Josimar de Maranhãozinho será investigado por possível fraude eleitoral

Este é mais um capítulo da briga entre o deputado federal Aluísio Mendes (Podemos) e o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR). Os dois têm travado batalha pela concorrência em algumas cidades que dividem bases. Aluísio entrou com pedido de investigação no Ministério Público Eleitoral e a denúncia foi feita à Justiça Eleitoral.

Segundo a denúncia, Josimar teria utilizado documentos falsos na eleição. O juiz eleitoral Eduardo Moreira, do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, deferiu pedido da Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão e determinou que a Polícia Federal abra um inquérito para apurar os fatos.

Aluísio Mendes também não merece investigação?

Logicamente que Josimar de Maranhãozinho deve ser investigado, até porque não é de hoje que se comenta nos bastidores abuso de poder econômico do deputado. Mas já que chumbo trocado não dói, o Moral da BR também poderia pedir investigação de seu desafeto.

O deputado federal Aluísio Mendes foi secretário de segurança pública do estado por quase todo o último mandato de Roseana e ainda deixou pessoa de sua confiança quando saiu. A secretaria era a mais criticada do governo e sendo a pior secretaria para os maranhenses, o que levou a população a eleger Aluísio?

Mendes já foi alvo de um pedido de prisão por arapongagem na operação Faktor (ex-Boi Barrica), mas o pedido foi negado pela Justiça Federal (relembre). Os policiais e o Ministério Público Federal suspeitaram que Aluísio aproveitara seus contatos na PF para repassar informações sigilosas a Fernando Sarney, filho do senador, que estava sendo investigado por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

O deputado do Podemos também votou a favor da urgência da anistia do caixa 2. O homem que mais entende de grampo no Maranhão só foi incomodado na eleição por uma propaganda irregular em um outdoor e pagou multa. Bem que poderia se investigar um pouco mais.

Política maranhense em notas

Cara de pau de Hildo Rocha

O deputado federal Hildo Rocha participou de audiência na Assembleia Legislativa sobre a reforma política. Entre os temas defendidos por Rocha, chamou atenção o fato de defender a desincompatibilização de candidatos com um ano de antecedência. Ora, depois que se beneficiou demais sendo secretário seis meses antes das eleições em uma secretaria que fez convênios “a rodo” com prefeituras para elegê-lo, Hildo agora quer barrar a possibilidade dos outros ficarem nos cargos pelo mesmo período que ele teve e aproveitou muito bem.

Pouco efeito prático

Claro que todo sempre é bom, mas a formação de comissão na Assembleia Legislativa e a discussão na esfera estadual sobre a reforma política pesa muito pouco. Estiveram presentes na audiência pública quatro deputados federais dos 18 da bancada do Maranhão. Todos tiveram discursos com pontos de vista muito bem definidos e tudo que foi discutido dificilmente entrará na reforma.

Aluísio em meio a dinistas

O deputado federal Aluísio Mendes está meio perdido (ou não). Neste final de semana participou do evento e declarou apoio à pré-candidatura de Zé Reinaldo ao Senado. Aluísio não irá apoiar Sarney Filho ou Roseana Sarney (um dos dois será candidato ao Senado pelo Clã)? Ou Aluísio já foi liberado para apoiar o candidato sarneysta e quem quiser pela segunda vaga. O ex-secretário de Roseana disse que Zé Reinaldo “transcende as divergências políticas”. Mas foi curioso ver Aluísio ao lado de Márcio Jerry. Claro que o secretário de Comunicação e Articulação Política não poderia ter faltado ao encontro. Além de significar o apoio do governador a Zé Reinaldo, Márcio tem o apoio de Cleomar Tema para sua candidatura a deputado federal. Com Aluísio rondando por lá, não poderia deixar espaço desocupado.

Maura tenta mostrar o mínimo de competitividade

Por falar em Aluísio, o deputado e seu PTN têm tentado dar alguma visibilidade à ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, que não tem nem votos dentro da família e dar alguma esperança de que ela tem alguma competitividade na corrida eleitoral. Maura Jorge busca alguma pontuação em pesquisas que façam alguns partidos e/ou lideranças levarem minimamente a sério sua candidatura  governadora. Para além de posts de Blogs aliados, Maura Jorge ainda não aparece como opção de nenhuma liderança.

