Flávio Dino já estuda nomes para substituir Secretários/candidatos logo após o Carnaval

Secretário de Estado da Casa Civil Marcelo Tavares é pré candidato ao Parlamento Estadual

Em entrevista exclusiva ao Blog do Clodoaldo, o governador Flávio Dino (PC do B) revelou que já está definindo os nomes dos novos secretários de Estado que deverão ocupar as vagas dos dos titulares de pastas que serão candidatos nas eleições de 2018.

O Governador antecipou que entre 8 ou 10 titulares de pastas ou presidentes de órgãos importantes já anunciaram que serão candidatos nas eleições de outubro.

Foram lembrados pelo Governador como pré-candidatos: o secretário da Casa Civil Marcelo Tavares (PSB); o secretário de Comunicação e Articulação Política Marcio Jerry (PC do B); o secretário de Desenvolvimento Social Neto Evangelista (ainda no PSDB); o secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo (SD); secretário de Trabalho Julião Amin (PDT); secretário de Agricultura e Pesca Marcio Honaiser (PDT); secretário de Agricultura Familiar Adelmo Soares (PC do B); presidente do PROCON Duarte Júnior (PC do B); presidente da Agência Executiva Metropolitana Pedro Lucas Fernandes (PTB).

Vale destacar que Marcelo Tavares, Neto Evangelista, Marcio Honaiser, Adelmo Soares e Duarte Júnior são pré-candidatos ao parlamento estadual. Já Marcio Jerry; Julião Amin; Simplício Araújo e o vereador de São Luís Pedro Lucas Fernandes são pré-candidatos à Câmara Federal.

Ainda de acordo com Flávio Dino, a reforma do Secretariado Estadual acontecerá logo após o período Carnavalesco.

 

Greve: Rodoviários avaliam paralisação por falta de salários nesta quarta (10)

Em nota enviada à imprensa nesta segunda-feira (8), o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão declarou estar avaliando a paralisação das atividades da categoria nesta quarta-feira (10) por falta de pagamento dos salários que lhes são devidos por algumas empresas.

Segundo o Sind. Rodoviários, a categoria está reunida nesta manhã para levantar quais empresas estão com os salários atrasados e outros benefícios.

“Logo após as festividades de Ano Novo, muitos associados procuraram o Sindicato dos Rodoviários, para denunciar as condições, em que estavam sendo obrigados a trabalhar. Sem receber os salários, benefícios como o ticket alimentação e em alguns casos, nem mesmo o décimo terceiro foi depositado nas contas dos funcionários, o que configura uma irregularidade. Tem situações em que o associado não está conseguindo nem se consultar através do plano de saúde, por falta de pagamento”, diz a nota assinada por Isaias Castelo Branco, presidente do Sind. Rodoviários.

Esta segunda conta como quinto dia útil do mês, o dia final de realização de pagamentos do setor privado sem atraso, conforme convenção coletiva de trabalho na grande maioria das categorias de trabalhadores, incluindo os rodoviários.

Segundo Isaías, apenas os ônibus das empresas que não honrarem os pagamentos de salários e outros benefícios serão paralisados na quarta-feira (10).

Governo promove mais de 600 policiais militares nesta segunda (08/01)

A Polícia Militar do Maranhão realiza solenidade de promoção de mais de 600 oficiais e praças nesta segunda-feira (8). O evento acontecerá às 17h30 no Quartel do Comando Geral, no Calhau, em São Luís, e contará com a presença de autoridades civis e militares.

O acesso à hierarquia militar é seletivo, gradual e sucessivo, sendo a promoção um ato administrativo que tem como finalidade básica a seleção dos militares para o exercício de funções pertinentes ao grau hierárquico superior. Desta forma, a formatura oficializa as promoções de oficiais e praças a novos postos e graduações em suas carreiras.

Nesta solenidade serão promovidos 495 praças, nas graduações de cabo, sargento e subtenente. Além destes, serão promovidos 107 oficiais da corporação, nos postos de 1º tenente, capitão, tenente coronel e coronel, este último o mais alto posto da corporação.

A valorização do policial militar é uma importante política do Governo Flávio Dino, que em três anos de gestão já promoveu 7.974 policiais militares e bombeiros.

