Carcará pagou R$ 90 mil de verba do senado para instituto que colocou Roseana na liderança

A revista Veja revelou de onde vieram os recursos para pagar a Escutec. O PMDB – mais precisamente pelo senador João Alberto – contratou pesquisa do instituto de Fernando Júnior para os cenários de governo e Senado no Maranhão no mês passado.

O senador pagou a Escutec com verba da cota de exercício parlamentar R$ 90 mil. Foram pagos R$ 45 mil para suposta pesquisa qualitativa em São Luís e mais R$ 45 mil para pesquisa qualitativa sem maiores detalhes.

O valor foi pago um mês antes da realização da pesquisa de intenção de votos favorável a Roseana. Caso João Alberto tenha feito mesmo a pesquisa qualitativa para saber o que o povo maranhense acha de sua atuação, era melhor ter deixado para fazer depois de sua atuação para salvar Aécio Neves. O resultado não seria nada satisfatório.

Mas será que a pesquisa foi realmente feita ou o recurso serviu para bancar a flexibilidade do resultado favorável a Roseana Sarney na pesquisa de junho?

Novos procuradores ajudarão na defesa dos recursos públicos de São Luís

A Prefeitura de São Luís empossou esta semana dois novos procuradores Municipais, Adriana Moreira Araújo e Francimar Soares da Silva Júnior, aprovados no concurso público realizado ano passado. Após a posse, dada pelo procurador geral do Município de São Luís, Marcos Braid, na sede órgão, os procuradores foram recebidos pelo prefeito Edivaldo no Palácio de La Ravardière.

“Com a inclusão de novos profissionais no quadro da Procuradoria, buscamos fortalecer ainda mais o importante trabalho desempenhado pelo órgão. Uma Procuradoria forte e bem reestruturada garante uma defesa muito maior do erário público. Há 15 anos que não havia concurso para Procuradoria e nossa determinação em realiza-lo partiu da grande necessidade de aprimoramos ainda mais os serviços tão significativos prestados pela PGM”, afirmou Edivaldo.

O prefeito sinalizou ainda que a expectativa é que até o final da sua gestão sejam chamados os demais aprovados no concurso da PGM, um total de 18 pessoas. Presente à reunião, o procurador geral do Município, Marcos Braid, disse que a Prefeitura está ajustando a capacidade orçamentária e financeira para chamar os demais aprovados no último concurso, para suprir a expressiva demanda de trabalho verificada no órgão. “Teremos profissionais gabaritados que vêm somar com aqueles que atuam na defesa do bem público”, frisou o chefe da PGM.

Marcos Braid destacou que o concurso que aprovou os novos procuradores veio em excelente hora. “Queremos ampliar a defesa do Município, fortalecer a categoria de procuradores municipais e, principalmente, assegurar ao cidadão que o respeito à coisa pública é uma das tônicas da atual gestão”, pontuou o procurador geral.

A nova procuradora do Município empossada nesta terça-feira, Adriana Moreira Araújo, 24 anos, relata a emoção de assumir o cargo tão almejado e se diz disposta a acrescentar com seu trabalho e determinação na defesa do patrimônio público. “Espero somar de forma significativa em defesa do interesse público e contribuir com o município de São Luís”, frisou.

Adolescentes matam outro interno dentro da Funac

Um adolescente que cumpria medida de internação, natural de São Luís, foi encontrado morto, nesta sexta-feira (7), no Centro de Justiça Restaurativa Alto da Esperança, no bairro Alto da Esperança, em São Luís.

A vítima, ao ser encontrada nesta sexta-feira (7), apresentava sinais de estrangulamento. Os outros dois adolescentes, que dividiam o alojamento com a vítima, assumiram a autoria do ato infracional.

A direção da Funac já acionou a Secretaria de Segurança Pública para as devidas providências sobre o ocorrido.

