Sarney Filho será novamente rifado?

Caso esta seja a foto da chapa sarneysta em 2018, será mais um duro golpe em Sarney Filho

O blog do jornalista Marco Deça publicou uma interessante articulação para juntar em uma chapa Roseana Sarney (PMDB), Eduardo Braide (PMN), Maura Jorge (Podemos) e Sebastião Madeira (PSDB). Segundo a publicação, Braide seria candidato a governador, Maura a vice, Roseana e Madeira a Senador.

Como o jornalista tem amplo acesso a fontes do sarneysismo, a articulação parece ter rumo. E de fato, seria interessante em algum sentido para os quatro.

Eduardo Braide é uma incógnita e apostaria no fator “candidato apolítico” na disputa majoritária, mas ainda poderia sofrer do mesmo problema da eleição municipal de São Luís: seu discurso de novidade na política não se sustenta por ser de família de políticos e sempre estar na política. Além do processo que envolve a máfia de Anajatuba. Por outro lado, mesmo que perca a eleição, se credencia como nova liderança a nível estadual e primeiro da fila para 2022.

Será o ministro do Meio Ambiente preterido em uma disputa majoritária mais uma vez?

Para Maura Jorge, seria interessante em caso de vitória da chapa. Mas em uma campanha com ênfase para a dupla, pode ganhar algum destaque que a projete para algo futuro.

Mesmo sem chance alguma de se eleger, Sebastião Madeira finalmente realizaria seu sonho de ser candidato a Senador. A dificuldade será colocar o PSDB nesta chapa. Mas Madeira ainda pode buscar outro partido.

A mais beneficiada seria Roseana. Para muitos, uma candidatura de Roseana ao Senado implicaria em uma vaga reservada e a disputa seria pela outra vaga. A ex-governadora é forte candidata ao Senado. Roseana provavelmente garantiria oito anos de mandato e foro privilegiado (caso o benefício continue).

Mas o grande problema está no Senado. Sarney Filho é hoje o único pré-candidato oficial ao Senado do Clã Sarney, até com boas chances. Nos meios políticos, se fala em disputa acirrada entre Sarney Filho, Weverton Rocha e Zé Reinaldo por duas vagas. Mas parece que a história se repete de Zequinha ser golpeado pela irmã.

Como recordar é viver, vale lembrar que em um acordo entre Zé Reinaldo e José Sarney, Zequinha deveria ser o candidato a governador do Clã em 2006. Mas Roseana não aceitou. Numa reunião com o pai, Roseana gritou e disse que quem tinha voto era ela. Sarney, com medo da filha, disse que a ideia da candidatura de Sarney Filho foi de Zé Reinaldo. E Roseana passou a hostilizar o então governador nos meios de comunicação da família. Este foi o principal motivo do rompimento do então governador com o Clã Sarney. A história foi contada pelo próprio Zé Reinaldo em uma entrevista em 2006.

Mais uma vez, Roseana ensaia puxar o tapete do irmão que tem feito pré-campanha, está bem articulado e pode ter a candidatura tolida dentro de casa.

Primeira-dama de São Luís garante que não será candidata em 2018

Camila Holanda realiza ações sociais da prefeitura

Circula nas redes sociais um boato de que a primeira-dama de São Luís, Camila Holanda, seria candidata a deputada estadual nas eleições de 2018.

A primeira-dama usou as redes sociais para desmentir o boato. Ela afirma que realiza os trabalhos sociais na prefeitura apenas para ajudar o marido. Camila coordena o programa “Todos por São Luís”. “O trabalho que realizo à frente de programas municipais, voluntariamente, tem o intuito tão somente de ajudar a gestão do Edivaldo”.

Camila Holanda garante que segue apoiando a gestão do marido sem interesses eleitorais. “Sempre estive e estarei ao lado do meu marido, cuidando da nossa família e o apoiando em tudo. E faço com muita alegria, muito amor, sem qualquer interesse em disputas eleitorais”.

Tema consegue reunir centenas de lideranças em favor de Zé Reinaldo

O prefeito e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema, reuniu neste último fim de semana na sua residência, na cidade de Tuntum, centenas de lideranças políticas de várias regiões do estado, que declararam apoio irrestrito à pré-candidatura ao Senado do deputado federal José Reinaldo Tavares
(ainda no PSB).

O evento, denominado I Encontro da Gratidão e que lançou oficialmente a pré-candidatura do ex-governador, contou com as participações de prefeitos; ex-prefeitos; deputados estaduais; deputados federais; vereadores; ex-vereadores; secretários estaduais; além de presidentes de partidos, lideranças comunitárias e de movimentos sociais.

O presidente do PCdoB no Maranhão e secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, também destacou a liderança política de Cleomar Tema e a sua capacidade de aglutinar apoios.

Jerry elogiou a trajetória política de José Reinaldo e avaliou que a sua pré-candidatura a Câmara Alta nasce grande porque trata-se de um sentimento municipalista de reconhecimento ao seu trabalho pelo Maranhão.