 

Sucesso Total: Feirinha São Luís une economia criativa e Carnaval na primeira edição de 2018

Agência São Luís

Tendo como um de seus objetivos ser mais um canal de escoamento da produção agrícola local, a Feirinha São Luís agrega ainda outros atrativos como gastronomia e artesanato, além da programação cultural que em 2018 chegou em ritmo de Carnaval. Na edição deste domingo (7), a programação cultural foi recheada de atrações carnavalescas como Bicho Terra, Gabriel Melônio, bloco Fuzileiros da Fuzarca e a Escola de Samba Marambaia. Uma realização da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), a iniciativa ocorre sempre aos domingos, de 7h às 15h, na Praça Benedito Leite.

“Daremos continuidade em 2018 a este que é um programa exitoso da nossa gestão e que se consolidou por ser uma ação importante de reocupação do centro, de fortalecimento da agricultura familiar e de incentivo à economia criativa e valorização das manifestações culturais. Hoje á Feirinha é um espaço de comercialização de produtos agrícolas e de lazer para famílias ludovicenses e para turistas”, disse o prefeito Edivaldo.

A presença dos grupos culturais é mais um atrativo para quem visita a Feirinha. Até o Carnaval os domingos na Feirinha serão no ritmo momesco. “Vamos manter a ideia de edições temáticas ao longo desse novo ano, trazendo sempre inovação para chamar o público, como nas edições anteriores. Durante esse período de folia, as atrações carnavalescas maranhenses que são fortes e diversas serão evidenciadas na Feirinha”, disse o secretário.

A turismóloga Raphaela Dias é frequentadora assídua da Feirinha São Luís. “Movimenta o turismo na cidade, pois apresenta em um só espaço artesanato, gastronomia e cultura. E durante o período carnavalesco, podemos mostrar toda diversidade cultural única do Maranhão”, destacou ela.

A Feirinha São Luís iniciou em junho de 2017 e conquistou o público ao longo de 30 edições. Apenas no primeiro ano, movimentou, em média, 15 toneladas de produtos e subprodutos da agricultura local.

Além do carro chefe da feirinha, que tem foco na venda dos produtos da agricultura familiar produzidos na capital, a gastronomia é outro ponto forte e, a cada edição, um novo comandante na Barraca do Chef traz diversas delícias. Dessa vez, a convidada foi Eline Mendonça, do restaurante Tempero da Nega, especializado em comida típica regional.

O jovem empreendedor José de Ribamar Miranda ainda está na universidade cursando ciências biológicas e viu na feirinha uma oportunidade para ganhar uma renda também aos domingos. “Desde a primeira vez que nós da Sonho Gelado – Dindin Gourmet vimos o projeto, nos apaixonamos pela ideia, e procuramos integrar o time de pessoas que utilizam o espaço para movimentar a economia. Daí em diante não paramos mais e pretendemos continuar pois é prazeroso, unimos o trabalho com a diversão em um só lugar”, explicou o empreendedor.

José de Ribamar Miranda, do Sonho Gelado – Dindin Gourmet

A Feirinha São Luís reúne 29 barracas para venda de produtos oriundos da agricultura familiar, 30 destinadas ao artesanato, 22 para alimentação e ainda 12 food trucks. Quem vai à Feirinha pode adquirir produtos agroecológicos diretamente dos produtores.

Concursos públicos para o Governo do Maranhão começam 2018 com 1.300 vagas

Dois concursos públicos do Governo do Maranhão estão com inscrições abertas e outros dois começam a receber os inscritos nos próximos dias.

Emserh

O certame que tem mais vagas é na Saúde. São mil postos de trabalho na Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). As inscrições vão até as 23h59 do dia 9 de janeiro de 2018, por meio do endereço eletrônico da instituição organizadora (www.institutoaocp.org.br).

A taxa é de R$ 80 para nível médio e técnico e R$ 120 para nível superior. Os salários variam de R$ 1.000 até R$ 7.425,31.

Os editais podem ser vistos aqui: http://www.institutoaocp.org.br/concurso.jsp?id=180

Detran

As inscrições para o concurso do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) vão até 14:00 de 18 de janeiro de 2018. O candidato interessado deve preencher um cadastro e fazer a inscrição online no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br).

O concurso é para preencher 170 novas vagas, sendo 168 para assistente de trânsito e duas para analista de trânsito. Na ficha de inscrição, o candidato escolhe o cargo que quer concorrer. Os salários para os cargos a serem preenchidos com o concurso do Detran-MA variam de R$ 1.400,00 a R$ 4.400,00.

O valor da inscrição é R$ 90,00 para assistente de trânsito (nível médio ou técnico), e R$ 140,00 para o cargo de analista de trânsito (nível superior completo).

