edivaldo pode ajudar a garantir.

Para Edivaldo, não seria tanta perda deixar dois anos de mandato de prefeito com a perspectiva muito grande de se tornar governador. Ainda deixaria alguém da inteira confiança tanto de Edivaldo quanto de Flávio na prefeitura: o comunista Júlio Pinheiro.

Mas muitos pode pensar: Não dá pra Edivaldo ser vice porque o PDT já vai ficar com uma das vagas para o senado com Weverton Rocha. Mas não esqueçam da primeira frase deste texto. Afinal, mudanças partidárias são normais na arrumação do jogo eleitoral.

João Alberto vice de Roseana?

Pelo menos é o que garante o ex-deputado federal Chiquinho Escórcio, um dos principais aliados do Clã Sarney. Escórcio anunciou por meio das redes sociais que o senador João Alberto não irá concorrer mesmo à reeleição e irá para o sacrifício como candidato a vice na chapa de Roseana Sarney.

“João Alberto estará nas eleições de 2018 e formará chapa com Roseana Sarney”. anunciou Escórcio.

Foi a forma que se achou para acomodar o ex-governador e Senador em um momento em que o Clã tenta fechar uma chapa com as forças mais arcaicas do grupo e retornar o Maranhão de antigamente.

Chapa Roseana Sarney governadora, João Alberto vice, Sarney Filho senador 1 e Edison Lobão senador 2 é a cara da oligarquia que desmandou no Maranhão por tanto tempo. Agora é com o povo!

“Serei candidata a senadora na chapa de Flávio Dino”, afirma Eliziane

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) reafirmou seu posicionamento de aliada do governador Flávio Dino e de confiança de que estará na chapa majoritária ao lado do governador.

Estranhamente, apesar de ser de conhecimento público que Eliziane é pré-candidata ao Senado, a pesquisa Vox Populi, divulgada pelo instituto Jacarta, a colocou na pesquisa estimulada como um dos nomes para o governo do Estado, em uma forçação de barra para aumentar os números dos demais candidatos para um possível segundo turno. A colocação de Eliziane serve também para tentar seduzir a popular-socialista para uma candidatura ao governo.

Mas Eliziane demonstrou que tem Norte e está firme no propósito de seu partido e de das correntes que representa: colocar o nome à disposição para o Senado no campo popular-democrático.

“Serei candidata a Senadora na coligação do governador Flávio Dino”, afirmou Eliziane ao Blog, assegurando que o projeto de seu partido e de seu grupo tem foco e não serão desvirtuados.

A pré-candidata apresenta uma opção que agrega no campo feminino, dos evangélicos e de movimentos sociais que atuou, principalmente quando deputada estadual. E segue sendo forte candidata para uma das vagas senatoriais.

Astro de Ogum anuncia que Márcio Jerry será seu candidato a deputado federal

Durante o Encontro estadual do PDT, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR) fez o anúncio oficial que irá apoiar a candidatura de Márcio Jerry a deputado federal. Astro também oficializou seu apoio ao nome de Weverton Rocha para o Senado.

Antes do evento na Batuque Brasil, Astro foi anfitrião num café da manhã, em sua residência do presidente  da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, o ex-ministro e ex-deputado federal Ciro Gomes (PDT), além de um grupo de deputados federais, liderados pelo presidente estadual do PDT, Weverton Rocha,  o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e seu vice, Júlio Pinheiro (PC do B), deputados estaduais e vereadores.

Astro ergueu as mãos de Jerry e cravou: “escolhi o meu próximo candidato a deputado federal”.

Jefferson Portela desiste de candidatura em 2018

O Secretário de Segurança do Estado, Jefferson Portela, anunciou por meio de sua página no Facebook, nesta manhã de quarta-feira (7), que desistiu oficialmente de ser candidato a deputado federal em 2018. Portela não explicou os motivos que o levaram a desistir da disputa, disse apernas que não será candidato na eleição do ano que vem.

Portela surpreendeu ao anunciar que continuará apenas “combatendo o crime  em todas as suas formas”. Ele trabalha a pré-candidatura há mais de um ano.

“Comunico a todos que não serei candidato a quaisquer cargos nas eleições de 2018. Continuarei, como estive nos últimos 19 anos, combatendo o crime em todas as suas formas. Deixo aqui meus agradecimentos aos que manifestaram apoio, mas seguirei com o trabalho na SSP/MA. Que Deus ilumine a quarta feira de todos nós”, declarou.

Andrea diz que Ricardo será candidato a cargo majoritário: “governador ou senador”

A deputada Andrea Murad falou sobre a entrada de Roseana Sarney na disputa pelo governo do estado. A entrada murchou a pré-candidatura do pai, Ricardo Murad, ao governo do Estado. Andrea diz agora que Ricardo pode ser candidato a Senador, mas isto jogaria mais lenha na fogueira dos pré-candidatos do grupo Sarney.

Andrea disse que não existe briga pelo fato de Ricardo se lançar pré-candidato e Roseana também. O que poderia evidenciar uma estratégia de ter muitos candidatos para levar a disputa para o segundo turno. “Muito bom a candidatura da ex-governadora. Ela tem todas as condições de disputar. Quanto mais candidatos, melhor para conseguirmos tirar o governador Flávio Dino do governo. O eleitor tem mais opções de voto”.