“O ex-governador Zé Reinaldo dispensa comentários. Possui uma bela trajetória política e de excelentes serviços prestados ao estado e ao seu povo. Também quero salientar a força política do presidente Tema, que vem conduzindo muito bem os destinos da FAMEM”, afirmou.

Os prefeitos destacaram destacaram a liderança de Cleomar Tema e o seu trabalho
como presidente da FAMEM. “Hoje, sem nenhuma dúvida, o Tema é a maior liderança municipalista do Maranhão. O Zé Reinaldo foi um dos melhores govenadores para os
municípios. Portanto, essa parceria entre Tema e Zé Reinaldo é uma união em favor das cidades”, disse o prefeito Juran Carvalho (PP), de Presidente Dutra.

Pré-candidato a federal, Gil Cutrim recebe apoios importantes

O ex-prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (PDT), recebeu nesta última sexta-feira os apoios oficiais do prefeito Erlanio Xavier (PDT – Igarapé Grande); do ex-prefeito Hernando Macedo (PC do B – Dom Pedro); e do vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT); à sua pré-candidatura a deputado federal.

Também participou do encontro o deputado federal, presidente do PDT do Maranhão e pré-candidato ao Senado, Weverton Rocha.

“O Gil, apesar de jovem, é um político muito bem articulado e um gestor público que, ao contrário do que dizem alguns poucos oposicionistas, realizou um bom trabalho em São José de Ribamar, mesmo diante das inúmeras dificuldades financeiras. Tenho certeza que será um parlamentar atuante e que trabalhará, em Brasília, pelos municípios do Maranhão”, afirmou Macedo.

Avaliações semelhantes fizeram Xavier e Rodrigues. De acordo com eles, seus apoios a Cutrim refletem um sentimento que, hoje, reina na população maranhense, que quer uma renovação nos quadros da política do estado.

Gil Cutrim agradeceu os apoios dos três políticos. Ele ratificou o seu compromisso de continuar trabalhando pelo desenvolvimento do estado e de suas cidades.

Cutrim conta, ainda, com os apoios de vários outros gestores municipais e lideranças políticas de regiões diversas do Maranhão.

Flávio defende que Lula inicie imediatamente o debate para formar plano de governo

Flávio Dino faz parte de movimento de governadores que deseja iniciar logo pré-campanha de Lula e montagem do plano de governo

O governador Flávio Dino concedeu entrevista à Rádio Estadão e falou sobre as especulações de que um grupo de governadores estejam articulando o lançamento e a pré-campanha do ex-presidente Lula.

Flávio praticamente confirmou que existe o movimento. O governador se disse contrário às reformas do presidente Michel Temer e acredita que Lula deve de fato iniciar um diálogo sobre outras saídas para a crise fora do contexto de reformas.

“Eu tenho uma posição política conhecida sobre a questão nacional. Acho que esta agenda que vem sendo adotada de reformas não é o caminho para sair da crise econômica. É preciso debater outras alternativas. Por isso eu acho muito importante que o ex-presidente Lula, até pela posição de destaque que ele ocupa nas pesquisas eleitorais, se coloque imediatamente no debate com um programa que possa apresentar outras ideias, para que a gente saia da situação de impasse político”, afirmou.

Para o governador, é necessário mais diálogo e encontrar uma agenda diferente das reformas, e defende de fato que Lula lidere o processo.

Senado: Weverton Rocha tem apoio de vereadores da capital à pré-candidatura

Alguns dos vereadores de maior influência da Câmara Municipal receberam o deputado federal Weverton Rocha (PDT) nesta segunda-feira (13). O presidente da Câmara, Astro de Ogum (PR), o 1º vice-presidente, Osmar Filho (PDT) e o 1º secretário, Honorato Fernandes (PT) se reuniram com Rocha.

O vereador licenciado e presidente da Agência Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes, e o secretário Municipal de Assuntos Parlamentares, Hélio Soares, também participaram da reunião.

Weverton articula grande força política na capital para sua pré-candidatura ao Senado. Com a influência de Astro junto aos demais vereadores, é esperado que um grande grupo se forme em torno do projeto.

A pré-campanha de Weverton pela chapa com Flávio Dino

Weverton em pré-campanha para a chapa PCdoB-PDT junto com membros importantes da ala dinista, como Luciano Leitoa e Edivaldo Holanda Júnior

O deputado federal Weverton Rocha segue percorrendo o Maranhão na pré-campanha para o Senado, levando para o interior a mensagem da chapa Flávio-Weverton para governo e senado. No último domingo (19), o deputado esteve em Codó e próprio governador iria ao evento, mas acabou tendo problemas de última hora e não comparecendo.

O titular do Blog acompanhou o evento e verificou a força do grupo de Flávio e Weverton. Durante sua fala, Weverton fez questão de enfatizar a importância da pré-campanha em prol do seu grupo de renovação da política maranhense.