Deputado Edivaldo Holanda destaca importância da obra da Forquilha

Não há como negar os benefícios da obra executada pela parceria Governo do Estado e Prefeitura de São Luís na Forquilha e entorno que acabaram de vez com os engarrafamentos no trecho. Era um problema que pedestres e motoristas, durante anos, pediam por solução urgente.
Inaugurada há uma semana pelo governador Flávio Dino e pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, a obra foi destacada na Assembleia Legislativa, na sessão desta quarta-feira (5) pelo deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC).
Edivaldo Holanda subiu à tribuna para elogiar o resultado do projeto do novo Complexo Viário, que beneficia cerca de 20 bairros do entorno da Forquilha, alcançando os municípios de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.
“Os que fazem oposição ao prefeito não gostaram. Aqueles que fazem, inclusive, diariamente pela internet, covardemente uma campanha surda contra o prefeito e o governador, não gostaram da solução que foi dada na Forquilha com pouco dinheiro”, afirmou o deputado estadual Edivaldo Holanda.
O parlamentar destacou também os benefícios com o conjunto de intervenções realizadas na região, como a fluidez do trânsito, fim dos alagamentos, segurança para pedestres, melhoria da iluminação e nova sinalização horizontal e vertical com o reposicionamento do conjunto semafórico e das faixas de pedestres.
“Por meio da parceria entre o governador Flávio Dino e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, depois de décadas, resolve-se um problema cruciante não somente desta cidade, mas da região metropolitana de São Luís”, pontuou o deputado durante fala na tribuna. Edivaldo Holanda foi enfático e afirmou que a obra encerra problemas históricos de engarrafamento e alagamento em uma das áreas mais problemáticas do trânsito de São Luís.
“O que foi pensado para a Forquilha pelos engenheiros de trânsito do município foi algo inteligente e de custo baixo. Enquanto um viaduto hoje ali custaria R$ 150 milhões, o Governo do Estado, com apoio da Prefeitura, gastaram apenas R$ 9 milhões. Uma economia significativa para os cofres públicos, e o melhor é que se resolveu o problema”, destacou Edivaldo Holanda.

INTERVENÇÃO
O resultado da intervenção, que compreende uma área de 15 mil metros quadrados e beneficia cerca de 20 bairros no entorno já é sentido pela polução. O complexo viário da Forquilha compreende a alteração na MA-201 (Estrada de Ribamar), MA-202 (Estrada da Maioba), Forquilha e Forquilhinha, Avenida Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque. As vias são responsáveis por interligar as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, por onde transitam uma média de 12 mil veículos em horário de pico. O serviço é fruto de mais uma parceria do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís que vem investindo na melhoria da mobilidade urbana com intervenções e reordenamento do tráfego nos principais corredores da cidade.

Ministério Público irá investigar acusações de Beto Castro a Honorato

O chefe do Ministério Público do Maranhão, Luiz Gonzaga Coelho Martins, afirmou ao Blog do Domingos Costa, que irá solicitar da Promotora de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, Moema Figueiredo Viana Pereira Brandão, apuração da denúncia feita pelo vereador Beto Castro (PROS) contra o Honorato Fernandes (PT) no episódio da briga dos dois.

O procurador geral de Justiça disse que “o caso será encaminhado para a promotoria de Probidade que tomará as devidas providências”.

Beto Castro acusou Honorato de lavar dinheiro com emendas e conseguir “R$ 1 milhão e porrada” com um instituto sabe-se-lá como.

João Alberto e Roberto Rocha ajudam a livrar Aécio Neves no Conselho de Ética

O conluio PMDB-PSDB mostrou força no Conselho de Ética do senado. O presidente do Conselho, João Alberto (PMDB-MA) garantiu os votos necessários para a vitória de Aécio Neves (PSDB-MG) e mesmo não precisando votar, afirmou que ele mesmo votaria contra a denúncia. A representação contra Aécio por quebra de decoro parlamentar não foi desarquivada.