Veja o edital aqui: http://www.concursosfcc.com.br/concursos/detma117/index.html

Aged

São 100 vagas disponíveis no concurso da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), para os níveis superior e médio, com salários iniciais variando de R$ 1.400 a R$ 4.400 para os cargos de Fiscal Estadual Agropecuário, voltados para área de medicina veterinária, engenharia florestal e engenharia agronôma para os cargos de Técnico de Fiscalização Agropecuária ou Agronegócios e Auxiliar de Fiscalização Agropecuária.

As inscrições serão realizadas, exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, no período de 08 de Janeiro de 2018 a 09 de Fevereiro de 2018, com inscrições no valor de R$ 140 para nível superior e, R$ 90 para nível médio.

Veja o edital: http://www.concursosfcc.com.br/concursos/agedm116/edital_de_abertura_versao_4_21_12_aged.pdf

Segep

As inscrições para o concurso da Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep) serão realizadas, exclusivamente, via Internet, no período das 10h do dia 15 de janeiro de 2018 às 14h do dia 23 de fevereiro de 2018 (horário oficial de Brasília). Os interessados deverão se inscrever no site da Fundação Carlos Chagas (FCC), no endereço eletrônico: www.concursosfcc.com.br.

São disponibilizadas 30 vagas, no total, para provimento dos cargos de Analista Executivo (Especialidades: Administrador, Analista de Recursos Humanos, Assistente Social, Contador, Engenheiro Civil e Programador de Sistemas); Analista Previdenciário com formação em Direito (Áreas de atuação: Administrativa Previdenciária, Atuarial e Contábil e Financeira e Contábil); Perito Médico e Técnico Previdenciário.

A taxa de inscrição será de R$ 140,00 para cargo de nível superior e R$ 90,00 para nível médio. As remunerações vão de R$ 9.600,00 a R$ 1.750,00.

Veja o edital: http://www.concursosfcc.com.br/concursos/segep117/edital_de_abertura_versao2_21_12_segep.pdf

Para “O Globo”, Sarney é a influência mais forte do Governo Temer e tem poder para nomear titulares de ministérios, estatais, agências…

O Globo com edição – matéria de 07/01/2018

BRASIL – BRASÍLIA -BSB – 25/07/2017 – O Presidente Michel Temer ao lado do ex presidente José Sarney, participa de Cerimônia de Posse do Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão no Palácio do Planalto. FOTO ANDRE COELHO / Agencia O Globo – André Coelho / Agência O Globo

BRASÍLIA – No dia 17 de maio, quando a República balançou com a divulgação de gravações do empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer quase caiu, um endereço de Brasília disputou com o Palácio do Jaburu a romaria de autoridades, ministros e políticos candidatos a um eventual mandato-tampão. Eles buscavam conselhos e apoio para o day after na mansão do ex-presidente e ex-senador José Sarney, estrategicamente localizada na península dos ministros, ao lado das residências oficiais da Câmara e do Senado.

Pai do ministro do Meio Ambiente, Zequinha Sarney, com 56 anos de vida pública encerrados em 2015, o político maranhense transitou pelo regime militar e por todos os governos como uma espécie de oráculo. Hoje, mesmo sem mandato, mantém, aos 87 anos, força comparável a quando era o todo-poderoso do Senado: dá pitaco nas grandes questões nacionais e veta ou apoia indicação de ministros ou ocupantes de outros cargos estratégicos, como ministros de tribunais superiores e até o comando da Polícia Federal.

Para boa parte dos cotados a cargos em ministérios, diretorias de agências reguladoras, tribunais superiores, de contas, um dos primeiros caminhos é bater à porta de Sarney.

O caso recente e rumoroso foi o veto à indicação do deputado maranhense Pedro Fernandes (PTB) para o Ministério do Trabalho, por ele ser ligado ao grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), maior adversário do clã Sarney hoje. Outra demonstração de poder foi o apoio à nomeação do atual diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia. Segundo aliados, o ex-presidente não entra em questões que considera irrelevantes.

Como aposentado, Sarney tem três prioridades em sua agenda nada tranquila: a política, a literatura e os cuidados com a saúde da mulher, dona Marli. Pela manhã ou à noite, na mansão, Sarney recebe autoridades, como os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), ministros do governo e chefes de outros poderes. À tarde, no escritório de quatro salas num shopping no centro de Brasília, que chama de instituto, a romaria é de prefeitos, deputados e candidatos a qualquer cargo que fazem fila para buscar conselhos e apoio de Sarney em pendências na Esplanada.

