Base governista rejeita tentativa da oposição de fazer novo palanque com Clayton Noleto

O líder do governo, deputado Rogério Cafeteira, fez encaminhamento contrário ao Requerimento que voltava a pedir as mesmas informações debatidas em audiência com o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, no mês passado.

O parlamentar disse que também estava respeitando uma decisão da Mesa Diretora da Assembleia, que, na sessão de ontem (7), negou o Requerimento, que é de autoria do deputado Edilázio Júnior.

Além de concordar com a Mesa Diretora, Cafeteira também lembrou que grande parte dos deputados de Oposição utilizaram mal a oportunidade de conversa com o secretário Clayton. “Na última audiência que tivemos aqui, eu tive toda a boa vontade que se pode ter trazendo o secretário no dia e hora que o deputado Edilázio sugeriu. Só que, com todo respeito, a audiência se transformou em um palanque. Foi feita uma articulação com claro intuito de se usar declarações do secretário para ações judiciais. Eles utilizaram mal a oportunidade de esclarecer as dúvidas, que porventura existam”, disse.

Sobre a acusação de falta de transparência no Governo, Cafeteira destacou que o Maranhão é reconhecido pela Controladoria Geral da União (CGU) neste quesito. “Sobre a questão da transparência, não sou eu que digo, é o Ministério Público Federal. A CGU que diz que o Maranhão está em primeiro lugar na questão de transparência”, disse o parlamentar.

Cafeteira critica oposição por tentar criar palanque ao invés de discutir o Mais Asfalto

Durante a sabatina do secretário Clayton Noleto, na sessão especial ocorrida nesta quarta-feira (15), o líder do governo, deputado Rogério Cafeteira (PSB), destacou a importância da ida do titular da Secretaria de Infraestrutura à Assembleia, como procedimento padrão de todo gestor, e recriminou a postura de alguns parlamentares de oposição.

Ele criticou a postura de alguns deputados que utilizaram o espaço para se lamentarem acerca dos resultados das últimas eleições. “Pensei que a Oposição queria informações sobre o ‘Mais Asfalto’, na verdade querem um palanque para chorar as derrotas nas eleições de 2016”, alfinetou o parlamentar, rebatendo os deputados que insistiram em tentar criar um clima de constrangimento para o secretário, com perguntas que fugiam ao objeto do Requerimento.

O próprio autor da proposição que solicitou a ida de Clayton Noleto, deputado Edilázio Júnior, tentou realizar perguntas totalmente fora do contexto, mas foi duramente enquadrado por Cafeteira, que, durante pronunciamento, reivindicou que os assuntos se ativessem à proposta da reunião. “Não aceitarei que seja colocado qualquer outro assunto que não seja sobre o Mais Asfalto, conforme o requerimento”, defendeu Rogério Cafeteira, firme, da tribuna.

Cafeteira observou que, por diversas vezes, uma suposta candidatura do secretário Clayton Noleto foi questionada durante as indagações dos deputados de Oposição. “Em vez de se aterem aos questionamentos sobre o Mais Asfalto, a oposição tenta criar hipóteses de candidatura do secretário para desvirtuarem a situação”, criticou o parlamentar.

FATOS POLÍTICOS

De acordo com Rogério Cafeteira, os deputados Eduardo Braide e Alexandre Almeida, derrotados nas últimas eleições para prefeito em São Luís e Timon, respectivamente, tentaram distorcer e criar fatos para comporem peças de ações na Justiça Eleitoral.

“Infelizmente, o que se viu, foi colegas como os deputados Eduardo Braide e Alexandre Almeida que foram com o único objetivo de buscar algum fato para utilizarem em ações que movem do pleito de 2016”, lamentou.

Clayton Noleto esclarece programa Mais Asfalto na Assembleia

O secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, compareceu a audiência pública na Assembleia Legislativa para esclarecer o funcionamento do programa Mais Asfalto. O clima foi tenso quando o secretário falou da postura da oposição. Houve bate-boca e a sessão teve que ser suspensa até que os ânimos se acalmassem.

Sobre o principal questionamento, que seria um favorecimento eleitoreiro do Mais Asfalto, Noleto demonstrou que os serviços foram iniciados logo no início da gestão e continuaram após a eleição de 2016. Dos 217 municípios, 119 já foram contemplados com um investimento de R$ 246 milhões entre 2015 e 2016. Vale lembrar que menos de 20 prefeitos apoiaram o governador Flávio Dino. “Ou seja, cerca de 100 municípios foram beneficiados. Então não tem como dizer que este programa é eleitoreiro”, pontuou. Do recurso aplicado , 40% é do BNDES e 60% do tesouro estadual.