PSDB, DEM, PT, PDT, PSB e PCdoB e vagas majoritárias

A condução de Carlos Brandão ao comando do PSDB recolocou os tucanos em proximidade com o projeto de reeleição do governador Flávio Dino. E a aliança faz com a articulação pela formação da chapa majoritária de Flávio seja bem feita para evitar mágoas e rupturas. São seis partidos grandes para quatro vagas majoritárias (governador, vice e duas de senador). Isto levando em consideração que o DEM está muito próximo de oficializar aliança. Zé Reinaldo deve se filiar ao seu ex-partido. Agora é muita saliva para organizar estas legendas e formar a chapa.

Aluísio Mendes esteve no local do confronto entre índios e agricultores minutos antes

Fontes do blog confirmam a versão de que o deputado federal Aluísio Mendes foi um dos incentivadores da violência ocorrida entre agricultores e indígenas no povoado de Baías, em Viana. De acordo com a fonte, o parlamentar, acompanhado de dois policiais federais à paisana, esteve na propriedade tentando dialogar com os indígenas antes do conflito.

Com a negativa dos Gamelas em deixar o território, Aluísio Mendes então teria incentivado os agricultores a exercer seu direito civil – por não ter, por parte das autoridades federais, resposta sobre a situação – e partir para a violência para retomar o que era deles.

O confronto deixou cinco gamelas e dois agricultores feridos e por pouco não se transformou em uma tragédia.

A informação é a mesma dada por uma indígena o vídeo abaixo. De acordo com ela, foi o deputado Aluísio Mendes quem criou essa situação de conflito. “Ele disse que já que Polícia Militar, Federal, ninguém resolvia, eles iam resolver. E desceu e saiu na frente e o povo tudo atrás”, relatou ela.

A Gamela disse ainda que, após descer do palanque onde insuflava os agricultores, para o confronto, o povo o seguiu. “Ele desceu, saiu na frente e o povo tudo atrás. Quem ia de carro, ia, começaram a agarrar uma arma dentro de uma D-20. E aí foi que aconteceu tudo isso”, explicou a índia.

O encontro de informações coloca o deputado Aluísio Mendes ainda mais no centro da confusão ocorrida em Viana.

Saiba quem são os dois principais personagens do conflito entre agricultores e índios

O conflito entre pequenos e médios agricultores de povoados de Viana e índios Gamela possuem dois artífices principais que incitaram o confronto: o deputado federal Aluísio Mendes – do lado dos proprietários de terra – e o Padre Inaldo, que, inclusive foi um dos feridos no confronto, ao lado dos indígenas.

Atrás de votos para a eleição do próximo ano, Aluísio Mendes resolveu comprar a briga dos proprietários de terras e foi visto em ato no Povoado Santeiro incitando os proprietários a retomar na força a posse das terras. O discurso inflamado do ex-secretário de Segurança do governo Roseana Sarney encorajou os agricultores a entrar em confronto com os indígenas.

Já do lado dos Gamelas, o padre Inaldo foi um dos líderes da invasão de propriedades no povoado Bahias, com o discurso de que elas pertencem, historicamente, a eles. Há um ano e meio, o padre é um dos incentivadores dos indígenas a reaver as terras que são deles por direito desde a concessão feita no tempo do império.

O interesse dos dois se chocou neste domingo e culminou em um confronto que resultou em sete feridos.

Aluísio Mendes sobre Japonês da PF: “exemplo para todo país”

Quando recebeu o “Japonês da Federal” na Câmara, o deputado maranhense Aluísio Mendes afirmou que o agente Newton Ishii é “exemplo não só para a Polícia Federal, mas para todo o país”. Além de Aluísio, como pode ser visto no vídeo, o herói posou com os deputados sorridentes da família Bolsonaro. O “Japonês” foi preso em Curitiba após ser condenado por contrabando.

Política maranhense em notas

Aluísio consegue reviravolta na Codevasf

aluisiocelsoO deputado federal Aluísio Mendes (PTN) moveu céus e terras e conseguiu reverter a nomeação do aliado de Wladir Maranhão da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e manter seu apadrinhado no cargo. Em menos de 24 horas, Mendes conseguiu que a posse de Rodrigo Passinho Azevedo fosse tornada sem efeito pelo presidente nacional do órgão, Felipe Mendes. Assim, Celso Dias continua no cargo.