– Tenho rotina de aposentado: hidroginástica e caminhada em dias alternados pela manhã. À tarde, das 15h às 19h, no instituto, recebo não autoridades, mas amigos, pois, na vida inteira, nunca gostei de fazer inimigos. Por isso, capim não cresceu em minha porta. Tenho, como o melhor coisa da vida, o gosto da convivência – explica Sarney.

No dia da quase queda de Temer, foram a Sarney, por exemplo, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), naquele momento um dos nomes cotados para uma eleição indireta pelo Congresso para um mandato-tampão no Planalto. Também foi se aconselhar sobre o que fazer e que regras adotar, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, então responsável pelos caminhos a seguir em caso de renúncia de Temer.

– Eu seria o responsável pela sucessão se Temer renunciasse e teria que definir as regras. Fui lá e disse: queria ouvir do senhor o que acha. Se você tem uma angústia, naturalmente procura alguém mais experiente, vai lá, bota para fora, ele ouve, pondera e faz uma análise do que você colocou sem trazer seus sentimentos pessoais – diz Eunício, que, uma vez por semana, também recebe o político maranhense na residência oficial para uma taça de vinho e conversas sobre a conjuntura.

– Tasso e Eunício são meus velhos amigos. Não foram à minha casa pedir aconselhamento. A pauta de nossas conversas é a que nos dá os jornais diariamente. Sobre atualidades e notícias – conta Sarney.

Já Rodrigo Maia foi levado pela primeira vez à casa de Sarney pelo deputado Heráclito Fortes (PSB-PI), que estreitou os laços com o ex-presidente no Senado. Heráclito foi solidário com Sarney no escândalo dos chamados atos secretos que encobriram contratações irregulares de parentes e concessão de benefícios indevidos para senadores e dirigentes do Senado.

Sarney gosta de parecer poderoso. No caso da indicação de Segóvia, por exemplo, toda a mídia destacou seu apoio ao novo chefe da PF. Como no caso do veto ao deputado Pedro Fernandes para o Ministério do Trabalho, ele sempre nega, mas, para os próximos, admite que gosta. No dia seguinte à indicação de Segovia, numa conversa com um dos amigos que o visitaram no instituto, Sarney disse:

– Segovia tocou o processo contra Roseana e não fez nada indevido. Não fui eu que indiquei, mas se me perguntarem se eu gostei… Gostei.

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, lamenta que a eventual interferência de Sarney tenha tirado do estado a possibilidade de ter um ministro. Ele acusa Sarney e seu grupo de ter um único objetivo: não deixar o governo de Flávio Dino dar certo e colocar a filha, Roseana, de volta ao Palácio dos Leões. Além de Roseana governadora, o projeto é reeleger os senadores João Alberto (PMDB-MA) e Edison Lobão (PMDB-MA).

Além de indicar e vetar nomeação de autoridades, Sarney e seu grupo são acusados de boicotar o projeto de privatização da Eletrobras, feudo de senadores do Norte, como o líder do governo Romero Jucá (PMDB-RR) e o senador Eduardo Braga (PMDB-AM). Esse grupo controla as distribuidoras da Eletronorte no Norte e Nordeste e agora Sarney e Lobão articulam a indicação de André Pepitone para a Aneel.

– Não sou contra a privatização do setor elétrico. Acho que não pode ser feita atingindo empresas que fazem parte da soberania e interesse nacionais. Mas, em geral, o estado é um péssimo administrador – defende-se Sarney.

Prefeito Edivaldo entregará mais um Ecoponto

 

Já está em fase final a construção do Ecoponto no bairro São Francisco, o 9º a ser entregue pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Desde o primeiro mandato o pedetista vem transformando a limpeza urbana de São Luís, unindo coleta eficiente, eliminação de pontos de descarte e conscientização da população.

O novo Ecoponto está sendo construído na Avenida Ferreira Gullar e atenderá principalmente à demanda dos bairros Ilhinha e São Francisco, acabando com pontos conhecidos pelo descarte irregular de resíduos sólidos da região, beneficiando cerca de 20 mil moradores da área.

Os Ecopontos foram criados na gestão Edivaldo e, por meio desses equipamentos, 10 mil toneladas ganharam a destinação adequada, de maio de 2016 a dezembro de 2017. O prefeito já entregou Ecopontos nos bairros Parque Amazonas, Angelim, Bequimão, Habitacional Turu, Jardim América, Jardim Renascença, Residencial Esperança e Cidade Operária.