O grande questionamento que o deputado Edilázio Júnior (PV) aprontou para a sabatina foi sobre o chefe da assessoria jurídica da Sinfra, Eloy Weslem dos Santos Ribeiro, estar com a inscrição cancelada na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e ainda assim tem assinados pareceres jurídicos dos contratos feitos pela Sinfra. A simples assinatura de parecer não aparenta ser situação suficiente para contestação dos contratos da Sinfra. O secretário afirmou que iria apurar e julgar caso a caso.

Os secretários candidatos do governo Flávio Dino

O governador Flávio Dino quer que os secretários que serão candidatos nas eleições de 2018 deixem o governo no final do ano, apesar do prazo de desincompatibilização encerrar somente em abril do ano que vem. A vantagem é que secretários de pastas estratégicas e gigantes como Saúde e Educação não serão secretários.

Por enquanto, temos alguns nomes cuja candidatura estão bem definidas e outros que podem não ir ara a aventura eleitoral.

Surgem como principais nomes para a disputa na Câmara Federal os secretários Márcio Jerry (Comunicação e Assuntos Políticos), Simplício Araújo e Clayton Noleto (Infraestrutura). Jerry deve ser eleito até com certa tranquilidade. A candidatura de Noleto ainda pode subir o telhado. O secretário de Esportes, Márcio Jardim, que disputou em 2014, já anunciou que não será candidato em 2018.

O secretario de segurança, Jefferson Portela ensaiou candidatura a deputado federal ou estadual, mas a cada dia a tendência é que ele não dispute eleição no próximo pleito.

Para deputado estadual, os nomes dos secretários Marcelo Tavares (Casa Civil) e Adelmo Soares (Agricultura Familiar) são os mais fortes. Os dois construíram bases e devem entrar para vencer. O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, também pode ser candidato a deputado estadual. Caso confirme, é fortíssimo candidato.

O presidente da Caema, Davi Telles, também é cotado para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, mas o governador Flávio Dino já pediu para que o gestor fique na Companhia até o final do mandato. Davi Telles confirmou que não será candidato. Ainda não é confirmada a desistência de Telles. Caso seja candidato, Davi também é forte.O diretor do Procon e do Viva, Duarte Júnior, também pode disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. É um nome que pode agrear à coligação, com uma boa votação em São Luís.

Não entra na conta o secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, que já é deputado e, logicamente, irá para a reeleição.

Desconforto na Assembleia

Alguns secretários candidatos têm causado desconforto com deputados. O deputado Stênio Rezende sbiu à tribuna esta semana para reclamar de um destes, sem citar o nome do secretário.

“Alguns secretários de Estado que, eu acredito, sem o conhecimento do governador Flávio Dino, estão em campanha no Sul do Maranhão. Eles chegam nos prefeitos oferecendo tratores, mais asfalto, água e ambulância e dizem que foi o governador que mandou eles os procurar em troca de apoio para suas campanhas de deputado, no que eu não acredito: creio que o governador não concorda e não aceita nenhum auxiliar seu fazer uso da máquina púbica em benefício próprio”, reclamou.

O governador ainda terá que conciliar interesses entre seus secretários que buscarão vagas na Assembleia e os deputados de mandato. Por isso a pressa do governador em que os candidatos se definam e possa até discutir bases para não causar desgaste com alguns parlamentares.

Marcada para dia 15 sabatina com Clayton Noleto na Assembleia

Assembleia aprovou convite e Clayton Noleto irá prestar esclarecimentos

O líder do governo, Rogério Cafeteira (PSB), e o deputado Edilázio Júnior (PV) chegaram a um acordo e a Assembleia aprovou por unanimidade o convite para que o secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, compareça à Assembleia Legislativa para uma sabatina com os deputados dia 15 deste mês, às 11h, logo após a sessão ordinária.

O ponto de maior divergência era se a audiência seria na sala das comissões ou no plenário da Casa. Rogério cedeu ao final e disse que para a oposição não alegar que estaria causando embaraço por conta do loca, iria fechar questão de que fosse no plenário, sendo garantido a cada deputado uma pergunta, com direito a réplica e tréplica.