A representação de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi arquivada no mês passado pelo presidente do colegiado, João Alberto Souza (PMDB-MA) por “ausência de provas”.

Randolfe, com apoio de cinco senadores, recorreu da decisão por meio do recurso que será avaliado nesta quinta. Se aceito por maioria dos integrantes, o processo seria automaticamente reaberto.

E o pior foi o voto do “socialista”, Roberto Rocha. Votou contra seu partido e a favor de Aécio. O placar da votação abaixo mostra bem de lado está Roberto Rocha.

Ocupantes do “Balança, mas não cai” vão para unidades do programa “Minha Casa, Minha Vida”

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), levou na última terça-feira (4), um grupo de famílias que antes ocupavam o prédio Santa Luzia, o “balança, mas não cai”, no São Francisco, para vistoriar imóveis do programa “Minha Casa, Minha Vida”, para onde serão remanejadas. Após as vistorias, que devem ser concluídas ainda esta semana, pelo menos 12 famílias serão transferidas para as unidades do Vila Maranhão III.

O trabalho de desocupação do prédio Santa Luzia foi planejado pela Semur desde o início deste ano com diálogo aberto e permanente com os ocupantes e população do entorno da construção. “Garantimos todo o amparo socioassistencial que que os moradores necessitavam para que fossem removidos e aguardassem um endereço definitivo”, destaca o secretário Mádison Leonardo Andrade.

O “balança, mas não cai” foi desocupado por ação coordenada pela prefeitura de São Luís, em parceria com o Governo do Estado, em 10 de maio deste ano em atendimento à decisão judicial determinada pela ara de Interesses Difusos e Coletivos, em ação apresentada pelo Ministério Público do Maranhão. O prédio apresenta risco de desabamento e deve ser demolido. Pelo menos 38 famílias ocupavam o prédio e desde então foram remanejados para as casas de acolhida temporária mantidas pela Prefeitura no Vinhais e Centro. Algumas das famílias foram inscritas no programa de Aluguel Social.

Por enquanto, das 38 famílias ocupantes do prédio desocupado, doze apresentaram a documentação exigida para inscrição no programa “Minha Casa, Minha Vida”. Todas as famílias são cadastradas no CadÚnico da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social, Semcas. A documentação está sendo encaminhada à Caixa Econômica Federal que responde pela análise dos casos. A principal exigência, além da documentação pessoal, é a condição de não mutuário ou proprietário de imóveis do pleiteante.

Mateus de Castro Castelo Branco, 18 anos, e Andreza Ketley Ribeiro Sá, 19 anos, tiveram uma filha durante o período em que moravam no prédio. Eles foram os primeiros a chegar ao centro de atendimento ao programa “Minha Casa, Minha Vida”, da Prefeitura de São Luís, no São Francisco. O cadastro no programa está em nome de Mateus. “Com essa casa vamos poder criar nossa filha com mais segurança”, comentou Mateus após vistoriar o imóvel. Além das dependências da unidade habitacional, o futuro morador buscou informações sobre os serviços existentes na redondezas do conjunto residencial.

Neste primeiro momento, as famílias remanejadas para a Vila Maranhão II vão receber a primeira parcela do aluguel social para cobrir despesas com mudanças e mobiliário necessário. As reuniões técnicas coordenadas pela Semcas muito contribuiu para as famílias fossem convencidas da mudança de endereço e providenciassem a documentação necessárias ao ingresso em programas de moradia.

São Marçal: Mais uma falácia de Eduardo Braide e deputados caem

Festa de São Marçal independe de institucionalização: projeto só servirá de propaganda para Braide

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou na terça-feira (4) por unanimidade o Projeto de Lei n° 166/2017, de autoria do deputado Eduardo Braide (PMN), que inclui a Festa de São Marçal no calendário oficial de eventos do Estado do Maranhão. Pura bobagem.

Primeiro que o projeto já deveria ter sido barrado na CCJ porque a festa acontece somente dentro do município de São Luís e quem deveria legislar era a Câmara Municipal.