Esses equipamentos da Prefeitura de São Luís estão deixando a cidade mais bonita e melhorando a vida dos moradores, além de contribuem para a diminuição dos criadouros do mosquito Aedes aegypti e, por consequência, das doenças causadas pelo inseto, como zika vírus, chikungunya e dengue.

“Estamos tendo grandes avanços na limpeza urbana de São Luís e, sem dúvida, os Ecopontos são um dos protagonistas desse novo momento que a cidade está vivendo. O impacto tem sido muito positivo em todas as esferas envolvidas: moradores, catadores, carroceiros e toda a cadeia de reciclagem. Vamos continuar trabalhando para garantir cada vez mais qualidade de vida, desenvolvimento sustentável e geração de emprego e renda”, afirma o prefeito Edivaldo.

As intervenções feitas na limpeza urbana colocam São Luís como pioneira no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS – (Lei nº 12.303/2010), um gargalo nas grandes cidades e que, em São Luís, era motivo de grande preocupação em gestões anteriores a de Edivaldo. Agora, a tendência é seguir avançando e deixando a cidade cada vez mais limpa.

Localização dos Ecopontos
– Ecoponto Parque Amazonas
Avenida dos Africanos, s/nº, Bairro de Fátima, entrada do Parque Amazonas;

– Ecoponto Angelim
Rua 27, s/nº (antes do Makro, próximo ao Restaurante Chico Noca);

– Ecoponto Bequimão
Avenida 1, s/nº, Bequimão, ao lado do CRAS

– Ecoponto Habitacional Turu
Travessa G, s/nº, Habitacional Turu, próximo ao antigo Mateus Supermercados

– Ecoponto Jardim América
Avenida 03, s/nº, Jardim América, ao lado da União de Moradores

– Ecoponto Jardim Renascença
Rua Netuno, próximo à Paróquia de São Paulo Apóstolo

– Ecoponto Residencial Esperança
Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança

– Ecoponto Cidade Operária
Avenida Este 203, s/nº, Cidade Operária, próximo ao Campo do Real

Que materiais são recebidos nos Ecopontos?
ELETRÔNICOS: televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
ENTULHO: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
MADEIRAS: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
ÓLEO DE COZINHA: até 5 litros
PNEUS: até 4 unidades
PODAS DE ÁRVORE E RESTO DE CAPINA: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
RECICLÁVEIS: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
VOLUMOSOS: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)
*Quantidades por pessoa/dia

Que materiais os Ecopontos não recebem?
Lixo doméstico
Animais mortos
Resíduos hospitalares
Resíduos perigosos/contaminados: pilhas, baterias, lâmpadas, cartuchos/tonner etc

Qual o horário de funcionamento dos Ecopontos?
Segunda-feira a Sábado, das 7h às 19h

IEMA divulga período de matrícula e rematrícula de alunos para unidades plenas

O Instituto de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) divulgou os períodos de matrícula e rematrícula de alunos para unidades plenas em funcionamento nos municípios de Axixá, Bacabeira, São Luís, Coroatá, Pindaré-Mirim, São José de Ribamar e Timon. As matrículas serão realizadas entre os dias de 8 a 12, e as rematrículas, de 15 a 19 de janeiro.

Nas unidades plenas que serão inauguradas este ano, nas cidades de Brejo, Cururupu, Matões/Parnarama, Presidente Dutra, Santa Inês e São Luís/Itaqui-Bacanga, as inscrições estão abertas até este sábado (6) e o resultado será divulgado no dia 12 de janeiro. Entre os dias 22 a 26 de janeiro poderão ser efetuadas as matrículas.

O reitor do IEMA, Jhonatan Almada, disse que o período de matrícula e rematrícula é um momento especial para o Instituto. “Este é um período em que materializamos o ingresso ou continuidade dos estudantes dentro do modelo pedagógico do IEMA. As equipes têm toda a atenção para cumprir as regras do edital e garantir a política pública que nós estabelecemos ao priorizar os alunos egressos da rede pública de ensino”.

Para as matrículas nas unidades plenas em funcionamento, os documentos necessários são certificado de conclusão do ensino fundamental (original e cópia) ou declaração original de conclusão do ensino fundamental, com data a partir de janeiro de 2018; histórico escolar (original e cópia); certidão de nascimento (original e cópia); documento de identidade (original e cópia); CPF (original e cópia); duas fotografias 3×4 iguais, de frente e recentes; e comprovante de residência.