O requerimento do deputado Edilázio solicitou a presença do secretário par aprestar esclarecimentos sobre cronograma do Mais Asfalto, pavimentação de rodovias e asfalto nas regiões urbanas.

Clayton Noleto irá à Assembleia prestar informações de asfaltamento

Clayton Noleto já participou de outros debates na Assembleia

O líder do governo na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira (PSB), garantiu a presença do secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, no parlamento estadual para prestar os esclarecimentos necessários.

O deputado Edilázio Júnior (PV) apresentou requerimento de convocação do secretário para prestar informações sobre pavimentações urbanas, de rodovias estaduais e o cronograma do programa Mais Asfalto. O requerimento especificava hora e local da sabatina: 15 de fevereiro, ás 11h.

Rogério solicitou a retirada de pauta da matéria para que se fizesse o convite, ao invés da convocação e que se adequasse o dia e horário em acordo com a agenda do secretário.”Eu me comprometo em marcar até amanhã o melhor dia e horário para trazer o secretário. Não estou descartando o dia 15, só que é melhor uma adequação à agenda”, pontuou.

Max Barros concordou que como de praxe, o secretário deveria primeiro ser convidado e em caso de recusa, se discutiria a convocação.

Edilázio desafiou Rogério: “deputado, se amanhã não vier com a data e horário posso contar com seu voto para convocar o secretário?” A resposta foi categórica: “pode”.  A resposta contundente significa que Noleto já deu garantia de que irá ao parlamento.

Assim, Edilázio retirou o requerimento de pauta e ficou para amanhã apresentar outro convidando o secretário para a data e horário que serão apresentadas por Cafeteira.

Assembleia rejeita abertura de processo contra Clayton Noleto

assembleiaO plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão rejeitou o requerimento do deputado Edilázo Júnior pedindo abertura e procedimento, por crime de responsabilidade, contra o secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto.

A alegação é de Ediázio era de que teoricamente Noleto havia cometido crime de responsabilidade no envio da relação dos municípios beneficiados pelo “Programa Mais Asfalto” e o cronograma físico/financeiro das obras do programa. Ainda que contivesse algum equívoco na relação, não seria caso de crime de responsabilidade, mas apenas de pedido de retificação das informações.

O deputado Rogério Cafeteira lembrou que não existiu recusa em responder o questionamento enviado pela Assembleia. “Para mim não resta dúvidas que os secretários têm obrigação de responder aos questionamentos enviados por esta Casa. Mas aqui eu queria lembrar que houve não uma negativa da resposta. Houve realmente um atraso”, disse.

Por isso, o plenário, por ampla maioria, rejeitou o pedido. Apenas votaram a favor da abertura de processo de crime de responsabilidade os deputados Eduardo Braide (PMN), Alexandre Almeida (PSD), César Pires, (DEM), Edilázio Júnior (PV), Adriano Sarney (PV), Wellington do Curso (PP), Souza Neto (PROS).

Destaque para a composição de Alexandre Almeida (PSD) e Eduardo Braide (PMN) firmes como oposição. César Pires votou por uma razão circunstancial e Andrea Murad não estava presente.

Clayton Noleto manda recado para Roberto Rocha em Imperatriz

IMG-20160623-WA0056Foi realizado um grande evento de lançamento da pré-candidatura da deputada federal Rosângela Curado (PDT) à prefeitura de Imperatriz. Durante seu discurso, o secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, falou da importância da unidade dos partidos aliados do governador Flávio Dino e mandou um recado direto ao senador Roberto Rocha (PSB).

Porque existem aqueles, aqui em Imperatriz, que querem o retorno do atraso. Aqueles que querem o retorno dos desmandos, da insensibilidade com as classes desfavorecidas da nossa população. Estes mesmos estão juntos, inclusive de traidores do povo do Maranhão. Como nós vimos hoje. Pessoas que foram eleitas neste campo, se juntando com o que há de mais atrasado na política maranhense para tentar comandar o retrocesso em Imperatriz”, afirmou.

O presidente municipal do PCdoB de Imperatriz se referia ao Senador Roberto Rocha, principal patrono da pré-candidatura de Ildon Marques. Antes do evento, Roberto promoveu uma carreata – irregular para o período de pré-campanha – com seu pré-candidato. O senador foi eleito pelo grupo do governador Flávio Dino com apoio de Rosângela, Marco Aurélio e o prefeito Sebastião Madeira em Imperatriz.