Depois, não terá utilidade prática. Há alguns anos a história se repete. A associação que produzia a festa de São Marçal ameaça não fazê-lo. Este ano, o governo não cedeu à ameaça e fez, ele mesmo, a festa. Ou seja, independente de governo, de associação, do que for, a festa sempre vai existir.

O deputado aproveitou o período de discussão para lançar o projeto de lei e nenhum deputado se opôs por receio de ser taxado de contra a cultura e a tradição. A tradição não depende de um papel esquecido. A festa é do calendário junino maranhense com ou sem a institucionalização.

Esta lei só serve para que todos os anos o deputado se vanglorie e diga que a festa de São Marçal está acontecendo por sua causa. Pura balela.

Atendendo pleito de Humberto Coutinho, Flávio vai bancar folha da maternidade Caxias

Depois de se reunir com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), de quem recebeu apelo para ajudar a maternidade Carmosina Coutinho, o governador Flávio Dino recebeu, nesta quarta-feira (5), o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, para comunicar  que a Secretaria Estadual de Saúde – SES, repassará, mensalmente, R$ 675 mil para o pagamento dos profissionais médicos que trabalham naquela unidade de saúde.

Desde Janeiro, a Maternidade Carmosina Coutinho tem enfrentado grande dificuldade para manter os serviços médicos que atendem toda a região dos cocais. Sensível ao problema, o presidente da Assembleia, que implantou aquela unidade hospitalar em 2009, tem se reunido com o prefeito de Caxias e o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, e encontraram uma solução que praticamente equaciona o problema. A parte da folha de pagamento dos médicos ficará aos encargos da Secretaria de Saúde e o custeio de manutenção ficará a cargo da prefeitura. Será dividida entre os dois entes federativos a responsabilidade pela manutenção da maternidade.

Na reunião de ontem, Flávio Dino e Humberto Coutinho bateram o martelo na solução negociada e hoje o acordo foi comunicado ao prefeito de Caxias.

“A partir de agora, espero que os problemas deixem de existir, porque o Governo do Estado passará a responder por  50% das despesas da Maternidade, cabendo à prefeitura a outra parte. O acordo  desafogará o caixa municipal, que terá mais recursos para investir nos serviços, medicamentos e bem estar das parturientes que procurarem a unidade hospitalar”, enfatizou Humberto Coutinho.

“Estou muito contente com a solução encontrada pelo deputado Humberto Coutinho, que é médico e profundo conhecedor dos problemas da saúde, especialmente da maternidade Carmosina Coutinho, que construiu e manteve em funcionamento durante a sua gestão na Prefeitura. Espero que a partir de agora, o prefeito Fábio Gentil tenha as condições necessárias para manter o serviço em alto nível como sempre existiu na administração Humberto Coutinho”, disse o governador Flávio Dino.

O repasse dos recursos do Estado à maternidade começam imediatamente após protocolos que estão sendo assinados entre a Secretaria Estadual de Saúde e a Prefeitura de Caxias.

Beto Castro e Honorato trocam ofensas durante sessão da Câmara de São Luís

A discussão foi feia entre os vereadores Beto Castro (PROS) e Honorato Fernandes (PT) durante a sessão desta quarta-feira (5) na Câmara Municipal de São Luís. A sessão teve que ser suspensa, mas mesmo com os microfones desligados os dois continuaram a discussão ríspida.

Primeiro Honorato disse que um dos colegas de parlamento era “rato” e “fuxiqueiro”. Como ficou claro que estava direcionando a ofensa a Beto Castro, o vereador do PROS retrucou dizendo que Honorato fazia da Câmara um balcão de negócios e chamou Honorato para briga e disse que “homem aqui [no plenário] e lá fora.

O clima foi só esquentando com acusação de “lavar dinheiro” com emendas parlamentares” entre outras. A turma do “deixa disso” teve muito trabalho para arrefecer os ânimos.