Apesar disto, a deputada não mostrou convicção da candidatura do pai ao governo e abriu o leque para ser candidato também a Senador. “Ele será candidato a majoritário. Será candidato a governador ou a senador. Ainda pode ser ao governo, mas quer dizer que ele está rompido com a governadora Roseana. Uma coisa não tem nada a ver com a outra”, sentenciou.

Candidata a federal pelo PRP

Andrea Murad confirmou que será candidata mesmo a deputada federal e disse que aguarda a janela partidária para seguir o pai no PRP. A confirmação aumenta a especulação de que Ricardo pode não seguir a candidatura majoritária como afirma Andrea e ser mesmo candidato a deputado estadual.

Lideranças que apoiam Weverton para o Senado se reúnem em Imperatriz

Weverton tem feito grandes atos de pré-campanha

Lideranças políticas de todo o estado voltam a se reunir no sábado, 23, em Imperatriz em apoio à pré-candidatura do deputado Weverton Rocha ao Senado em 2018. O encontro acontecerá às 16h, na loja maçônica Lauro Tupinambá, no bairro Bacuri.

Em Imperatriz os apoiadores de Weverton se reúnem pela sexta vez. “O movimento tem crescido e todos os dias recebemos a declaração de apoio de novos prefeitos e novas lideranças”, afirma Erlânio Xavier, prefeito de Igarapé Grande e um dos organizadores do encontro.

O primeiro evento aconteceu em dezembro de 2016, em Santa Inês, na casa da prefeita eleita Vianey Bringel, reuniu algumas lideranças e foi a semente de um projeto de reuniões que passaram a acontecer a cada dois meses, em Codó, Barra do Corda, Balsas e Pedreiras, com um número crescente de presenças de deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças locais.

“Estamos em um projeto coletivo de construção de uma pré-candidatura que representa os anseios e as aspirações de todos”, explica Weverton Rocha. “Nosso objetivo é rodar o Maranhão, ouvir as pessoas e, a partir da necessidade de todos, formar um conceito de atuação representativa do nosso estado”, conclui.

Pesquisa da Difusora AM exclui nome de Eliziane para o Senado

Líder em todos os levantamentos que foi incluída, Eliziane é excluída da Escutec

Blog Marrapá – A rádio Difusora AM encomendou pesquisa eleitoral ao Instituto Escutec para analisar o cenário político de governador e senador em 2018. Apesar de liderar todas as pesquisas realizadas para o Senado e confirmar sua pré-candidatura, a deputada Eliziane Gama (PPS) foi ignorada pela emissora de Edinho Lobão (PMDB).

No Senado, os nomes incluídos foram: Sarney Filho (PV), Edison Lobão (PMDB), o próprio Edinho (PMDB), José Reinaldo Tavares (PSB), Waldir Maranhão (PTdoB) e Weverton Rocha (PDT).

Gama hoje é a favorita para ser eleita em 2018, caso seja confirmada como candidata. Além de possuir a menor rejeição e ser prioridade do seu partido (PPS), conta a favor da parlamentar a coerência em seu mandato. Aliada do governador Flávio Dino (PCdoB), está na disputa para integrar a chapa comunista em uma das duas vagas disponíveis ao Senado. Justamente o seu desempenho em pesquisas eleitorais anteriores a credenciaram. Mesmo assim, a Difusora optou por excluir Eliziane.

Para avaliação na disputa ao Palácio dos Leões foram incluídos: Flávio Dino (PCdoB), Roseana Sarney (PMDB) e Roberto Rocha (PSB). Outra mancada da emissora ao não verificar o nome de Mauro Jorge (Podemos), pré-candidata ao governo do Maranhão. A ex-prefeita de Lago da Pedra é nome certo na disputa eleitoral do próximo ano.

Ao ignorar Eliziane e Maura, o levantamento da Difusora perde sentido. Por estratégia ou erro, o fato é que a rádio cometeu enorme equivoco.

Presidente nacional do PPS endossa candidatura de Eliziane ao Senado na chapa de Dino

“É muito cedo. Mas vamos analisar e respeitar as realidades locais”. Assim o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, definiu o posicionamento do partido para as eleições do ano que vem nos estados, inclusive no Maranhão.

Em conversa com o titular do Blog, Freire reforçou que o partido tem posta a pré-candidatura de Eliziane ao Senado, sendo este o projeto no Estado. “Nós estamos esperando decisões do sistema político eleitoral. Mas o que há, é uma candidatura ao Senado, que é da Eliziane Gama”, definiu com segurança.

O presidente foi questionado sobre a aliança com o governador Flávio Dino do PCdoB, já que no âmbito nacional, PPS e PCdoB são ideologicamente distantes. “O partido tem como definição política ouvir muito os seus diretórios estaduais. Nada estranha esta aliança com o governador Flávio Dino porque a gente já o apoiou. Houve o apoio do PPS aí no Maranhão mesmo com a divergência a nível nacional. Isso quem vai decidir é o povo daí [PPS maranhense] e há uma tendência do partido respeitar os estados nas suas definições políticas”, sentenciou.

Assim, Eliziane segue firme como pré-candidata ao Senado, tendo aval da direção nacional da legenda para ser candidata ao lado do governador Flávio Dino.