Presidente do DNIT no Maranhão

paulosergiopassosINTO presidente nacional do DNIT, Paulo Sérgio Passos, virá pessoalmente ao Maranhão verificar in loco a situação da BR-135. Ele estará neste sábado (9) na BR ao lado do governador Flávio Dino, deputados federais e estaduais para checar as péssimas condições da estrada. Após muita pressão do governo e da bancada, começaram os serviços de tapa buraco na estrada. Mas é necessário cobrar a continuidade e, principalmente, a duplicação da BR.

Sem discussão sobre vice

luisfernandosilvaCom a pré-candidatura com o maior favoritismo no Estado, a vaga de vice na chapa de Luís Fernando Silva em Ribamar é muito cobiçada. E muitos nomes são dados como certo por antecipação. O Blog apurou que o ex-prefeito não quer saber de fechar questão sobre o companheiro de chapa. Certamente a discussão passa pelo atual prefeito Gil Cutrim, a Câmara Municipal e aliados do pré-candidato. Mas para LF, nada de bater o martelo nesse momento.

Plano de governo

DSC_0387Por falar em Luís Fernando, o pré-candidato apresentou, nesta semana, a proposta do “Planeja – O cidadão decidindo” para São José de Ribamar. O projeto tem como objetivo coletar sugestões, partindo da própria comunidade, para o desenvolvimento social e econômico da cidade para os próximos quatro anos. A meta tucana é a de que sejam realizadas seis edições do Planeja. Além da sede, a zona rural, vilas, área limítrofe, mata e semiurbana serão visitadas por Luis Fernando e demais membros do PSDB para que sejam feitos registros. Somente durante a estreia do Planeja foram registradas mais de cem propostas para a cidade. Tucanos de alta plumagem prestigiaram a abertura.

Fufuquinha defende supersalários

andrefufucaO deputado federal André Fufuca (PP) trabalha para enriquecer ainda mais os mais ricos. Através de um substitutivo ao PL 3123/2015 de autoria do Executivo, Fufuquinha pretende aprovar a legalização de supersalário de até R$ 67,5 mil para magistrados e membros do MP. Pelo texto, o servidor continua com teto de vencimento de R$ 33,7 mil e mais R$ 33,7 mil para para cada atividade remunerada de forma pontual ou descontínua. Antes, qualquer outra remuneração era cortada assim que atingia o teto. Como muitos magistrados também são professores e/ou fazem hora extra, não difícil ultrapassar propositalmente o teto. Em tempos de crise e de ajuste fiscal, a medida escoa recursos públicos para quem menos sofre com a crise. É mais dinheiro público para quem menos precisa.

Desvio de recurso do transporte escolar

joaoalvesA 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça recebeu denúncia contra o ex-prefeito de Senador La Rocque, João Alves Alencar, que é acusado de desviar R$ 57.700,00, recurso de convênio firmado entre o município e a Secretaria de Estado da Educação para o transporte escolar de 358 alunos do ensino médio. Com a decisão, o colegiado reformou a decisão de 1º Grau da comarca de Senador La Rocque, que rejeitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MP), por considerar mera irregularidade administrativa a prestação de contas apresentada fora do prazo, ou seja, rejeitou a denúncia por crime diverso ao atribuído ao ex-prefeito.

Aluísio oferece PTN para Wellington do Curso ser candidato

wellingtonO deputado federal Aluísio Mendes negocia a filiação do deputado estadual Wellington do Curso ao PTN. Wellington estava com conversas avançadas com o PP e a filiação praticamente certa. Mas como ninguém confia em Waldir Maranhão, voltou atrás e ainda procura legenda. O vereador de São Luís, Chaguinhas, já ameaçava sair do PP se o deputado se filiasse. Chaguinhas é aliado de Eliziane Gama.

As conversas avançaram com o ex-secretário de segurança do governo Roseana. Aluísio garantiu que no PTN, Wellington poderá ser candidato a prefeito de São Luís.

O prazo para filiação encerra dia 2 de abril. O deputado já está desfiliado do PPS.