Pede-se, também, laudo médico em caso de estudante com deficiência, emitido nos últimos 12 meses, comprovando a natureza da deficiência e atestando a especificidade, grau ou nível da deficiência, em conformidade com as definições da Organização Mundial de Saúde (OMS) observado o disposto no § 1º, do Art. 5º do Decreto 5.296/2004.

Caso fique alguma pendência de documento, o responsável pelo estudante deverá assinar termo em que se compromete a sanar a pendência no período de seis meses.

Em relação à rematrícula é necessário que o estudante apresente os documentos pendentes no ato da matrícula. Caso o aluno seja menor de idade, ele só poderá fazer a rematrícula com o responsável.

Para as unidades que irão inaugurar em 2018, no ato da matrícula, o candidato deverá apresentar os documentos de acordo com a vaga selecionada. Os classificados nas vagas para ampla concorrência, certificado de conclusão do ensino fundamental (original e cópia) ou declaração original de conclusão do ensino fundamental, com data a partir de janeiro de 2017; histórico escolar (original e cópia); certidão de nascimento (original e cópia), documento de identidade (original e cópia); CPF (original e cópia); duas fotografias 3×4 iguais, de frente e recentes; e comprovante de residência.

Para os classificados nas vagas para egressos de escolas públicas, os documentos são certificado de conclusão do ensino fundamental (original e cópia) ou declaração original de conclusão do ensino fundamental, com data a partir de janeiro de 2017, os quais comprovem a conclusão do ensino fundamental na rede pública; certidão de nascimento (original e cópia); documento de identidade (original e cópia); CPF; duas fotografias 3×4 iguais, de frente e recentes; e comprovante de residência.

Aos classificados nas vagas para as pessoas com deficiência, pede-se certificado de conclusão do ensino fundamental (original e cópia) ou declaração original de conclusão do ensino fundamental, com data a partir de janeiro de 2017; histórico escolar (original e cópia); certidão de nascimento (original e cópia); documento de identidade (original e cópia); CPF (original e cópia); duas fotografias 3×4 iguais, de frente e recentes; comprovante de residência; laudo médico, emitido nos últimos doze meses, comprovando a natureza da deficiência, atestando a especificidade, grau ou nível da deficiência, em conformidade com as definições da Organização Mundial de Saúde (OMS) observado o disposto no § 1º, do Art. 5º do Decreto 5.296/2004.

As dúvidas envolvendo matrículas podem ser resolvidas com o coordenador de Controle Acadêmico, Prof. Nélio Augusto, pelo fone (98) 99164-3155.

Vingança de Sarney faz com que filha de Roberto Jeferson vire ministra do Trabalho e condenado por exploração sexual vire deputado federal

Com informações do G1

 

O veto do ex-presidente José Sarney ao nome do deputado federal Pedro Fernandes ao Ministério do Trabalho ganha desdobramentos terríveis.

Como Pedro Fernandes não aceitou ceder as pressões para apoiar a candidatura de Roseana Sarney e abandonar a aliança com o governador Flávio Dino, o parlamentar acabou tendo seu nome vetado a pedido de José Sarney.

A nova ministra do Trabalho, nomeada por Michel Temer, Cristiane Brasil (PTB), foi condenada em 2016 a pagar uma dívida trabalhista de R$ 60,4 mil a um motorista que prestava serviços para ela e para sua família, conforme decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1) confirmada em segunda instância.

Segundo informações do TRT, o mérito do caso já foi julgado e a parlamentar só pode recorrer ao TST sobre o valor da indenização. O valor, portanto, ainda pode ser alterado.

De acordo com sentença de julho de 2017, a dívida de R$ 60 mil foi abatida com penhoras e era, àquela época, de R$ 52 mil. Até outubro do ano passado, Cristiane não havia comprovado o pagamento integral, conforme consta no processo.

Vale lembrar que Cristiane Brasil é filha de Roberto Jefferson, personagem símbolo do mensalão, e também é citada na delação da Odebrecht.

Para piorar a situação, com a saída da nova Ministra da Câmara Federal, quem assume é Nelson Nahin (PSD-RJ), condenado à prisão por exploração sexual de menores de idade e irmão do ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ).

Como deu para entender, essa nova “malvadeza” vingativa do oligarca de Curupu provocou mais um estrago no plano nacional e aumentou o desgaste, do golpista Michel Temer.