“Sempre digo que uma candidatura majoritária não nasce de si mesma, é um projeto coletivo. Estou nesse projeto de renovação política do Maranhão, junto com jovens lideranças, como o governador Flavio Dino, de cujo campo político faço parte, e estamos ouvindo lideranças de outros partidos e de todos os municípios. Com a experiência dos que já estão na política e a vontade de fazer dos mais novos vamos fazer um pacto de diálogo é solução dos problemas do Maranhão”, afirmou o pré-candidato ao Senado.

O deputado federal tem não só tem articulado sua candidatura, mas sendo um elo do grupo mais próximo de Flávio com outras forças políticas. O que certamente fortalecerá a chapa Flávio-Weverton em 2018.

Tema declara que seus candidatos ao Senado serão Zé Reinaldo e Weverton

Tema confirmou seu outro Senador: Weverton Rocha

Durante a sua eleição para presidente da Famem, o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB), declarou seu primeiro voto para o senado federal: do deputado federal Zé Reinaldo Tavares (PSB). Tema disse que para o Senado seria Zé Reinaldo e mais um.

Nesta terça-feira (21) em entrevista ao jornalista Djalma Rodrigues, o presidente da Famem anunciou o seu segundo Senador: o deputado federal Weverton Rocha (PDT).

“É do grupo do governador Flávio Dino. Sou um homem de grupo, homem de compromisso e de palavra. Vou votar com o deputado Zé Reinaldo, meu companheiro de longas jornadas e agora decidi pelo apoio ao deputado Weverton Rocha”, confirmou Tema.

Weverton ganha mais um apoio importante, já que Cleomar Tema preside a entidade representativa dos prefeitos.

Márcio Jerry fala sobre sua candidatura a deputado: “nome está no projeto do PCdoB”

O secretario estadual de comunicação e articulação política, Márcio Jerry, concedeu entrevista ao programa Ponto e Vírgula, da Rádio Difusora FM, nesta quinta-feira (26).

O secretário respondeu pela primeira vez e forma mais clara sobre sua pré-candidatura a deputado federal, que já é amplamente comentada nos bastidores. O secretário primeiro fugiu da pergunta “Minha missão fundamental é fazer com que o projeto do PCdoB seja vitorioso em 2018. Com o o governador Flávio Dino sendo reeleito, com dois senadores sendo eleitos, e com uma boa bancada de deputados estaduais e federas”, afirmou.

Mas quando foi questionado com mais  insistência disse que em breve anunciaria, mas praticamente deixou claro que será candidato, inclusive já contando com os votos dos colegas de profissão (Márcio Jerry é jornalista). “Vamos anunciar brevemente isto. O PCdoB tem um projeto eleitoral e incluiu meu nome no projeto eleitoral, mas vamos debater oportunamente e eu vou pedir em off os votos dos meus colegas radialistas e jornalistas”.

Sobre as polêmicas om o senador Roberto Roca no Twitter, Márcio foi minimizou o clima de animosidade, afirmando que Rocha tenta ganhar visibilidade ao polemizar com ele. “O senador tem feito menções desrespeitosas a mim e sequer respondi. Ele tem buscado polemizar, Acho isso uma extrema bobagem”.

Rocha chegou a afirmar no Twitter que se os comunistas administrassem os Lençóis Maranhenses não sobraria nem um grão de areia. Márcio lembrou que o PCdoB participou ativamente da eleição do senador. “É importante lembrar que o PCdoB foi junto com outros partidos importante para a eleição do Senador em 2014. Eu tenho pelos aliados de 2014 o mesmo respeito que tenho no momento presente. Sempre com muita civilidade mesmo que algumas questões sejam colocadas de maneira deselegante e agressiva como fez o senador”.

Waldir Maranhão cola em Flávio Dino na busca da candidatura

Waldir cola como chiclete em Flávio Dino em todos os eventos do governo

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) anda pisando o pé do governador Flávio Dino por onde o chefe do Executivo anda. Waldir insiste que quer ser candidato ao Senado cobrando a fatura do voto contrário ao impeachment da presidente Dilma.

O pepista sabe que Weverton Rocha (PDT) e Zé Reinaldo (PSB) são os favoritos para as candidaturas ao Senado na chapa do governador. Por isso, corre para brigar por uma vaga.

Mas as candidaturas majoritárias são formadas por desejos e articulações de grupo e não por um “projeto de vida” pessoal, como afirmou Waldir. Weverton é hoje o político mais bem articulado para o Senado, tendo construído um arco de alianças até com partidos que não estão oficialmente na base do governo Flávio, como o DEM. Zé Reinaldo parece ser hoje o segundo melhor colocado na disputa, pelo respeito que tem da classe política por sua passagem pelo governo do Estado.

Isso ainda contando que o presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT), por questões de saúde, deve preferir continuar no parlamento estadual.

Waldir, Eliziane Gama (PPS) e Sebastião Madeira (PSDB) não apresentam o aporte político para candidatura ao Senado no momento.