Herói de Aluísio Mendes é condenado pelo STJ por corrupção

Aluísio Mendes e Japonês da federal condenado por corrupção

Aluísio Mendes e “Japonês da federal” condenado por corrupção

O policial federal Newton Ishii, mais conhecido como “Japonês da federal” pelas aparições na escolta de presos da Operação Lava Jato, foi condenado junto com outros 18 policiais federais por corrupção. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um recurso de três réus da Operação Sucuri, deflagrada em 2003 e manteve a condenação ontem (15).

As investigações mostraram que os agentes facilitavam a entrada de contrabando no país, pela fronteira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A decisão do ministro Félix Fischer acata em parte o recurso de três réus, entre eles Ishii, e reduz a pena de um deles. O “herói” responde a três processos, derivados da Operação Sucuri, sendo um na esfera criminal, outro administrativo e um terceiro por improbidade administrativa. Todos estão em andamento.

O deputado federal maranhense Aluísio Mendes (PTN) fez a maior festa para Ishii no mês passado o recebendo em seu gabinete e até convidou o policial federal para se filiar ao PTN. A amizade de Aluízio com o “Japonês da federal” foi amplamente repercutida na mídia sarneysta. O herói contra a corrupção que foi condenado justamente… por corrupção.

Política maranhense em notas

Flávio responde sobre grampo

flaviodino“Só devem ter medo de investigações os traficantes, assaltantes, homicidas, corruptos e similares. Minha orientação é o respeito às leis”, escreveu no Twitter o governador Flávio Dino. Mais cedo, ele já havia afirmado na Assembleia que é absolutamente falso qualquer tipo de visão segundo a qual esteja utilizando o aparato policial fora do que a lei manda.

Aluísio dá rasteira em Murad

aluisioricardoO deputado federal Aluísio Mendes (PSDC) deu uma rasteira em seu segundo padrinho político, Ricardo Murad. Aluísio indicou Laércio Costa para a presidência do PTN no Maranhão e defenestrou o genro de Ricardo Murad, Sousa Neto, do posto. Sousa se irritou com a mudança e anunciou que deixará a legenda nos próximos dias. Imagine se Ricardo não tivesse feito o que fez pra eleição de Aluísio! A não ser que a conta já esteja paga.

Opção sem ser oposição

zeinacioO deputado estadual Zé Inácio (PT), que recentemente mudou o domicílio eleitoral para São Luís, disse que a mudança se deu a pedido do partido que queria ter uma opção na cidade. Inácio disse que por insistência de líder de todas as Alas, até da Resistência Petista, como Augusto Lobato, mudou o título. O PT queria inicialmente que o nome do partido fosse o deputado federal Zé Carlos, que não aceitou. Zé Inácio afirmou que não fará discursos de oposição à gestão do prefeito Edivaldo, mas que seu nome fica no jogo da sucessão.

Washington novamente no meio político

washingtonQuem andou esta semana voltando a circular no debate político foi o hoje Conselheiro do TCE, Washington Oliveira. O ex-petista participou de hoenagem aos servidores federais na Câmara Municipal, onde fez gesto em favor do vereador Honorato Fernandes (PT) e se manifestou contra o impeachment da presidente Dilma em entrevista aos jornalistas. Washington também esteve à frente da confirmação do TCE na Marcha Municipalista. Com tantos anos na política, resolveu sair do encastelamento do Tribunal e circular por onde sempre transitou.

TJ suspende prazos por causa da greve

A presidente do TJMA disse que a  instalação do Órgão Especial foi feita em cumprimento à legislação vigenteA Justiça já não é muita rápida. Com a greve dos servidores do Judiciário, o Tribunal maranhense institucionalizou o não cumprimento dos prazos até que a greve encerre. A presidente do TJ, Cleonice Freire, assinou a Portaria suspendendo os prazos a pedido da OAB-MA, sob a alegação de que o movimento grevista está comprometendo o atendimento nas unidades jurisdicionais do Estado.