Noleto reforçou o ânimos dos comunistas de Imperatriz rumo ao projeto PDT-PCdoB. “Nós do PCdoB dizemos a todos os partidos que estão neste projeto que nós chegamos para somar, chegamos para agregar, chegamos para vencer”. O PCdoB irá compor a chapa da pré-candidata do PDT na cidade.

Imagem de Clodoaldo Corrêa (2)Imagem de Clodoaldo Corrêa (3)

Política maranhense em notas

Convênios eleitoreiros e fantasmas

Prefeito de Ribamar Fiquene, Edilomar Neri de Miranda e de Montes Altos, Valdivino RochaPrefeito de Ribamar Fiquene, Edilomar Neri de Miranda e de Montes Altos, Valdivino RochaO Ministério Público entrou com Ação contra gestores dos municípios de Montes Altos e Ribamar Fiquene por terem recebido dinheiro de convênio com o governo do Estado e não terem executado. Em Montes Altos, convênio de R$ 327.906,50 mil para a construção de 50 casas. Já em Ribamar Fiquene, irregularidades já na licitação para locação de veículos. Estes dois casos são pequenas demonstrações de como funcionava a maioria dos convênios celebrados pelo governo Roseana com municípios. Uns em maior e outros em menor proporção, mas muitos com irregularidades quanto à execução.

Clayton ainda na disputa

marcoaurelioO deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB) é um dos maiores entusiastas da pré-candidatura do secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, à prefeitura de Imperatriz. Ele já demonstra uma mudança na motivação de antes, mas afirmou que o secretário ainda está vivo. Apesar do governador Flávio Dino ter pedido que ele ficasse no governo até o final do mandato, Marco disse que Clayton ainda não tomou sua decisão pessoal, mas admite que no contexto ficou difícil. “Temos que entender que Imperatriz faz parte de um conjuntura que envolve todas as cidades e todos os aliados do governo”.

Secretário é entrevistado

Justamente no momento em que todos se perguntam se ele continua na secretaria ou parte de vez para buscar a prefeitura de Imperatriz, Clayton Noleto foi entrevistado pelo programa Avesso, da TV Guará. O secretário mostrou serenidade diante do atual momento. Na entrevista, ele disse que segue indefinido, apesar do pedido do governador para que fique. O programa vai ao ar às 22h45 no canal 23.

Golden Park interditado

FOTO visita do procon ao parque  f nael reis 15 09 (20)O Procon interditou por tempo indeterminado o Golden Park, na tarde desta terça-feira (15). Na noite da última segunda-feira (14), mãe e filha foram lançadas de um dos brinquedos. O Procon identificou que não há comprovação de que o consumidor esteja seguro, não existem placas informativas de contra indicação de uso do brinquedo, como a altura mínima e peso, por exemplo. A empresa tem um prazo de dez dias para apresentar a defesa e toda a documentação necessária.

Deputados dialogam com secretário de Segurança

Comissão de deputados se reúne com o secretário de Segurança PúblicaUma comissão de deputados integrada por Cabo Campos (PPS) – presidente da Comissão de Segurança Pública-, Carlinhos Florêncio (PHS), Alexandre Almeida (PTN), Dr. Levi Pontes (SD), Rafael Leitoa (PDT) e Roberto Costa (PMDB), reuniu-se, na tarde desta terça-feira (15,) com o secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela. Foi discutida uma pauta que contemplou diversos temas e ficou acertada a presença qualificada da secretaria de Segurança nas audiências públicas de Imperatriz, Timon e Pinheiro e São Luís. A primeira será em Timon, dia 25 de setembro.

Flávio quer que Clayton Noleto fique no governo até 2018

Flávio Dino durante evento em Imperatriz

Flávio Dino durante evento em Imperatriz

Está ocorrendo nesta sexta-feira (11) grande evento em Imperatriz, onde o governador Flávio Dino (PCdoB) anuncia pacote de obras para a região tocantina. Durante o evento, o governador fez elogios ao secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, e pediu para que o auxiliar permaneça no cargo até o final deste mandato. “Ele está dando muito certo no nosso governo e hoje é unanimidade em todo o Estado”, afirmou.

Clayton é pré-candidato a prefeito de Imperatriz, e para concorrer deve sair do governo até abril. Mas na cidade, outra aliada de Flávio, a deputada federal Rosângela Curado, é favorita para vencer as eleições.

Flávio também afirmou que Clayton irá decidir livremente nos próximos dias se fica no governo ou irá mesmo disputar a prefeitura de Imperatriz.