Combate a incêndio em área indígena

Foto 2 - Governo avalia as ações de combate ao incêndio na Terra Indígena AraribóiaRepresentantes dos Governos do Maranhão e Federal e de organizações indígenas se reuniram para avaliar o andamento das ações de combate ao incêndio na terra indígena Araribóia. Foram apresentadas as ações que já estão sendo realizadas para conter o incêndio e combater os ilícitos ambientais e promover o reflorestamento e a produção de insumos agrícolas em terras indígenas. O Governo do Maranhão decretou situação de emergência em 11 terras indígenas atingidas pelo incêndio, autorizando apoio suplementar técnico e operacional aos municípios afetados. Mais de 40 mil litros de retardante de chamas foram utilizados na região. O produto potencializa em até 10 vezes o resultado obtido apenas com o uso de água. O incêndio acontece há mais de 40 dias e ameaça mais de 12 mil indígenas que vivem nas 143 aldeias da região.

Política maranhense em notas

Aluísio reage às denúncias de Portela

aluisiomendesO ex-secretário de segurança e hoje deputado federal Aluísio Mendes (PSDC), reagiu à acusação do secretário Jefferson Portela feitas em entrevista ao Blog de que R$300 milhões dos recursos do BNDES para a segurança praticamente sumiram. Aluísio enviou nota à imprensa afirmando que irá interpelar o secretário na Justiça para provar as acusações. “Ele terá que provar todas as falácias e mentiras que disse contra mim à imprensa. Já oficiei ao BNDES para que informe todos os empenhos e pagamentos feitos sob minha gestão. Todas as obras ficaram em andamento, com o acompanhamento técnico do banco, e nunca houve aditivo de prazo por 35 vezes”, disse.

Provas a caminho

O Blog está levantando as obras que deveriam ter sido executadas pelo ex-secretário com os recursos do BNDES. Segundo Jefferson Portela, se tivessem sido aplicados corretamente, a segurança do Maranhão estaria em outro patamar hoje. Contratos e estágio atual das obras e de como deveriam estar, estão sendo analisados.

Rogério critica motivação política

Rogerio Cafeteira - crédito agência ALEMAO líder do governo na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira (PSC), criticou a motivação política que Adriano Sarney tem mostrado no caso da segurança. Rogério exemplificou alguns crimes bárbaros que têm acontecido em todo o país para contextualizar uma situação generalizada de insegurança. O parlamentar falou que diante desse cenário, a Força Nacional não teria condições de atender tantos problemas espalhados de norte a sul do Brasil. Ele disse ainda que é louvável a preocupação demonstrada por Adriano, mas que lamenta a forma como o assunto vem sendo distorcido e alimentado para virar manchete de jornal, prevalecendo, dessa forma o interesse político pelo tema. “Não é desgastando e desestabilizando o Governo que vamos melhorar a segurança”, lembrou. 

PDT ainda na base de Dilma?

Deputado WevertonApesar das últimas votações contrárias aos interesses do governo Dilma, o deputado Weverton Rocha afirmou que o partido segue na base do governo, embora vote de acordo com a ideologia do partido nas questões trabalhistas. Embora deixou uma ressalva: “somos da base. Até quando ela quiser”. Os pedetistas votaram contra as Medidas Provisórias 664 e 665 do ajuste fiscal do Governo Dilma e causaram um abalo nas relações com o Planalto.   

Zé Inácio elogia parceria Brasil-China

DSC_2046 (Medium) (2)O deputado Zé Inácio (PT) elogiou o acordo celebrado entre Brasil e China, ocorrido há duas semanas entre Brasil e China, que prevê investimentos em vários estados, inclusive no Maranhão. No Estado, o investimento no Complexo Siderúrgico (Açailândia e cidades entorno), é na ordem de mais de sete bilhões de dólares. “Essa parceria é importante para retomada do setor siderúrgico no Estado do Maranhão, não só para manter os empregos já existentes, mas também para geração de novos empregos”, diz o parlamentar.

Furtado destaca conferência nacional do PCdoB

fernandofurtadoFernando Furtado falou sobre o processo de sucessão da presidência do PC do B onde Renato Rabelo, que presidiu o partido durante os últimos 13 anos, transmitiu a presidência à Luciana Santos, que ocupava o cargo de vice-presidente do PCdoB. “Esta conferência, vem no momento ideal, no momento mais importante do Partido Comunista do Brasil, para discutir não só a questão nacional como também discutir a questão da sucessão em nosso partido,” disse o deputado.